João 12:1-50

12  Concordemente, Jesus, seis dias antes da páscoa, chegou a Betânia,+ onde estava Lázaro,*+ a quem Jesus levantara dentre os mortos.  Ofereceram-lhe ali, portanto, uma refeição noturna, e Marta+ ministrava,+ mas Lázaro era um dos que se recostavam à mesa com ele.+  Maria, portanto, tomou quase meio quilo* de óleo perfumado, nardo genuíno,+ muito dispendioso, e untou os pés de Jesus e enxugou os pés dele com seu cabelo.+ A casa encheu-se com a fragrância do óleo perfumado.  Mas Judas Iscariotes,+ um dos seus discípulos, que estava para traí-lo, disse:  “Por que não se vendeu este óleo perfumado+ por trezentos denários* e se deu aos pobres?”+  Ele disse isso, porém, não porque estivesse preocupado com os pobres, mas porque era um ladrão+ e tinha a caixa de dinheiro+ e costumava retirar dinheiro posto nela.  Portanto, Jesus disse: “Deixai-a, para que ela mantenha esta observância, em vista do dia do meu enterro.+  Pois vós tendes sempre convosco os pobres,+ mas a mim nem sempre tereis.”  Portanto, uma grande multidão dos judeus ficou sabendo que ele estava ali, e eles vieram, não somente por causa de Jesus, mas também para ver Lázaro, a quem levantara dentre os mortos.+ 10  Os principais sacerdotes deliberaram matar também Lázaro,+ 11  visto que por causa dele muitos dos judeus iam para lá e depositavam fé em Jesus.+ 12  No dia seguinte, a grande multidão que tinha vindo à festividade, ao ouvirem que Jesus vinha a Jerusalém, 13  tomaram ramos de palmeiras+ e saíram ao encontro dele. E começaram a clamar:+ “Salva, rogamos-te!*+ Bendito aquele que vem em nome de Jeová,*+ sim, o rei+ de Israel!” 14  Mas, tendo Jesus achado um jumentinho,+ sentou-se nele, assim como está escrito: 15  “Não temas, filha de Sião. Eis que vem o teu rei,+ sentado num filho de jumenta.”+ 16  No princípio, os discípulos não fizeram caso destas coisas,+ mas, quando Jesus foi glorificado,+ então se lembraram de que estas coisas estavam escritas a respeito dele e que lhe fizeram estas coisas.+ 17  A multidão, que estivera com ele quando chamou Lázaro+ para fora do túmulo memorial e o levantou dentre os mortos, concordemente, dava testemunho.+ 18  Por esta razão, a multidão também foi ao encontro dele, porque ouviram que ele realizara este sinal.+ 19  Os fariseus+ disseram, por isso, entre si mesmos: “Observais que não conseguis absolutamente nada. Eis que o mundo foi atrás dele.”+ 20  Ora, havia alguns gregos+ entre os que subiram para adorar na festividade. 21  Estes, portanto, chegaram-se a Filipe,+ que era de Betsaida da Galiléia, e começaram a solicitar-lhe, dizendo: “Senhor, queremos ver Jesus.”+ 22  Filipe veio e [o] disse a André. André e Filipe vieram e [o] disseram a Jesus. 23  Mas Jesus respondeu-lhes, dizendo: “Chegou a hora para o Filho do homem ser glorificado.+ 24  Eu vos digo em toda a verdade: A menos que o grão de trigo caia ao solo e morra, permanece apenas um só [grão]; mas, se morre,+ então dá muito fruto. 25  Quem estiver afeiçoado à sua alma,* destruí-la-á, mas quem odiar a sua alma+ neste mundo, protegê-la-á para a vida eterna.+ 26  Se alguém quiser ministrar-me, siga-me, e onde eu estiver, estará também o meu ministro.*+ Quem quiser ministrar-me, a este o Pai honrará.+ 27  Minha alma está aflita+ agora, e que hei de dizer? Pai, salva-me desta hora.+ Não obstante, foi por isso que vim a esta hora. 28  Pai, glorifica o teu nome.” Saiu, portanto, uma voz+ do céu: “Eu tanto [o] glorifiquei como [o] glorificarei de novo.”+ 29  Por isso, a multidão parada ali e ouvindo-o começou a dizer que tinha trovejado. Outros começaram a dizer: “Um anjo lhe falou.” 30  Em resposta, Jesus disse: “Esta voz ocorreu, não por minha causa, mas por vossa causa.+ 31  Agora há um julgamento deste mundo; agora será lançado fora+ o governante deste mundo.+ 32  Contudo, eu, quando for erguido+ da terra, atrairei a mim toda sorte de homens.”*+ 33  Dizia isso realmente para indicar de que sorte de morte estava para morrer.+ 34  Portanto, a multidão respondeu-lhe: “Ouvimos da Lei que o Cristo permanece para sempre;+ e como é que tu dizes que o Filho do homem tem de ser erguido?+ Quem é este Filho do homem?”+ 35  Jesus disse-lhes, portanto: “A luz estará entre vós por mais um pouco de tempo. Andai enquanto tendes a luz, para que não vos vença a escuridão;+ e, quem anda na escuridão, não sabe para onde vai.+ 36  Enquanto tendes a luz, exercei fé na luz, a fim de que vos torneis filhos da luz.”+ Jesus falou estas coisas e foi embora, e escondeu-se deles. 37  Mas, embora tivesse realizado tantos sinais na frente deles, não depositavam fé nele, 38  de modo que se cumpriu a palavra de Isaías, o profeta, que disse: “Jeová,* quem depositou fé na coisa ouvida por nós?*+ E quanto ao braço de Jeová,* a quem tem sido revelado?”+ 39  A razão por que não podiam crer é que Isaías disse novamente: 40  “Cegou-lhes os olhos e endureceu-lhes os corações,+ para que não vissem com os seus olhos, nem compreendessem o pensamento com os seus corações, nem se voltassem e eu os sarasse.”+ 41  Isaías disse estas coisas, porque viu a sua glória+ e falou dele. 42  De qualquer modo, muitos dos próprios governantes depositavam realmente fé nele,+ mas, por causa dos fariseus, não [o] confessavam, a fim de que não fossem expulsos da sinagoga;*+ 43  pois amavam mais a glória dos homens do que mesmo a glória de Deus.+ 44  No entanto, Jesus clamou e disse: “Quem depositar fé em mim, deposita fé, não [somente] em mim, mas [também] naquele que me enviou;+ 45  e quem me observar, observa [também] aquele que me enviou.+ 46  Eu vim como luz ao mundo,+ a fim de que todo aquele que depositar fé em mim não permaneça na escuridão.+ 47  Mas, se alguém ouvir as minhas declarações e não as guardar, eu não o julgo; pois não vim julgar o mundo,+ mas salvar o mundo.+ 48  Quem me desconsiderar e não receber as minhas declarações, tem quem o julgue. A palavra+ que eu tenho falado é que o julgará no último dia; 49  porque não falei de meu próprio impulso, mas o próprio Pai que me enviou tem-me dado um mandamento quanto a que dizer e que falar.+ 50  Sei também que o seu mandamento significa* vida eterna.+ Portanto, as coisas que eu falo, assim como o Pai mas disse, assim [as] falo.”+

Notas de rodapé

Veja 11:1 n.
Gr.: lí·tran. Cerca de 327 g.
Cerca de US$ 260, quando se calcula a prata a US$ 0,22 por g. Veja Ap. 8A.
Lit.: “Hosana.” J7-14,16-19,22(hebr.): Hoh·sha‛-ná’.
Veja Ap. 1D.
Ou “vida”. Gr.: psy·khén; J17,18,22(hebr.): naf·shóh (de né·fesh).
“Ministro.” Gr.: di·á·ko·nos; lat.: mi·ní·ster (de mí·nus, “menos”); J18,22(hebr.): mesha·rethí, “meu ministro”.
Ou “todos os homens”.
Veja Ap. 1D.
Ou: “quem acreditou no nosso relato?”
Veja Ap. 1D.
Veja 9:22 n.
Ou “é”.