Provérbios 24:1-34

24  Não invejes os homens maus+ e não te mostres almejante de ficar com eles.+  Porque seu coração está meditando a assolação e seus próprios lábios estão falando desgraça.+  Os da casa serão edificados pela sabedoria,+ e serão firmemente estabelecidos pelo discernimento.+  E pelo conhecimento se encherão os quartos interiores com todas as coisas preciosas e agradáveis de valor.+  O sábio na força é varão vigoroso+ e o homem de conhecimento está reforçando o poder.*+  Pois travarás a tua guerra com orientação perita,+ e na multidão de conselheiros há salvação.+  Para o tolo, a verdadeira sabedoria é elevada demais;*+ no portão ele não abrirá a sua boca.  Quanto àquele que maquina fazer o mal, será chamado apenas de mestre de idéias más.+  A conduta desenfreada da tolice é pecado+ e o zombador é algo detestável para a humanidade.+ 10  Mostraste-te desanimado no dia da aflição?+ Teu poder será escasso. 11  Livra os que estão sendo levados para a morte; e os que cambaleiam para a chacina, oh! que tu [os] refreies!+ 12  Caso digas: “Eis que não sabíamos disso”,+ não o discernirá aquele que avalia os corações,+ e [não o] saberá aquele que observa a tua alma+ e [não] pagará de volta ao homem terreno segundo a sua atuação?+ 13  Filho meu, come mel, pois é bom; e haja no teu palato o doce mel de favo.+ 14  Do mesmo modo, conhece deveras a sabedoria para a tua alma.+ Se [a] tiveres achado, então há futuro, e tua própria esperança não será decepada.+ 15  Não te ponhas de emboscada, como alguém iníquo, contra o lugar de permanência do justo;+ não assoles o seu lugar de repouso.+ 16  Pois o justo talvez caia até mesmo sete vezes, e ele se há de levantar;+ mas aos iníquos se fará tropeçar pela calamidade.+ 17  Quando teu inimigo cai, não te alegres; e quando se faz que tropece, não jubile teu coração,+ 18  para que Jeová não o veja e seja mau aos seus olhos, e ele certamente faça recuar sua ira contra ele.+ 19  Não te acalores por causa dos malfeitores. Não invejes os iníquos.+ 20  Porque se mostrará não haver futuro para quem é mau;+ a própria lâmpada dos iníquos será apagada.+ 21  Filho meu, teme a Jeová e ao rei.*+ Não te metas com os que estão a favor duma mudança.+ 22  Porque o seu desastre surgirá tão repentinamente,+ que da extinção daqueles que estão a favor duma mudança quem se aperceberá?+ 23  Também estas [declarações] são para os sábios:+ Mostrar parcialidade* no julgamento não é bom.+ 24  Quem disser ao iníquo: “Tu és justo”,+ a este os povos maldirão, grupos nacionais o verberarão. 25  Mas, para os que [o] repreendem será agradável,+ e sobre estes virá a bênção de bem.+ 26  Lábios beijará aquele que replicar de maneira direta.+ 27  Prepara a tua obra portas afora e apronta-a para ti no campo.+ Depois tens de edificar também os da tua casa. 28  Não te tornes sem base uma testemunha contra o teu próximo.+ Então terias de ser néscio com os teus lábios.+ 29  Não digas: “Assim como ele me fez, assim vou fazer a ele.+ Pagarei de volta a cada um segundo a sua atuação.”+ 30  Passei pelo campo do preguiçoso+ e pelo vinhedo do homem falto de coração.*+ 31  E eis que todo ele produzia ervas daninhas.+ Urtigas cobriam-lhe a própria superfície, e seu próprio muro de pedra tinha sido derrubado.+ 32  De modo que eu mesmo passei a observar; comecei a tomá-lo ao coração;+ vi, aceitei a disciplina:+ 33  Um pouco de sono, um pouco de cochilo, um pouco de cruzar as mãos para se deitar,+ 34  e certamente chegará a tua pobreza como um salteador de estrada e a tua necessidade como um homem armado.*+

Notas de rodapé

“O sábio é superior ao forte, e o homem de conhecimento, ao vigoroso em poder”, mediante ligeiras mudanças do M e em harmonia com LXX.
Ou “é como corais”.
“Filho meu, teme a Jeová [hebr.: Yehwáh] e ao rei.” Gr.: fo·boú ton the·ón, hui·é, kai ba·si·lé·a, “filho [meu], teme a Deus e ao rei”. Duas pessoas distintas, “Deus” e “rei”, estão ligadas em gr. por kai, “e”. Em gr., o artigo definido ocorre perante a primeira pessoa, mas não é necessário antes da segunda pessoa, de modo que foi omitido. Veja Ap. 6E.
Lit.: “Discriminar faces.”
Ou “do homem terreno falto de boa motivação”. Hebr.: ’a·dhám hhasar-lév.
Lit.: “como um homem de escudo”. Hebr.: ke’ísh ma·ghén.