Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DAS ESCRITURAS SAGRADAS (EDIÇÃO DE 1986) Ver a revisão de 2015.

Atos 7:1-60

7  Mas, o sumo sacerdote disse: “São assim estas coisas?”  Ele disse: “Homens, irmãos e pais, ouvi. O Deus da glória+ apareceu a nosso antepassado Abraão enquanto ele estava na Mesopotâmia, antes de fixar residência em Harã,+  e disse-lhe: ‘Sai da tua terra e de teus parentes e vai para uma terra que eu te hei de mostrar.’+  Ele saiu então da terra dos caldeus e fixou residência em Harã. E dali, depois de morrer seu pai,+ [Deus]* o fez mudar de residência para esta terra em que agora morais.+  Contudo, não lhe deu nela nenhuma propriedade transmissível por herança, não, nem mesmo da largura de um pé;+ mas prometeu dar-lha como propriedade,+ e depois dele, ao seu descendente,*+ quando ainda não tinha filho.+  Além disso, Deus falou neste sentido, que seu descendente seria residente forasteiro+ em terra estrangeira,+ e que o escravizariam e atribulariam por quatrocentos anos.+  ‘E eu hei de julgar+ aquela nação para a qual trabalharão como escravos’, disse Deus, ‘e depois destas coisas sairão e me prestarão serviço sagrado* neste lugar.’+  “Deu-lhe também um pacto de circuncisão;+ e assim, ele se tornou pai de Isaque,+ e o circuncidou no oitavo dia,+ e Isaque, de Jacó, e Jacó, dos doze chefes de família.+  E os chefes de família ficaram ciumentos+ de José e o venderam ao Egito.+ Mas Deus estava com ele+ 10  e o livrou de todas as suas tribulações, e deu-lhe graça e sabedoria à vista de Faraó, rei do Egito. E ele o designou para governar o Egito e toda a sua casa.+ 11  Mas, veio uma fome sobre todo o Egito e Canaã, sim, uma grande tribulação; e os nossos antepassados não achavam quaisquer provisões.+ 12  Mas Jacó ouviu que havia comestíveis no Egito+ e enviou os nossos antepassados pela primeira vez.+ 13  E na segunda vez, José se deu a conhecer aos seus irmãos;+ e a linhagem de José tornou-se manifesta a Faraó.+ 14  Assim, José enviou e chamou a Jacó, seu pai, e todos os seus parentes daquele lugar,+ no número de setenta e cinco almas.*+ 15  Jacó desceu ao Egito.*+ E ele faleceu;+ e assim também os nossos antepassados,+ 16  e foram transferidos para Siquém*+ e colocados no túmulo+ que Abraão havia comprado por certo preço, com dinheiro de prata, dos filhos de Emor,* em Siquém.+ 17  “Justamente quando se aproximava o tempo [para o cumprimento] da promessa que Deus havia declarado abertamente a Abraão, o povo crescia e se multiplicava no Egito,+ 18  até que se levantou um rei diferente sobre o Egito, que não sabia nada sobre José.+ 19  Este usava de estadística contra a nossa raça*+ e injustamente obrigava os pais a exporem suas crianças, para que não fossem preservadas vivas.+ 20  Naquele mesmo tempo nasceu Moisés,+ e ele era divinamente belo.*+ E ele foi criado por três meses no lar de [seu] pai. 21  Mas, quando foi exposto, foi recolhido pela filha de Faraó e ela o criou como seu próprio filho.+ 22  Em conseqüência disso, Moisés foi instruído em toda a sabedoria+ dos egípcios. De fato, era poderoso nas suas palavras+ e ações. 23  “Então, quando se cumpriu o tempo de seu quadragésimo ano, veio-lhe ao coração fazer uma inspeção aos seus irmãos, os filhos de Israel.+ 24  E quando avistou que um certo [deles] estava sendo tratado injustamente, defendeu-o e executou vingança por aquele que estava sendo maltratado, abatendo o egípcio.+ 25  Supunha que os seus irmãos compreenderiam que Deus lhes estava dando salvação por sua mão,+ mas eles não [o] compreenderam. 26  E, no dia seguinte, apareceu-lhes quando estavam lutando, e tentou reuni-los novamente em paz,+ dizendo: ‘Homens, vós sois irmãos. Por que tratais um ao outro injustamente?’+ 27  Mas aquele que tratava seu próximo injustamente repeliu-o, dizendo: ‘Quem te designou governante e juiz sobre nós?+ 28  Será que queres eliminar-me da mesma maneira como eliminaste ontem o egípcio?’+ 29  Em vista desta palavra, Moisés fugiu e tornou-se residente forasteiro na terra de Midiã,+ onde se tornou pai de dois filhos.+ 30  “E, ao se cumprirem quarenta anos, apareceu-lhe no ermo do Monte Sinai um anjo,* na chama ardente dum espinheiro.+ 31  Ora, quando Moisés viu isso, maravilhou-se do que via.+ Mas, ao se aproximar para investigar, veio a voz de Jeová:* 32  ‘Eu sou o Deus dos teus antepassados, o Deus de Abraão, e de Isaque, e de Jacó.’+ Tomado de tremor, Moisés não se atreveu a investigar mais. 33  Jeová* disse-lhe: ‘Tira as sandálias dos teus pés, pois o lugar em que estás parado é terreno santo.+ 34  Tenho certamente visto o tratamento injusto para com o meu povo que está no Egito,+ e tenho ouvido o seu gemido+ e tenho descido para livrá-los.+ E agora vem: Eu te enviarei ao Egito.’+ 35  A este Moisés, que eles repudiaram, dizendo: ‘Quem te designou governante e juiz?’,+ a este homem Deus enviou+ como governante e como libertador* pela mão do anjo que lhe apareceu no espinheiro. 36  Este homem os conduziu para fora,+ depois de fazer portentos e sinais no Egito,+ e no Mar Vermelho,+ e no ermo, por quarenta anos.+ 37  “Este é o Moisés que disse aos filhos de Israel: ‘Deus* vos suscitará dentre os vossos irmãos um profeta semelhante a mim.’+ 38  Este é aquele+ que veio a estar entre a congregação+ no ermo, com o anjo+ que falou com ele no Monte Sinai e com os nossos antepassados, e ele recebeu proclamações sagradas,+ vivas, para dar a vós. 39  A ele os nossos antepassados se negaram a tornar-se obedientes, mas repeliram-no,+ e nos seus corações voltaram-se para o Egito,+ 40  dizendo a Arão: ‘Faze-nos deuses para irem na nossa frente. Quanto a este Moisés, que nos conduziu para fora da terra do Egito, não sabemos o que lhe aconteceu.’+ 41  Fizeram, pois, naqueles dias, um bezerro+ e trouxeram um sacrifício ao ídolo, e começaram a regalar-se com as obras das suas mãos.+ 42  De modo que Deus se voltou e os entregou+ para prestarem serviço sagrado ao exército do céu, assim como está escrito no livro dos profetas:+ ‘Será que foi a mim que oferecestes vítimas e sacrifícios por quarenta anos no ermo, ó casa de Israel?+ 43  Mas, acolhestes para vós a tenda de Moloque+ e a estrela+ do deus Refã, as figuras que fizestes para adorá-las. Conseqüentemente, eu vos deportarei+ para além de Babilônia.’* 44  “Nossos antepassados tinham no ermo a tenda do testemunho,* assim como deu ordens quando falou a Moisés, para fazê-la segundo o modelo* que tinha visto.+ 45  E os nossos antepassados, que a tiveram em sucessão, também a trouxeram com Josué*+ para a terra possuída pelas nações+ que Deus expulsou de diante dos nossos antepassados.+ Ali ela permaneceu até os dias de Davi. 46  Ele achou favor+ à vista de Deus e pediu para [ter o privilégio de] prover* uma habitação+ para o Deus de Jacó. 47  No entanto, Salomão construiu uma casa para ele.+ 48  Não obstante, o Altíssimo não mora em casas* feitas por mãos;+ assim como diz o profeta: 49  ‘O céu é o meu trono+ e a terra é o meu escabelo.+ Que sorte de casa construireis para mim? diz Jeová.* Ou qual é o lugar para o meu descanso?+ 50  Não foi a minha mão que fez todas essas coisas?’+ 51  “Homens obstinados* e incircuncisos nos corações+ e ouvidos, vós sempre resistis ao espírito santo; assim como fizeram os vossos antepassados, também vós fazeis.+ 52  A qual dos profetas foi que os vossos antepassados não perseguiram?+ Sim, mataram+ os que faziam anúncio antecipado a respeito da vinda do Justo,+ cujos traidores e assassinos vós vos tornastes agora,+ 53  vós, os que recebestes a Lei, conforme transmitida por anjos,*+ mas não a guardastes.” 54  Pois bem, quando ouviram estas coisas, sentiram-se feridos nos corações+ e começaram a ranger*+ os dentes contra ele. 55  Mas ele, cheio de espírito santo, fitou os olhos no céu e avistou a glória de Deus, e Jesus em pé à direita de Deus,+ 56  e disse: “Eis que eu observo o céu aberto+ e o Filho do homem+ em pé à direita de Deus.”+ 57  A isto eles clamaram ao máximo da sua voz e puseram as mãos sobre os ouvidos+ e arremeteram à uma contra ele. 58  E depois de o lançarem fora da cidade,+ começaram a atirar pedras nele.+ E as testemunhas+ deitaram as suas roupas exteriores aos pés dum jovem chamado Saulo.+ 59  E atiravam pedras em Estêvão, enquanto ele fazia apelo* e dizia: “Senhor Jesus, recebe meu espírito.”+ 60  Então, dobrando os joelhos, clamou com forte voz: “Jeová,* não lhes imputes este pecado.”+ E, dizendo isso, adormeceu [na morte].

Notas

Lit.: “Ele”, referindo-se ao “Deus da glória”, no v. 2.
Ou “prole; posteridade”.
“Prestarão serviço sagrado.” Gr.: la·treú·sou·sin; J17,18,22(hebr.): weya·‛av·dhú·ni, “e me servirão (adorarão)”. Veja Êx 3:12 n.
“Ao Egito.” B omite isso.
“Siquém”, SyhJ17,18,22; אAB: “Sychem”.
Lit.: “Hemor”.
“Raça.” Gr.: gé·nos; diferente de ge·ne·á, “geração”, como em Mt 24:34.
Ou “extremamente belo”. Lit.: “belo para o Deus”. Gr.: a·steí·os toi The·oí. Veja Jon 3:3 n.: “grande”.
“Um anjo”, P74אABCVg; DSyp: “um anjo de [o] Senhor”; J7,8,10-17,28: “o anjo de Jeová”.
Veja Ap. 1D.
Veja Ap. 1D.
Ou “e . . . resgatador (redentor)”. Gr.: kai ly·tro·tén; lat.: et re·dem·ptó·rem; J17(hebr.): wegho·’él.
“Deus”, אABVg; CSyp: “O Senhor Deus”; J7,8,10-17: “Jeová, vosso Deus”; J28: “Jeová Deus.”
Gr.: Ba·by·ló·nos; J17,18,22(hebr.): me·há·le’ah leVa·vél, “além de Babel”.
Ou “o tabernáculo do testemunho”.
Ou “tipo”. Gr.: tý·pon.
“Jeosué”, J17,18,22; אAB: “Jesus”.
Ou “achar”.
Ou “coisas; lugares”.
Veja Ap. 1D.
Ou “teimosos”.
Lit.: “a Lei como transmissões de anjos”. J17: “a Lei das mãos de comissões de anjos”; lat.: lé·gem in dis·po·si·ti·ó·nem an·ge·ló·rum, “a Lei pela disposição de anjos”. Em 2Cr 23:18, a Vg usa iúx·ta dis·po·si·ti·ó·nem na versão de “pelas mãos de”.
Ou “rilhar; cerrar”.
Ou “invocação; oração”.
Veja Ap. 1D.