Levítico 4:1-35

4  E Jeová prosseguiu falando a Moisés, dizendo:  “Fala aos filhos de Israel, dizendo: ‘Caso uma alma+ peque por engano*+ em qualquer das coisas que Jeová manda que não se façam e realmente faça uma delas:  “‘Se o sacerdote, o ungido,*+ pecar+ de modo a trazer culpa sobre o povo, então, pelo pecado+ que cometeu, terá de apresentar a Jeová um novilho* sadio, como oferta pelo pecado.*  E tem de trazer o novilho à entrada da tenda de reunião,+ perante Jeová, e tem de pôr a mão sobre a cabeça do novilho+ e tem de abater o novilho perante Jeová.  E o sacerdote, o ungido,*+ tem de tomar um pouco do sangue do novilho e trazê-lo para dentro da tenda de reunião;  e o sacerdote tem de mergulhar* seu dedo+ no sangue e espargir um pouco do sangue sete vezes+ perante Jeová, diante da cortina do lugar santo.  E o sacerdote tem de pôr um pouco do sangue sobre os chifres+ do altar do incenso perfumado que está na tenda de reunião, perante Jeová, e todo o resto do sangue do novilho ele derramará junto à base+ do altar da oferta queimada, que está à entrada da tenda de reunião.  “‘Quanto a toda a gordura do novilho da oferta pelo pecado, retirará dela a gordura que cobre os intestinos, sim, toda a gordura que há sobre os intestinos,+  e os dois rins e a gordura que há sobre eles, bem como a que há sobre os lombos. E quanto à acrescência sobre o fígado, tirá-la-á junto com os rins.+ 10  Será igual ao que se retira dum touro do sacrifício de participação em comum.+ E o sacerdote tem de fazê-los fumegar sobre o altar da oferta queimada.+ 11  “‘Mas quanto à pele do novilho e toda a sua carne, junto com a sua cabeça, e suas pernas, e seus intestinos, e seu esterco,+ 12  ele tem de fazer que o novilho inteiro seja levado para fora, às imediações do acampamento,+ a um lugar limpo, onde se lançam as cinzas gordurosas,+ e tem de queimá-lo sobre lenha, no fogo.+ Deve ser queimado onde se lançam as cinzas gordurosas. 13  “‘Ora, se a assembléia inteira de Israel cometeu um engano+ e o assunto ficou oculto dos olhos da congregação, tendo eles feito uma de todas as coisas que Jeová manda que não se façam e assim se tornaram culpados,+ 14  e o pecado que cometeram contra ela ficou conhecido,+ então a congregação tem de apresentar um novilho como sacrifício pelo pecado e tem de levá-lo diante da tenda de reunião. 15  E os anciãos da assembléia têm de pôr suas mãos sobre a cabeça do novilho,+ perante Jeová, e o novilho tem de ser abatido* perante Jeová. 16  “‘Então o sacerdote, o ungido,*+ tem de levar um pouco do sangue do novilho para dentro da tenda de reunião.+ 17  E o sacerdote tem de mergulhar o dedo no sangue e espargi-lo sete vezes perante Jeová, diante da cortina.*+ 18  E porá um pouco do sangue sobre os chifres do altar+ que está diante de Jeová, na tenda de reunião; e todo o resto do sangue derramará junto à base do altar da oferta queimada,+ que está à entrada da tenda de reunião. 19  E retirará dele toda a sua gordura e terá de fazê-la fumegar sobre o altar.+ 20  E terá de fazer com o novilho assim como fez com o outro novilho da oferta pelo pecado. É assim que fará com ele; e o sacerdote tem de fazer expiação+ por* eles, e assim lhes tem de ser perdoado. 21  E ele tem de fazer que o novilho seja levado para fora, às imediações do acampamento, e tem de queimá-lo, assim como queimou o primeiro novilho.+ É uma oferta pelo pecado para a congregação.+ 22  “‘Quando um chefe+ peca e sem querer comete uma de todas as coisas que Jeová, seu Deus, manda que não se façam,+ e assim se torna culpado, 23  ou se lhe fez saber o pecado que cometeu contra o mandamento,*+ então tem de trazer como sua oferta um cabritinho+ sadio. 24  E ele tem de pôr sua mão sobre a cabeça+ do bode novo* e tem de abatê-lo no lugar onde se abate regularmente a oferta queimada perante Jeová.+ É uma oferta pelo pecado.+ 25  E o sacerdote tem de tomar com o seu dedo um pouco do sangue da oferta pelo pecado e pô-lo sobre os chifres+ do altar da oferta queimada, e derramará o resto do sangue dela junto à base do altar da oferta queimada. 26  E fará fumegar toda a sua gordura sobre o altar, igual à gordura do sacrifício de participação em comum;+ e o sacerdote tem de fazer expiação por ele, pelo seu pecado,+ e assim lhe tem de ser perdoado. 27  “‘E se alguma alma do povo da terra pecar sem querer, por fazer uma das coisas que Jeová* manda que não se façam, e ele deveras se tornar culpado,+ 28  ou se lhe fez saber o pecado que cometeu, então terá de trazer como sua oferta uma cabritinha+ sadia, pelo pecado que cometeu. 29  E tem de pôr sua mão sobre a cabeça+ da oferta pelo pecado e tem de abater a oferta pelo pecado no mesmo lugar da oferta queimada.+ 30  E o sacerdote tem de tomar com o seu dedo um pouco do sangue dela e pô-lo sobre os chifres+ do altar da oferta queimada, e derramará todo o resto do sangue dela junto à base do altar.+ 31  E tirará toda a gordura+ dela, assim como se tirou a gordura do sacrifício de participação em comum;+ e o sacerdote tem de fazê-la fumegar sobre o altar como cheiro repousante para Jeová;+ e o sacerdote tem de fazer expiação por ele, e assim lhe tem de ser perdoado.+ 32  “‘Mas, se trouxer como sua oferta um cordeiro*+ para uma oferta pelo pecado, deve trazer uma fêmea sadia.+ 33  E tem de pôr sua mão sobre a cabeça da oferta pelo pecado e tem de abatê-la como oferta pelo pecado no lugar onde se abate regularmente a oferta queimada.+ 34  E o sacerdote tem de tomar com o seu dedo um pouco do sangue da oferta pelo pecado e pô-lo sobre os chifres do altar da oferta queimada,+ e derramará todo o resto do sangue dela junto à base do altar. 35  E tirará toda a gordura dela, assim como se tira regularmente a gordura do carneirinho do sacrifício de participação em comum, e o sacerdote terá de fazê-la fumegar sobre o altar, sobre as ofertas de Jeová feitas por fogo;+ e o sacerdote tem de fazer expiação+ por ele, pelo pecado que cometeu, e assim lhe tem de ser perdoado.+

Notas de rodapé

Ou “sem querer”.
“O ungido.” Hebr.: ham·ma·shí·ahh; gr.: ho ke·khrí·smé·nos.
Lit.: “um touro sadio, filho da manada”.
“Como oferta pelo pecado”, M; LXXSy: “a respeito de seu pecado”.
“O ungido.” Hebr.: ham·ma·shí·ahh; gr.: ho khri·stós. Tanto aqui como no v. 3 o sumo sacerdote é chamado de messias, ou ungido.
Ou “imergir; batizar”. Gr.: bá·psei.
“E terão de abater o novilho”, LXXSy; M: “e ele terá de abater o novilho”, indicando que apenas um dos anciãos faria o abate.
“O ungido.” Hebr.: ham·ma·shí·ahh; gr.: ho khri·stós; sir.: dam·shihh.
“Cortina do lugar santo”, SamLXX e um ms. hebr.
Lit.: “fazer cobertura”.
Lit.: “ele”, hebr. fem., referindo-se ao mandamento.
Ou “do cabritinho”.
Veja 3:12 n.; Ap. 1C sec. 5.
“Um cordeiro”, M; Sam: “uma cordeira”.