Isaías 21:1-17

21  A pronúncia contra o ermo do mar:+ Avançando como os tufões+ no sul,* está chegando desde o ermo, de uma terra atemorizante.+  Comunicou-se-me uma visão dura:+ O traiçoeiro age traiçoeiramente e o assolador assola.+ Sobe, ó Elão! Sitia, ó Média!+ Fiz cessar todos os suspiros devidos a ela.+  Por isso é que meus quadris ficaram cheios de dores agudas.+ Apoderaram-se de mim as próprias convulsões, como as convulsões de uma mulher que está dando à luz.+ Fiquei desconcertado, de modo que nada ouço; fiquei perturbado, de modo que nada vejo.  Meu coração ficou vagueando; o próprio estremecimento me aterrorizou. O crepúsculo a que eu me afeiçoara constituiu-se para mim em tremor.+  Ponha-se a mesa em ordem, arranje-se o lugar dos assentos, coma-se, beba-se!*+ Levantai-vos, ó príncipes,+ ungi o escudo.+  Pois assim me disse Jeová:* “Vai, coloca um atalaia para que informe o que vê.”+  E ele viu um carro de guerra [com] uma parelha de corcéis,* um carro de guerra de jumentos, um carro de guerra de camelos. E ele deu detida atenção,* estando muito atento.  E passou a clamar como leão:*+ “Ó Jeová,* sobre a torre de vigia* estou de pé continuamente, de dia, e no meu posto de vigilância estou postado todas as noites.+  E eis que agora está chegando um carro de guerra de homens,* [com] uma parelha de corcéis!”+ E ele começou a responder e a dizer: “Ela caiu! Babilônia caiu,+ e todas as imagens entalhadas dos seus deuses* ele destroçou no chão!”+ 10  Ó meus trilhados* e filho da minha eira,*+ aquilo que ouvi da parte de Jeová dos exércitos, o Deus* de Israel, eu vos comuniquei. 11  A pronúncia contra Dumá:* Há um chamando-me desde Seir:+ “Vigia, como está a noite? Vigia, como está a noite?”+ 12  O vigia disse: “A manhã tem de vir, e também a noite. Se quiserdes indagar, indagai. Chegai outra vez!” 13  A pronúncia contra a planície desértica:* Passareis a noite na floresta na planície desértica, ó caravanas de homens de Dedã.+ 14  Trazei água ao encontro do sedento. Ó vós habitantes da terra de Tema,+ confrontai aquele que foge com pão para ele. 15  Pois fugiram por causa das espadas, por causa da espada desembainhada, e por causa do arco retesado, e por causa do peso da guerra. 16  Pois assim me disse Jeová:* “Ainda dentro de um ano, segundo os anos de um trabalhador contratado,+ toda a glória de Quedar+ terá mesmo de chegar ao seu fim. 17  E os restantes do número dos arqueiros, os poderosos dos filhos de Quedar, tornar-se-ão poucos,+ pois o próprio Jeová, o Deus de Israel, falou [isso].”+

Notas de rodapé

Ou “Negebe”.
No hebr., os quatro verbos aqui estão no infinitivo absoluto, indefinidos quanto ao tempo e impessoais.
Uma das 134 mudanças de YHWH para ’Adho·naí feitas pelos escribas. Veja Ap. 1B.
Ou “um par de cavaleiros”.
Lit.: “prestou atenção com atenção”.
“Leão”, M; 1QIsa: “vidente”.
Veja v. 6 n.
Ou “mirante”. Hebr.: mits·péh.
“Homens.” Hebr.: ’ish, sing., mas em sentido coletivo.
“Seus deuses.” Hebr.: ’elo·heí·ha.
Lit.: “Ó aquilo que é trilhado [na debulha] pertencente a mim!”
Ou: “e meu trilhado!”
“O Deus de.” Hebr.: ’Elo·héh.
“Dumá” (significando “Silêncio”), MTSyVg; LXX: “Iduméia”, isto é, a terra dos edomitas (ou idumeus).
“Contra a planície desértica.” Hebr.: ba‛·ráv (‛aráv corresponde a ‛ara·váh, segundo KB, p. 733); SyVg: “Arábia”.
Veja v. 6 n.