2 Samuel 19:1-43

19  Mais tarde se relatou a Joabe: “Eis que o rei está chorando e está pranteando por Absalão.”+  De modo que a salvação, naquele dia, tornou-se uma ocasião de luto por parte de todo o povo, porque o povo ouviu dizer naquele dia: “O rei se sente magoado por causa de seu filho.”  E o povo, naquele dia, começou a entrar furtivamente na cidade,+ assim como o povo anda furtivamente quando se sente desacreditado por ter fugido na batalha.  E o próprio rei cobriu a sua face e o rei continuou a clamar em alta voz: “Meu filho Absalão! Absalão, meu filho, meu filho!”+  Por fim, Joabe entrou até o rei, na casa, e disse: “Hoje envergonhaste a face de todos os teus servos, os que hoje puseram a salvo a tua alma+ e a alma dos teus filhos+ e das tuas filhas,+ e a alma das tuas esposas+ e a alma das tuas concubinas,+  amando os que te odeiam e odiando os que te amam; pois informaste hoje que chefes e servos não significam nada para ti, porque eu bem sei hoje que, se tão-somente Absalão estivesse vivo e todos nós estivéssemos hoje mortos, ora, neste caso seria direito aos teus olhos.  E agora, levanta-te, sai e fala diretamente ao coração+ dos teus servos, porque juro deveras por Jeová que, se não saíres, nenhum homem pousará esta noite contigo;+ e isto certamente será para ti pior do que todo o mal que te sobreveio desde a tua mocidade até agora.”  Por conseguinte, o rei se levantou e se sentou no portão,+ e informou-se a todo o povo, dizendo: “Eis que o rei está sentado no portão.” E todo o povo começou a vir perante o rei. Quanto a Israel, haviam fugido, cada um para o seu lar.*+  E todo o povo ficou envolvido em disputas, em todas as tribos de Israel, dizendo: “Foi o rei quem nos livrou da palma dos nossos inimigos+ e foi ele quem nos pôs a salvo da palma da mão dos filisteus; e agora fugiu do país diante de Absalão.+ 10  Quanto a Absalão, a quem ungimos sobre nós,+ morreu na batalha.+ Portanto, agora, por que não fazeis nada para trazer o rei de volta?”+ 11  Quanto ao Rei Davi, mandou dizer a Zadoque+ e a Abiatar,+ os sacerdotes, dizendo: “Falai aos anciãos de Judá,+ dizendo: ‘Por que devíeis tornar-vos os últimos a trazer o rei de volta à sua casa, quando a própria palavra de todo o Israel chegou até o rei na sua casa? 12  Sois meus irmãos; sois meu osso e minha carne.+ Portanto, por que devíeis tornar-vos os últimos a trazer de volta o rei?’ 13  E a Amasa deveis dizer:+ ‘Não és meu osso e minha carne? Assim me faça Deus e assim lhe acrescente mais,+ se não te tornares o chefe do exército diante de mim para sempre, em lugar de Joabe.’”+ 14  E ele passou a inclinar o coração de todos os homens de Judá como de um só homem,+ de modo que enviaram palavra ao rei: “Retorna, tu e todos os teus servos.” 15  E o rei começou a voltar e chegou até o Jordão. Quanto a Judá, chegaram até Gilgal+ para ir e se encontrar com o rei, a fim de conduzir o rei através do Jordão. 16  Então Simei,+ filho de Gera,+ o benjaminita, que era de Baurim,+ apressou-se e desceu com os homens de Judá ao encontro do Rei Davi. 17  E havia com ele mil homens de Benjamim. (E também Ziba,+ ajudante da casa de Saul, e seus quinze filhos,+ e vinte servos seus estavam com ele, e foram bem sucedidos* em chegar ao Jordão perante o rei. 18  E ele* atravessou o vau+ para fazer passar os da casa do rei e fazer o que era bom aos seus olhos.) Quanto a Simei, filho de Gera, lançou-se diante do rei quando estava para atravessar o Jordão.+ 19  Ele disse então ao rei: “Não me impute meu senhor o erro e não te lembres da falta que teu servo cometeu+ no dia em que meu senhor, o rei, saiu* de Jerusalém, de modo que o rei tome isso ao coração.+ 20  Pois o teu servo sabe muito bem que sou eu que pequei; e por isso vim hoje como primeiro de toda a casa de José+ para descer ao encontro de meu senhor, o rei.” 21  Abisai,+ filho de Zeruia,+ respondeu imediatamente e disse: “Em troca disso, não devia Simei ser morto, visto que invocou o mal sobre o ungido* de Jeová?”+ 22  Mas Davi disse: “Que tenho eu convosco,*+ filhos de Zeruia, que hoje vos devíeis tornar meu opositor?*+ Será hoje alguém morto em Israel?+ Pois, não sei muito bem que hoje sou rei sobre Israel?” 23  O rei disse então a Simei: “Não morrerás.” E o rei passou a jurar-lhe.+ 24  Quanto a Mefibosete,+ neto de Saul,* desceu ao encontro do rei, e ele não tinha cuidado dos seus pés,+ nem tinha cuidado do seu bigode,+ nem tinha lavado as suas roupas desde o dia em que o rei foi embora até o dia em que veio em paz. 25  E sucedeu que, quando chegou a Jerusalém para se encontrar com o rei, então o rei lhe disse: “Por que não foste comigo, Mefibosete?” 26  A isto ele disse: “Meu senhor, o rei, foi meu servo+ quem me logrou. Pois o teu servo havia dito: ‘Deixa-me selar para mim a jumenta, para que eu monte nela e vá com* o rei’, visto que o teu servo é coxo.+ 27  De modo que ele caluniou+ o teu servo diante do meu senhor, o rei. Meu senhor, o rei, porém, é como um anjo+ do [verdadeiro] Deus, e, portanto, faze o que for bom aos teus olhos. 28  Porque todos os da casa de meu pai se teriam tornado nada mais que condenados à morte* para meu senhor, o rei, e no entanto, puseste teu servo entre os que comem à tua mesa.+ Portanto, que direito tenho ainda de mesmo clamar+ mais ao rei?” 29  No entanto, o rei disse-lhe: “Por que falas ainda as tuas palavras? Eu digo deveras: Tu e Ziba deveis compartilhar o campo.”+ 30  Então Mefibosete disse ao rei: “Que ele fique até com o inteiro,+ agora que meu senhor, o rei, veio em paz para a sua casa.” 31  E o próprio Barzilai,+ o gileadita, desceu de Rogelim, a fim de passar adiante para o Jordão com o rei, para escoltá-lo até o Jordão. 32  E Barzilai era muito idoso, tendo oitenta anos de idade;+ e ele mesmo supriu o rei de alimento enquanto morava em Maanaim,+ pois o homem era muito grande.+ 33  O rei disse, pois, a Barzilai: “Atravessa tu mesmo comigo e eu te hei de suprir de alimento comigo em Jerusalém.”+ 34  Mas Barzilai disse ao rei: “Como é que são os dias dos anos da minha vida, que eu devia subir com o rei a Jerusalém? 35  Tenho hoje oitenta anos de idade.+ Poderia eu distinguir entre o bom e o mau, ou poderia teu servo saborear o que comer ou o que beber,+ ou poderia ainda escutar+ a voz de cantores e de cantoras?+ Portanto, por que devia teu servo tornar-se ainda uma carga+ para meu senhor, o rei? 36  Pois, foi só um pouco que o teu servo pôde levar o rei até o Jordão, e por que devia o rei compensar-me com tal recompensa?+ 37  Por favor, deixa o teu servo voltar e deixa-me morrer+ na minha cidade perto da sepultura de meu pai e de minha mãe.+ Mas, eis o teu servo Quimão.+ Atravesse ele com o meu senhor, o rei; e faze com ele o que for bom aos teus olhos.” 38  Por conseguinte, o rei disse: “Quimão atravessará comigo e eu mesmo farei com ele o que for bom aos teus olhos; e tudo o que escolheres impor-me farei para ti.” 39  Todo o povo começou então a atravessar o Jordão e o próprio rei atravessou; mas o rei beijou+ Barzilai e o abençoou,+ após o que este voltou ao seu lugar. 40  Quando o rei atravessou para Gilgal,+ atravessou com ele o próprio Quimão e também todo o povo de Judá, bem como metade do povo de Israel, para fazerem o rei atravessar. 41  E eis que vinham todos os homens de Israel ao rei e passaram a dizer ao rei: “Por que+ te furtaram os nossos irmãos, os homens de Judá, para fazerem o rei e os da sua casa, bem como todos os homens de Davi com ele, passar o Jordão?”+ 42  Então responderam todos os homens de Judá aos homens de Israel: “Porque o rei é intimamente aparentado conosco;*+ e por que é que vos irastes por causa deste assunto? Acaso temos comido às custas do rei ou nos foi trazido algum presente?” 43  No entanto, os homens de Israel responderam aos homens de Judá e disseram: “Nós* temos dez partes no rei,+ de modo que até mesmo em Davi somos mais do que vós.* Então, por que nos* tratastes com desprezo e por que não veio o nosso* assunto em primeiro lugar+ para trazermos de volta o nosso rei?” Mas a palavra dos homens de Judá foi mais dura do que a palavra dos homens de Israel.

Notas de rodapé

Lit.: “tendas”.
Ou “desceram apressadamente”.
Possivelmente: “eles”.
“[Ele] saiu.” Hebr.: ya·tsá’. Sobre esta palavra aparecem três pontinhos para indicar que se deve substituí-la por ya·tsá’·tha, “[tu] saíste”, em harmonia com outra recensão do texto hebr. e de acordo com a expressão precedente: tiz·kór, “te lembres”. Veja Ap. 2A.
“O ungido de.” Hebr.: meshí·ahh; gr.: khri·stón; sir.: lam·shi·hheh; lat.: chrí·sto.
Lit.: “Que [há] para mim e para vós?” Esta é uma expressão idiomática hebr.; é uma pergunta de repulsa, indicando objeção à ação proposta por Abisai. Veja Ap. 7B.
Opositor.” Hebr.: lesa·tán; sir.: sa·ta·na’; lat.: Sá·tan.
“Filho do filho de Saul”, LXXB; Sy: “filho de Jonatã, filho de Saul”; MVg: “filho de Saul”.
“Com”, MLXXSyVg; cerca de 60 mss. hebr.: “ao”.
Lit.: “nada mais que homens da morte”.
Lit.: “comigo”, em sentido coletivo.
Lit.: “Eu”, em sentido coletivo.
“Eu tenho dez partes no rei, e eu sou o primogênito em vez de o seres tu, e assim, em Davi, estou acima de ti”, LXX.
Lit.: “me”.
Lit.: “meu”.