Amós 5:1-27

5  “Ouvi esta palavra que levanto sobre vós como endecha,+ ó casa de Israel:   “Caiu+ a virgem,+ Israel;Ela não se pode levantar mais.+Foi abandonada sobre o seu próprio solo;Não há quem a levante.+  “Pois assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘A própria cidade que saía com mil terá cem restando; e aquela que saía com cem terá dez restando, para a casa de Israel.’+  “Pois assim disse Jeová à casa de Israel: ‘Buscai-me+ e continuai vivendo.+  E não busqueis Betel+ e não deveis chegar a Gilgal,+ e não deveis passar para Berseba;+ porque a própria Gilgal irá sem falta para o exílio;+ e quanto a Betel, tornar-se-á algo mágico.+  Buscai a Jeová e continuai vivendo,+ para que não se torne ativo como o fogo,+ ó casa de José,+ e para que não devore realmente e Betel* não fique sem alguém para [o] apagar,+  ó vós os que transformais o juízo em mero absinto+ e que lançastes por terra a própria justiça.+  Aquele que fez a constelação de Quima*+ e a constelação de Quesil,*+ e Aquele que transforma a sombra tenebrosa+ na própria manhã, e Aquele que escurece o próprio dia como a noite,+ Aquele que chama as águas do mar, para derramá-las sobre a superfície da terra+ — Jeová é seu nome;+  aquele que faz aparecer subitamente a assolação sobre alguém que é forte, para que a própria assolação venha mesmo sobre uma praça forte. 10  “‘No portão odiaram o repreendedor+ e detestaram o orador de coisas perfeitas.+ 11  Portanto, visto que exigis a renda agrícola daquele que é de condição humilde e continuais a tirar dele o tributo de cereais,+ construístes casas de pedras lavradas,+ mas não continuareis a morar nelas; e plantastes vinhedos desejáveis, mas não continuareis a beber seu vinho.+ 12  Porque sei quantas são as vossas revoltas+ e quão fortes são os vossos pecados,+ vós os que sois hostis ao justo,+ vós os que aceitais peita*+ e que tendes afastado os pobres+ até mesmo no portão.+ 13  Portanto, aquele que tiver perspicácia ficará quieto naquele tempo, porque será um tempo calamitoso.+ 14  “‘Buscai o que é bom e não o que é mau,+ para que possais continuar a viver;+ e para que assim venha a estar convosco Jeová, o Deus dos exércitos,* assim como dissestes.+ 15  Odiai o que é mau e amai o que é bom,+ e dai à justiça um lugar no portão.+ Talvez Jeová, o Deus dos exércitos, mostre favor+ aos remanescentes de José.’+ 16  “Portanto, assim disse Jeová, o Deus dos exércitos, Jeová:* ‘Em todas as praças públicas haverá lamento+ e em todas as ruas as pessoas dirão: “Ai! Ai!” E terão de chamar o lavrador para o pranto+ e os experientes em lamentação para o lamento.’+ 17  ‘E em todos os vinhedos haverá lamento;+ pois passarei pelo teu meio’,+ disse Jeová. 18  “‘Ai dos que almejam o dia de Jeová!+ Então, que significará para vós o dia de Jeová?+ Será escuridão, e não luz,+ 19  assim como quando algum homem* foge do leão e o urso realmente vem ao seu encontro; e [como quando] ele entrou na casa e apoiou sua mão na parede e a serpente o mordeu.+ 20  Não será o dia de Jeová escuridão, e não luz; e não terá trevas, e não claridade?+ 21  Odiei, rejeitei as vossas festividades+ e não terei prazer no cheiro das vossas assembléias solenes.+ 22  Mas, se me oferecerdes holocaustos,+ mesmo nas vossas oferendas não terei prazer+ e não olharei para os vossos sacrifícios de participação em comum, de [animais] cevados.+ 23  Afastai de mim o tumulto dos vossos cânticos; e não ouça eu o som melodioso dos vossos instrumentos de cordas.+ 24  E saia o juízo rolando como águas+ e a justiça como torrente de fluxo contínuo.+ 25  Trouxestes a mim sacrifícios e oferendas no ermo por quarenta anos, ó casa de Israel?+ 26  E certamente carregareis* Sacute,* vosso rei,*+ e Caivã,* vossas imagens, a estrela de vosso deus,* que fizestes para vós mesmos.+ 27  E eu vou fazer que vades para o exílio além de Damasco’,+ disse aquele cujo nome é Jeová, o Deus dos exércitos.”+

Notas de rodapé

“Betel”, MTSyVg; LXX: “a casa de Israel”.
Veja Jó 9:9 n.: “constelação de Quima”.
Veja Jó 9:9 n.: “constelação de Quesil”.
Ou “resgate”. Hebr.: khó·fer.
“O Deus dos exércitos.” Hebr.: ’Elo·heh-tseva·’óhth.
Uma das 134 mudanças de YHWH para ’Adho·naí feitas pelos escribas. Veja Ap. 1B.
“Algum homem.” Hebr.: ’ish.
Ou “carregastes”.
“Sacute.” Hebr.: Sik·kúth. Este nome foi em hebr. propositadamente vocalizado para corresponder a shiq·qúts, “coisa repugnante”. É possível que se refira a um deus-estrela, porque é colocado em paralelismo com “a estrela de vosso deus”, no mesmo v. LXXSy: “a tenda”; lat.: ta·ber·ná·cu·lum.
“Vosso rei.” Hebr.: mal·kekhém; gr.: Mo·lókh; sir.: deMal·kum; lat.: Mó·loch.
“Caivã.” Ou “Quevã”. Hebr.: Ki·yún, marcado intencionalmente com sinais vocálicos para corresponder a shiq·qúts, “coisa repugnante”. A referência é evidentemente à estrela acadiana Kai·má·nu, ou Kai·wá·nu, porque esta ocorre em inscrições acadianas como nome de Saturno (deus-estrela). Gr.: Rhai·fán; em At 7:43, na citação de Estêvão: Rhom·fá.
“Vosso deus.” Hebr.: ’elo·heh·khém, referindo-se a um deus falso.