Gênesis 14:1-24

14  Sucedeu então, nos dias de* Anrafel, rei* de Sinear,+ Arioque, rei de Elasar, Quedorlaomer,+ rei de Elão,+ e Tidal, rei de Goim,*+  que estes fizeram guerra contra Bera, rei de Sodoma,+ e contra Birsa, rei de Gomorra,+ e Sinabe, rei de Admá,+ e Semeber, rei de Zeboim,+ e contra o rei de Bela (isto é, Zoar).+  Todos estes marcharam como aliados+ para a Baixada de Sidim,*+ isto é, o Mar Salgado.+  Doze anos tinham servido a Quedorlaomer, mas no décimo terceiro ano rebelaram-se.  E no décimo quarto ano veio Quedorlaomer, e também os reis que estavam com ele, e infligiram derrotas aos refains em Asterote-Carnaim,+ e aos zuzins em Hã, e aos emins+ em Savé-Quiriataim,  e aos horeus+ na sua montanha de Seir,+ descendo até El-Parã,+ que está junto ao ermo.  Depois deram volta e vieram a En-Mispate, isto é, Cades,+ e derrotaram todo o campo dos amalequitas+ e também os amorreus+ que moravam em Hazazom-Tamar.+  Neste ponto, o rei de Sodoma pôs-se em marcha, bem como o rei de Gomorra, e o rei de Admá, e o rei de Zeboim, e o rei de Bela, (isto é, Zoar,) e puseram-se em ordem de batalha contra eles na Baixada de Sidim,+  contra Quedorlaomer, rei de Elão, e Tidal, rei de Goim, e Anrafel, rei de Sinear, e Arioque, rei de Elasar;+ quatro reis contra os cinco. 10  Ora, a Baixada de Sidim+ era de poços e mais poços de betume;+ e os reis de Sodoma e Gomorra+ puseram-se em fuga e caíram neles, e os remanescentes fugiram para a região montanhosa.+ 11  Os vencedores* tomaram então todos os bens de Sodoma e Gomorra, e todos os seus víveres, e seguiram seu caminho.+ 12  Tomaram também Ló, filho do irmão de Abrão, e os seus bens, e prosseguiram no seu caminho. Ele morava então em Sodoma.+ 13  Depois veio um homem que escapara e o contou a Abrão, o hebreu.*+ Ele residia então entre as árvores grandes de Manre, o amorreu,+ irmão de Escol e irmão de Aner;+ e eles eram confederados* de Abrão. 14  Abrão ouviu, pois, que seu irmão tinha sido levado cativo.+ Em vista disso convocou seus homens treinados,+ trezentos e dezoito escravos nascidos na sua casa,*+ e foi no encalço [deles] até Dã.+ 15  E de noite ele recorreu à divisão das suas forças+ contra eles, ele e seus escravos, e assim os derrotou e foi persegui-los até Hobá, que fica ao norte* de Damasco. 16  E passou a recuperar todos os bens+ e recuperou também a Ló, seu irmão, e os bens dele, e também as mulheres e o povo.+ 17  O rei de Sodoma saiu-lhe então ao encontro, depois de ele ter voltado de derrotar Quedorlaomer e os reis que havia com ele, à Baixada de Savé,* isto é, à Baixada do rei.+ 18  E Melquisedeque,+ rei de Salém,+ trouxe para fora pão e vinho;+ e ele era sacerdote* do Deus Altíssimo.*+ 19  Abençoou-o então e disse: “Bendito seja Abrão do Deus Altíssimo,+Produtor* do céu e da terra;+ 20  E bendito seja o Deus Altíssimo,+Que entregou os teus opressores na tua mão!”+ Então, Abrão* deu-lhe um décimo* de tudo.+ 21  Depois, o rei de Sodoma disse a Abrão: “Dá-me as almas,*+ mas toma para ti os bens.” 22  A isso Abrão disse ao rei de Sodoma: “Ergo deveras minha mão [em juramento]+ a Jeová, o Deus Altíssimo, Produtor do céu e da terra, 23  que, desde o fio até o cordão de sandália, não, não tomarei nada daquilo que é teu,+ para que não digas: ‘Fui eu que enriqueci a Abrão.’ 24  Nada para mim!+ Somente o que os jovens já comeram e o quinhão dos homens que foram comigo, Aner, Escol e Manre+ — que tomem o quinhão deles.”+

Notas de rodapé

“Sucedeu então, nos dias de.” Hebr.: wai·hí bi·méh. Esta frase ocorre seis vezes no M; aqui, e também em Ru 1:1; Es 1:1; Is 7:1; Je 1:3, e com uma inserção em 2Sa 21:1. Indica um período de provações que terminou numa bênção.
“Rei.” Hebr.: mé·lekh; a primeira ocorrência deste título, e sem o artigo definido, mas seguido por um nome próprio no caso genitivo.
“Nações”, LXXVg.
Ou “Vale dos Campos”.
Lit.: “Então eles”, isto é, os vencedores.
“O hebreu.” Hebr.: ha·‛Iv·rí; a primeira ocorrência; as próximas encontram-se em 39:14, 17.
Lit.: “donos (amos) do pacto de”. Hebr.: ba·‛aléh veríth.
Lit.: “dos nascidos da sua casa”. Eram filhos de escravos, não comprados.
Lit.: “à esquerda”, isto é, quando se encara o leste.
Ou “Vale da Planície.” Este vale ficava perto de Salém, ou Jerusalém.
“Sacerdote de.” Hebr.: kho·hén; a primeira ocorrência desta palavra.
“Do Deus Altíssimo.” Hebr.: le’Él ‛El·yóhn. A palavra hebr., aqui, não é ’Elo·hím, mas ’El, sem o artigo definido, embora ’El seja seguido pelo adjetivo ‛El·yóhn, “Altíssimo”.
“Produtor.” LXXVg: “que criou”; mas no v. 22 a Vg reza: “Possuidor.”
Lit.: “ele”.
Ou “dízimo”. A primeira menção do dízimo ou décimo.
“As almas”, M(hebr.: han·né·fesh, sing., mas usada coletivamente)SyVg; LXX: “homens”.