Levítico 26:1-46

26  “‘Não deveis fazer para vós deuses que nada valem*+ e não deveis erigir para vós uma imagem esculpida+ ou uma coluna sagrada, e não deveis pôr alguma pedra como peça de exibição+ na vossa terra, com o fim de vos curvardes em direção a ela;+ pois eu sou Jeová, vosso Deus.  Deveis guardar os meus sábados+ e ter espanto reverente do meu santuário. Eu sou Jeová.  “‘Se continuardes a andar nos meus estatutos e a guardar os meus mandamentos, e deveras os cumprirdes,+  então darei certamente as vossas chuvadas no seu tempo devido+ e a terra há de dar a sua produção,+ e a árvore do campo dará seu fruto.+  E a vossa debulha há de alcançar a vossa vindima e a vindima alcançará a sementeira; e deveras comereis o vosso pão a fartar+ e morareis em segurança na vossa terra.+  E vou colocar a paz no país,+ e deveras vos deitareis sem que alguém [vos] faça tremer;+ e vou fazer cessar no país a fera nociva,+ e não passará espada pela vossa terra.+  E certamente ireis no encalço dos vossos inimigos+ e eles hão de cair diante de vós pela espada.  E cinco de vós certamente irão no encalço de cem e cem de vós irão no encalço de dez mil, e vossos inimigos hão de cair diante de vós pela espada.+  “‘E vou virar-me para vós+ e fazer-vos fecundos, e multiplicar-vos,+ e vou cumprir meu pacto convosco.+ 10  E certamente comereis o antigo do ano precedente+ e trareis para fora o antigo na frente do novo. 11  E hei de pôr meu tabernáculo no vosso meio+ e minha alma não vos abominará.+ 12  E deveras andarei no vosso meio e mostrarei ser vosso Deus,+ e vós, da vossa parte, mostrareis ser meu povo.+ 13  Eu sou Jeová, vosso Deus, que vos fiz sair da terra do Egito, de atuar como escravos para eles,+ e passei a quebrar os paus do vosso jugo e a fazer-vos andar eretos.+ 14  “‘No entanto, se não me escutardes, nem cumprirdes todos estes mandamentos,+ 15  e se rejeitardes os meus estatutos,+ e se as vossas almas abominarem as minhas decisões judiciais de modo a não cumprirem todos os meus mandamentos, a ponto de violardes meu pacto,+ 16  então eu, da minha parte, vos farei o seguinte, e certamente trarei sobre vós como punição a perturbação com tuberculose+ e a febre ardente, fazendo os olhos falhar+ e a alma definhar-se.+ E semeareis simplesmente em vão a vossa semente, visto que os vossos inimigos certamente a comerão.+ 17  E hei de pôr minha face contra vós e sereis certamente derrotados diante dos vossos inimigos;+ e os que vos odeiam vos hão de espezinhar,+ e vós realmente fugireis quando ninguém vos persegue.+ 18  “‘Porém, se apesar destas coisas não me escutardes, então terei de castigar-vos sete vezes mais* pelos vossos pecados.+ 19  E terei de destroçar o orgulho da vossa força e fazer os vossos céus como ferro,+ e a vossa terra como cobre. 20  E vosso poder se gastará simplesmente em vão, visto que a vossa terra não dará sua produção+ e a árvore da terra não dará seu fruto.+ 21  “‘Mas, se persistirdes em andar em oposição a mim e em não querer escutar-me, então terei de infligir-vos sete vezes mais golpes segundo os vossos pecados.+ 22  E vou enviar ao vosso meio as feras do campo+ e elas certamente vos privarão de filhos,+ e deceparão os vossos animais domésticos, e reduzirão o vosso número, e vossas estradas ficarão realmente desoladas.+ 23  “‘Não obstante, se não vos deixardes corrigir por mim com estas coisas+ e simplesmente tiverdes de andar em oposição a mim, 24  então eu é que terei de andar em oposição a vós;+ e eu é que terei de golpear-vos sete vezes pelos vossos pecados.+ 25  E hei de trazer sobre vós uma espada que fará vingança+ pelo pacto;+ e deveras vos ajuntareis nas vossas cidades, e eu hei de enviar a pestilência para o vosso meio,+ e tereis de ser entregues na mão dum inimigo.+ 26  Quando eu vos tiver quebrado os varais em que se penduram os pães de forma anular,*+ então é que dez mulheres cozerão vosso pão em apenas um forno e darão vosso pão de volta pelo peso;+ e tereis de comer, mas não vos fartareis.+ 27  “‘Se com isso, porém, não me escutardes e simplesmente tiverdes de andar em oposição a mim,+ 28  então terei de andar em oposição veemente a vós,+ e eu é que terei de castigar-vos sete vezes pelos vossos pecados.+ 29  Assim, tereis de comer a carne de vossos filhos e comereis a carne de vossas filhas.+ 30  E eu certamente aniquilarei os vossos altos sagrados+ e deceparei os vossos pedestais-incensários, e deitarei os vossos próprios cadáveres sobre os cadáveres dos vossos ídolos sórdidos;+ e minha alma deveras vos abominará.+ 31  E deveras entregarei vossas cidades à espada+ e farei desolados os vossos santuários,*+ e não sentirei os vossos cheiros repousantes.+ 32  E eu, da minha parte, vou desolar o país,+ e vossos inimigos que moram nele olharão simplesmente espantados.+ 33  E a vós é que espalharei entre as nações+ e vou desembainhar a espada atrás de vós;+ e vossa terra terá de tornar-se uma desolação+ e vossas cidades se tornarão ruínas desoladas. 34  “‘E naquele tempo saldará a terra os seus sábados, todos os dias em que jazer desolada, enquanto estiverdes na terra dos vossos inimigos. Naquele tempo a terra guardará o sábado, visto que tem de saldar os seus sábados.+ 35  Guardará o sábado todos os dias em que jazer desolada, visto que não guardou o sábado nos vossos sábados quando moráveis nela. 36  “‘Quanto aos remanescentes entre vós,+ hei de pôr timidez nos seus corações, nas terras dos seus inimigos; e o ruído duma folha [sendo] impelida deveras os afugentará, e fugirão realmente como na fuga diante duma espada e cairão sem que alguém os persiga.+ 37  E hão de tropeçar uns nos outros como que diante duma espada, sem que alguém os persiga, e não haverá para vós a capacidade de resistir aos vossos inimigos.+ 38  E tereis de perecer entre as nações+ e a terra dos vossos inimigos terá de consumir-vos. 39  Quanto aos remanescentes entre vós, apodrecerão+ por causa do seu erro nas terras dos vossos inimigos. Sim, apodrecerão até mesmo por causa dos erros de seus pais,+ com eles. 40  E certamente confessarão seu próprio erro+ e o erro de seus pais na sua infidelidade, quando se comportaram de modo infiel para comigo, sim, mesmo quando andaram em oposição a mim.+ 41  Eu, da minha parte, porém, passei a andar em oposição a eles+ e tive de levá-los à terra dos seus inimigos.+ “‘Naquele tempo talvez* se humilhe+ o seu coração incircunciso+ e naquele tempo talvez saldem o seu erro. 42  E eu deveras me lembrarei do meu pacto com Jacó;+ e lembrar-me-ei até mesmo do meu pacto com Isaque+ e até mesmo do meu pacto com Abraão,+ e lembrar-me-ei da terra. 43  No ínterim, a terra foi deixada abandonada por eles e saldava os seus sábados,+ enquanto jazia desolada, sem eles, e eles mesmos saldavam seu erro,+ porque, sim, porque* tinham rejeitado as minhas decisões judiciais+ e suas almas tinham abominado os meus estatutos.+ 44  E apesar de tudo isso, enquanto continuarem na terra dos seus inimigos, certamente não os rejeitarei,+ nem os abominarei+ a ponto de exterminá-los, para violar meu pacto+ com eles; pois eu sou Jeová, seu Deus. 45  E vou lembrar-me, em seu benefício, do pacto dos antecessores+ que fiz sair da terra do Egito sob os olhares das nações,+ para mostrar-me seu Deus. Eu sou Jeová.’” 46  Estes são os regulamentos, e as decisões judiciais,+ e as leis que Jeová estabeleceu entre si e os filhos de Israel no monte Sinai, por meio de Moisés.+

Notas de rodapé

“Fazer um ídolo”, Vg.
Ou “sete vezes”, sem referência a qualquer elemento de tempo.
Lit.: “o varal de pão”.
“Santuários”, MLXXVg; SamSy e 53 mss. hebr.: “santuário”.
“Talvez; ou”, MSam; Sy: “E”; LXX o omite.
Porque, sim, porque.” Hebr.: yá·‛an u·veyá·‛an. Esta duplicação enfática da conjunção yá·‛an ocorre três vezes: aqui, em Ez 13:10, e, sem o copulativo Waw (u), em Ez 36:3.