Gênesis 47:1-31

47  José veio, portanto, e informou Faraó e disse:+ “Meu pai e meus irmãos, e seus rebanhos e suas manadas, e tudo o que eles têm, vieram da terra de Canaã e eis que estão na terra de Gósen.”+  E do total de seus irmãos tomou cinco homens para apresentá-los a Faraó.+  Faraó disse então aos irmãos dele: “Qual é a vossa ocupação?”+ Disseram, pois, a Faraó: “Teus servos são pastores de ovelhas,+ tanto nós como os nossos antepassados.”+  Depois disseram a Faraó: “Viemos residir como forasteiros no país,+ porque não há pasto para o rebanho que é dos teus servos,+ pois a fome é severa na terra de Canaã.+ E agora, por favor, deixa os teus servos morar na terra de Gósen.”+  Faraó disse então a José: “Teu pai e teus irmãos vieram para cá ter contigo.  A terra do Egito está à tua disposição.+ Faze teu pai e teus irmãos morar no melhor do país.+ Morem eles na terra de Gósen,+ e se souberes que há entre eles homens corajosos,*+ tens de designá-los chefes* do gado sobre o que é meu.”+  José introduziu então Jacó, seu pai, e apresentou-o a Faraó, e Jacó passou a abençoar Faraó.+  Faraó disse então a Jacó: “Quantos são os dias dos anos da tua vida?”  Jacó disse, pois, a Faraó: “Os dias dos anos das minhas residências como forasteiro são cento e trinta anos.+ Os dias dos anos da minha vida mostraram-se poucos e aflitivos,+ e não alcançaram os dias dos anos das vidas de meus pais, nos dias das suas residências como forasteiros.”+ 10  Após isso, Jacó abençoou Faraó e saiu de diante de Faraó.+ 11  Deste modo, José fez seu pai e seus irmãos morar, e deu-lhes propriedade na terra do Egito, no melhor do país, na terra de Ramessés,+ assim como Faraó ordenara. 12  E José supria de pão seu pai e seus irmãos,+ e todos os da casa de seu pai, segundo o número dos pequeninos.*+ 13  Ora, não havia pão em todo o país, porque a fome era muito severa;+ e a terra do Egito e a terra de Canaã ficaram exauridas em resultado da fome.+ 14  E José juntava todo o dinheiro que se achava na terra do Egito e na terra de Canaã pelos cereais que as pessoas compravam;+ e José trazia o dinheiro à casa de Faraó. 15  Com o tempo se esgotou o dinheiro da terra do Egito e da terra de Canaã, e todos os egípcios começaram a vir a José, dizendo: “Dá-nos pão!+ E por que devíamos morrer na tua frente por se ter acabado o dinheiro?”+ 16  José disse então: “Entregai o vosso gado e eu vos darei pão em troca do vosso gado, se o dinheiro se tiver acabado.” 17  E começaram a trazer seu gado a José; e José dava-lhes pão em troca dos seus cavalos* e da criação do rebanho, e da criação de gado vacum, e dos jumentos,+ e abastecia-os de pão em troca de todo o seu gado, durante aquele ano. 18  Aquele ano chegou gradualmente ao fim, e começaram a vir a ele no ano seguinte* e a dizer-lhe: “Não o ocultaremos do meu senhor, mas o dinheiro e a criação de animais domésticos esgotaram-se para meu senhor.+ Nada resta diante do meu senhor senão os nossos corpos e o nosso terreno.+ 19  Por que devíamos morrer diante dos teus olhos,+ tanto nós como o nosso terreno? Compra a nós e o nosso terreno por pão,+ e nós, junto com o nosso terreno, nos tornaremos escravos de Faraó; e dá-nos semente para que vivamos e não morramos, e o nosso terreno não fique desolado.”+ 20  José comprou assim todo o terreno dos egípcios para Faraó,+ porque os egípcios venderam cada um o seu campo, pois a fome se apoderara deles fortemente; e o país veio a ser de Faraó. 21  Quanto ao povo, transferiu-o para as cidades, de uma extremidade do território do Egito até à sua outra extremidade.+ 22  Somente não comprou o terreno dos sacerdotes,+ porque as rações dos sacerdotes provinham de Faraó e eles comiam as suas rações que Faraó lhes dava.+ É por isso que não venderam seu terreno.+ 23  José disse então ao povo: “Eis que hoje comprei tanto a vós como o vosso terreno para Faraó. Aqui há semente para vós, e tendes de semear com ela o terreno.+ 24  Quando tiver resultado em produtos,+ então tereis de dar um quinto a Faraó,+ mas quatro partes se tornarão vossas, como semente para o campo e como mantimento para vós, e para os que há nas vossas casas, e para os vossos pequeninos comerem.”+ 25  Por conseguinte, disseram: “Preservaste-nos a vida.+ Achemos favor aos olhos de meu senhor e nos tornaremos escravos de Faraó.”+ 26  E José passou a fazer disso um decreto até o dia de hoje, com respeito aos bens de terra do Egito, para que Faraó tivesse até o montante de um quinto. Somente o terreno dos sacerdotes, como grupo separado, não se tornou de Faraó.+ 27  E Israel continuou a morar na terra do Egito, na terra de Gósen;+ e estabeleceram-se nela e foram fecundos, e aumentaram muitíssimo.+ 28  E Jacó viveu na terra do Egito por dezessete anos, de modo que os dias de Jacó, os anos de sua vida, vieram a ser cento e quarenta e sete anos.+ 29  Chegaram-se gradualmente os dias de Israel morrer.+ Chamou assim seu filho José e disse-lhe: “Se eu tiver achado favor aos teus olhos, então, por favor, coloca tua mão debaixo da minha coxa,+ e tens de usar de benevolência e de fidedignidade* para comigo.+ (Por favor, não me enterres no Egito.)+ 30  E tenho de ficar deitado com os meus pais,+ e tens de transportar-me para fora do Egito e enterrar-me no sepulcro deles.”+ Portanto, ele disse: “Eu mesmo farei de acordo com a tua palavra.” 31  Ele disse então: “Jura-me.” De modo que lhe jurou.+ Israel debruçou-se então sobre a cabeceira do seu leito.*+

Notas de rodapé

“Homens diligentes”, Vg.
Hebr.: sa·réh.
Ou “das crianças”.
Lit.: “pelos cavalos. Hebr.: bas·su·sím; esta é a primeira menção bíblica de cavalos, pelos quais o Egito se tornou famoso.
Lit.: “segundo”.
Ou “e de verdade; e de fidelidade”. Hebr.: we·’eméth.
Leito.” Hebr.: ham·mit·táh; LXX: “E Israel adorava sobre (encostou-se no) o alto de seu bordão.” “Bordão” ou “vara” (hebr.: mat·téh, como em 38:25), e “cama” ou “leito” (hebr.: mit·táh, como em 48:2), têm consoantes idênticas, e quando não têm sinais vocálicos podem ser lidos de um modo ou de outro.