Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DAS ESCRITURAS SAGRADAS (EDIÇÃO DE 1986) Ver a revisão de 2015.

João 19:1-42

19  Naquela ocasião, portanto, Pilatos tomou Jesus e o açoitou.+  E os soldados trançaram uma coroa de espinhos e a puseram na cabeça dele, e vestiram-no com uma roupa exterior de púrpura;+  e começaram a chegar-se a ele e a dizer: “Bom dia, ó Rei dos judeus!” Davam-lhe também bofetadas.+  E Pilatos saiu novamente e disse-lhes: “Eis que vo-lo trago para fora, a fim de que saibais que eu não acho falta nele.”+  Concordemente, Jesus veio para fora, levando a coroa de espinhos e a roupa exterior de púrpura. E ele lhes disse: “Eis o homem!”*  No entanto, quando os principais sacerdotes e os oficiais o viram, gritaram, dizendo: “Para a estaca [com ele]!* Para a estaca [com ele]!”+ Pilatos disse-lhes: “Tomai-o vós mesmos e pregai-o numa estaca, pois eu não acho nenhuma falta nele.”+  Os judeus responderam-lhe: “Nós temos uma lei,+ e é segundo a lei que ele deve morrer, porque se fez filho de Deus.”+  Ouvindo Pilatos, portanto, esta palavra, ficou mais temeroso ainda;  e entrou novamente no palácio do governador e disse a Jesus: “Donde és?” Mas Jesus não lhe deu resposta.+ 10  Pilatos disse-lhe por isso: “Não falas comigo?+ Não sabes que tenho autoridade para te livrar e que tenho autoridade para te pregar numa estaca?” 11  Jesus respondeu-lhe: “Não terias absolutamente nenhuma autoridade* contra mim, se não te tivesse sido concedida de cima.*+ É por isso que o homem que me entregou a ti tem maior pecado.” 12  Por esta razão, Pilatos procurava um modo de livrá-lo. Mas os judeus gritavam, dizendo: “Se livrares este [homem], não és amigo de César.* Todo homem que se faz rei fala contra César.”+ 13  Portanto, Pilatos, depois de ouvir estas palavras, trouxe Jesus para fora e se assentou numa cadeira de juiz, num lugar chamado O Pavimento de Pedra, mas, em hebraico, Gabatá. 14  Ora, era a preparação+ da páscoa; era cerca da sexta hora.* E ele disse aos judeus: “Eis o vosso rei!” 15  No entanto, eles gritavam: “Fora [com ele]! Fora [com ele]! Para a estaca com ele!” Pilatos disse-lhes: “Hei de pregar na estaca o vosso rei?” Os principais sacerdotes responderam: “Não temos rei senão César.”+ 16  Nesta ocasião, portanto, entregou-o a eles, para ser pregado numa estaca.+ Então tomaram conta de Jesus. 17  E, levando ele mesmo a estaca de tortura,*+ saiu+ para o chamado Lugar da Caveira,* que em hebraico é chamado Gólgota;*+ 18  e ali o pregaram numa estaca,+ e, junto com ele, mais dois [homens], um deste lado e um daquele, mas Jesus no meio.+ 19  Pilatos escreveu também um título e o pôs na estaca de tortura. Estava escrito: “Jesus, o Nazareno, o Rei dos Judeus.”*+ 20  Portanto, muitos dos judeus leram este título, porque o lugar onde Jesus estava pregado numa estaca era perto da cidade;+ e estava escrito em hebraico, em latim, em grego.* 21  No entanto, os principais sacerdotes dos judeus começaram a dizer a Pilatos: “Não escrevas ‘O Rei dos Judeus’, mas que ele disse: ‘Eu sou o Rei dos Judeus.’” 22  Pilatos respondeu: “O que escrevi, escrevi.” 23  Então, quando os soldados tinham pregado Jesus numa estaca, tomaram as suas roupas exteriores e fizeram quatro partes, para cada soldado uma parte, e a roupa interior. Mas a roupa interior era sem costura, sendo tecida desde a parte de cima, por todo o seu comprimento.+ 24  Portanto, disseram um ao outro: “Não a rasguemos, mas decidamos por sortes de quem será.” Isto foi para que se cumprisse a escritura: “Repartiram entre si a minha roupagem exterior, e lançaram sortes sobre a minha vestimenta.”+ E, assim, os soldados fizeram realmente estas coisas. 25  Junto à estaca de tortura de Jesus, porém, estavam paradas a sua mãe+ e a irmã de sua mãe; Maria,+ esposa de Clopas, e Maria Madalena.+ 26  Jesus, portanto, vendo sua mãe e o discípulo a quem amava*+ parados ali, disse à sua mãe: “Mulher, eis o teu filho!” 27  A seguir disse ao discípulo: “Eis a tua mãe!” E daquela hora em diante, o discípulo levou-a para o seu próprio lar. 28  Depois disso, sabendo Jesus que já se tinham efetuado todas as coisas, a fim de que se cumprisse a escritura, disse: “Tenho sede.”+ 29  Havia ali um vaso cheio de vinho acre. Portanto, puseram uma esponja cheia de vinho acre numa [haste] de hissopo e a chegaram à sua boca.+ 30  Tendo então recebido o vinho acre, Jesus disse: “Está consumado!”+ e, inclinando a cabeça, entregou o [seu] espírito.*+ 31  Então, os judeus, visto ser a Preparação,+ a fim de que os corpos não permanecessem+ nas estacas de tortura no sábado, (pois era grande o dia daquele sábado,)+ solicitaram que Pilatos fizesse quebrar-lhes as pernas e retirar os [corpos].* 32  Os soldados vieram, portanto, e quebraram as pernas do primeiro [homem] e as do outro [homem] que com ele tinham sido pregados em estacas. 33  Mas, ao chegarem a Jesus, vendo que já estava morto, não lhe quebraram as pernas. 34  No entanto, um dos soldados furou-lhe o lado com uma lança,+ e saiu imediatamente sangue e água. 35  E aquele que viu [isso] tem dado testemunho, e o seu testemunho é verdadeiro, e esse homem sabe que diz coisas verdadeiras, a fim de que vós também creiais.+ 36  De fato, estas coisas ocorreram, a fim de que se cumprisse a escritura: “Nenhum osso seu será esmagado.”+ 37  E, novamente, uma escritura diferente diz: “Olharão para Aquele a quem traspassaram.”+ 38  Então, depois destas coisas, José de Arimatéia, que era discípulo de Jesus, mas em secreto, por temor dos judeus,+ solicitou a Pilatos que pudesse retirar o corpo de Jesus; e Pilatos deu-lhe permissão.+ Ele veio, portanto, e retirou o corpo dele.+ 39  Também Nicodemos, o homem que viera a ele pela primeira vez de noite, veio trazer um rolo* de mirra e aloés, cerca de trinta e três quilos* [disso].+ 40  Tomaram assim o corpo de Jesus e o envolveram com faixas, junto com os aromas,+ do modo como os judeus costumam preparar para o enterro. 41  Incidentalmente, no lugar onde fora pregado numa estaca havia um jardim, e no jardim um túmulo memorial+ novo, no qual ainda ninguém tinha sido deitado. 42  Ali, então, por causa da preparação+ dos judeus, deitaram Jesus, porque o túmulo memorial estava perto.

Notas

“Eis o homem!” Gr.: I·doú ho án·thro·pos; lat.: éc·ce hó·mo; J22(hebr.): Hin·néh ha·’ísh; J17(hebr.): Hin·néh ha·’a·dhám, “Eis o homem terreno!”; J18(hebr.): Hin·néh hag·ga·vér, “Eis o varão vigoroso!” Veja Za 6:12 n.: “homem”.
Ou: “Fixa[-o] numa estaca (poste)!” Veja Ap. 5C.
“Autoridade.” Gr.: e·xou·sí·an; lat.: po·te·stá·tem; J17(hebr.): reshúth.
Ou “desde o céu”.
Ou “do imperador”. Gr.: tou Kaí·sa·ros.
Isto é, por volta do meio-dia, contada desde o nascer do sol.
Veja Ap. 5C.
Veja Mt 27:33 n.: “Lugar da Caveira.”
“Gólgota.” Gr.: Gol·go·thá; J17,18(hebr.): Gol·gol·tá’.
Veja 18:33 n.
Veja Lu 23:38 n.
Ou “preferia”.
Ou “parou de respirar”. Lit.: “entregou o espírito”. Gr.: pa·ré·do·ken to pneú·ma.
Ou “retirá-los”.
“Rolo”, א°B; P66אcAVgSyp: “uma mistura”.
Ou “cem libras”. Gr.: lí·tras, de modo geral igualada à libra romana, que pesava 327 g; lat.: lí·bras.