Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DAS ESCRITURAS SAGRADAS (EDIÇÃO DE 1986) Ver a revisão de 2015.

Daniel 1:1-21

1  No terceiro ano do reinado de Jeoiaquim,+ rei de Judá, chegou a Jerusalém Nabucodonosor, rei de Babilônia,* e passou a sitiá-la.+  Com o tempo, Jeová* entregou-lhe na mão Jeoiaquim, rei de Judá,+ e parte dos utensílios+ da casa do [verdadeiro] Deus,* de modo que os levou à terra de Sinear,*+ à casa de seu deus; e levou os utensílios à casa do tesouro de seu deus.*+  O rei disse então a Aspenaz, seu principal oficial da corte,*+ que trouxesse alguns dos filhos de Israel, e da descendência real,* e dos nobres,+  mancebos em que não houvesse nenhum defeito,+ mas que fossem de boa aparência, e que tivessem perspicácia em toda a sabedoria,+ e que estivessem familiarizados com o conhecimento, e que tivessem discernimento daquilo que se sabe,+ em que houvesse também a capacidade de estar de pé no palácio do rei;+ e que se lhes ensinasse a escrita e a língua dos caldeus.  Além disso, o rei estipulou-lhes uma ração diária das iguarias+ do rei e do vinho que bebia, sim, para que fossem nutridos por três anos, para que no fim destes pudessem estar de pé perante o rei.  Ora, aconteceu que havia entre eles alguns dos filhos de Judá: Daniel,+ Hananias, Misael e Azarias.+  E o principal oficial da corte foi designar-lhes nomes.+ De modo que designou a Daniel [o nome de] Beltessazar;+ e a Hananias, Sadraque; e a Misael, Mesaque; e a Azarias, Abednego.+  Mas, Daniel decidiu no coração não se poluir+ com as iguarias do rei e com o vinho que bebia. E ele persistiu em solicitar do principal oficial da corte que lhe [permitisse] não se poluir.+  Por conseguinte, o [verdadeiro] Deus entregou Daniel à benevolência* e à misericórdia perante o principal oficial da corte.+ 10  De modo que o principal oficial da corte disse a Daniel: “Temo meu senhor,* o rei, que estipulou vosso alimento e vossa bebida.+ Então, por que devia ele ver as vossas faces abatidas em comparação com os mancebos que são da mesma idade que vós, e [por que] devíeis tornar a minha cabeça culpada perante o rei?” 11  Mas, Daniel disse ao encarregado a quem o principal oficial da corte+ incumbira Daniel, Hananias, Misael e Azarias: 12  “Por favor, põe os teus servos à prova por dez dias, e dêem-se-nos alguns legumes+ para comer e água para beber; 13  e compareçam perante ti nossos semblantes e o semblante dos mancebos que comem as iguarias do rei, e faze com os teus servos segundo o que vires.” 14  Por fim os escutou com respeito a este assunto e os pôs à prova por dez dias. 15  E ao fim dos dez dias seus semblantes tinham aspecto melhor e mais cheio de carne do que todos os mancebos que comiam as iguarias do rei.+ 16  Portanto, o encarregado continuou a retirar deles as suas iguarias e seu vinho que se bebia e a dar-lhes legumes.+ 17  E no que se referia a estes mancebos, os quatro deles, a estes o [verdadeiro] Deus deu conhecimento e perspicácia em toda a escrita e sabedoria;+ e o próprio Daniel tinha entendimento de toda sorte de visões e sonhos.+ 18  E ao fim dos dias que o rei dissera que os trouxessem para dentro,+ o principal oficial da corte também os fez chegar perante Nabucodonosor. 19  E o rei começou a falar com eles, e dentre todos eles não se achou nenhum igual a Daniel, Hananias, Misael e Azarias;+ e eles continuaram de pé perante o rei.+ 20  E quanto a todo assunto de sabedoria [e] de compreensão+ sobre que o rei os consultou, ele até chegou a achá-los dez vezes melhores do que todos os sacerdotes-magos+ [e] os conjuradores+ que havia em todo o seu domínio real. 21  E Daniel continuou até o primeiro ano de Ciro,* o rei.+

Notas

“Babilônia”, LXXVg; MSy: “Babel”.
Uma das 134 mudanças de YHWH para ’Adho·naí feitas pelos escribas. Veja Ap. 1B.
“Do [verdadeiro] Deus.” Hebr.: ha·’Elo·hím; LXXBagster(gr.): tou The·oú; Sy: “Jeová”. Veja Ap. 1F.
“À terra de Sinear”, MLXXBagsterThVg; LXX: “a Babilônia”.
“Seu deus.” Hebr.: ’elo·háv, pl. de ’elóh·ah, evidentemente para denotar grandiosidade.
“Seu . . . oficial da corte.” Hebr.: sa·ri·sáv; lat.: eu·nu·chó·rum su·ó·rum, “dos seus eunucos”.
Lit.: “da semente do reinado”.
Ou “ao amor leal”. Hebr.: lehhé·sedh.
“Meu senhor.” Hebr.: ’adho·ní; gr.: ký·ri·ón; lat.: dó·mi·num.
“De Ciro.” Hebr.: leKhóh·resh; gr.: Ký·rou; sir.: deKu·resh; lat.: Cý·ri.