Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Pular para sumário

Testemunhas de Jeová

Português

Bíblia on-line | TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO DAS ESCRITURAS SAGRADAS (EDIÇÃO DE 1986) Ver a revisão de 2015.

2 Reis 5:1-27

5  Ora, certo Naamã,+ chefe do exército do rei da Síria, tornara-se um grande homem diante do seu senhor* e era estimado,* pois fora por meio dele que Jeová dera salvação* à Síria;+ e o próprio homem mostrara-se valente, poderoso, embora fosse leproso.*  E os sírios, da sua parte, tinham saído em guerrilhas,+ e chegaram a levar cativa da terra de Israel uma mocinha,+ e esta veio a ficar diante da esposa de Naamã.  Com o tempo ela disse+ à sua senhora: “Se tão-somente meu senhor estivesse diante do profeta+ que está em Samaria! Neste caso o restabeleceria de sua lepra.”+  Subseqüentemente veio alguém e o relatou ao seu senhor, dizendo: “Foi assim e assim que falou a moça+ que é da terra de Israel.”  Então disse o rei da Síria: “Anda! Vem e deixa-me enviar uma carta ao rei de Israel.” Portanto, ele passou a ir e a tomar na sua mão+ dez talentos de prata e seis mil moedas de ouro,+ bem como dez mudas de roupa.+  E veio trazer a carta+ ao rei de Israel, dizendo: “E agora, ao mesmo tempo em que recebes esta carta, eis que te envio eu Naamã, meu servo, para que o restabeleças da sua lepra.”  E sucedeu que, assim que o rei de Israel leu a carta, rasgou+ imediatamente as suas vestes e disse: “Acaso sou Deus,+ para entregar à morte e para preservar vivo?+ Pois esta pessoa me manda restabelecer um homem da sua lepra; ora, notai só, por favor, e vede como está procurando briga comigo.”+  E sucedeu que, assim que Eliseu, o homem do [verdadeiro] Deus, ouviu [dizer] que o rei de Israel rasgara as suas vestes,+ mandou imediatamente dizer ao rei: “Por que rasgaste as tuas vestes? Que venha a mim, por favor, para que saiba que há um profeta em Israel.”+  Portanto, Naamã veio com os seus cavalos e com os seus carros de guerra, e ficou de pé à entrada da casa de Eliseu. 10  Eliseu, todavia, enviou-lhe um mensageiro, dizendo: “Indo para lá,* tens de banhar-te+ sete vezes+ no Jordão, para que a tua carne volte a ti;+ e sê limpo.” 11  Nisso Naamã ficou indignado+ e começou a ir-se embora e a dizer: “Eis que eu disse [a mim mesmo]:+ ‘Virá para fora a mim, e certamente se porá de pé e invocará o nome de Jeová, seu Deus, e moverá a sua mão para cá e para lá sobre o lugar, e realmente restabelecerá o leproso.’ 12  Não são o Abana* e o Farpar, os rios de Damasco,+ melhores do que todas as águas+ de Israel? Não me posso banhar neles e certamente ficar limpo?”+ Com isto se virou e foi embora em furor.+ 13  Seus servos aproximaram-se então, e falaram-lhe e disseram: “Meu pai,+ se tivesse sido uma grande coisa que o próprio profeta te falasse, não a farias? Quanto mais, então, quando ele te disse: ‘Banha-te e sê limpo’?” 14  Então ele desceu e começou a mergulhar* no Jordão sete vezes, segundo a palavra do homem do [verdadeiro] Deus;+ depois disso lhe voltou a carne como a carne dum pequeno rapaz+ e ele ficou limpo.+ 15  Retornou então ao homem do [verdadeiro] Deus,+ ele com todo o seu acampamento, e veio e ficou de pé diante dele, e disse: “Ora, eis que sei ao certo que não há Deus em parte alguma da terra a não ser em Israel.+ E agora, aceita, por favor, um presente de bênção+ do teu servo.” 16  No entanto, ele disse: “Assim como vive Jeová+ perante quem estou de pé,* não o aceitarei.”+ E começou a instar com ele para que o aceitasse, mas ele o recusava. 17  Por fim disse Naamã: “Se não, por favor, dê-se ao teu servo um pouco de solo,+ a carga de um par de mulos; porque o teu servo não mais fará oferta queimada nem sacrifício a quaisquer outros deuses, senão a Jeová.+ 18  Que Jeová perdoe ao seu servo na seguinte coisa: Quando meu senhor entrar na casa de Rimom,+ para se curvar ali, e ele se apoiar+ na minha mão, e eu tiver de curvar-me+ na casa de Rimom, quando eu me curvar na casa de Rimom, por favor, que Jeová perdoe ao teu servo neste respeito.”+ 19  Então lhe disse ele: “Vai em paz.”+ Por conseguinte, foi embora dele [percorrendo] um bom trecho de terra. 20  Então disse Geazi,+ ajudante de Eliseu, o homem do [verdadeiro] Deus:+ “Eis que meu amo* poupou Naamã,+ este sírio, por não aceitar da sua mão o que ele trouxe. Por Jeová que vive,+ correrei atrás dele e tomarei algo dele.”+ 21  E Geazi foi no encalço de Naamã. Quando Naamã viu alguém correr atrás de si, desceu imediatamente do seu carro para ir ao encontro dele e então disse: “Está tudo bem?”+ 22  A isto ele disse: “Tudo bem. Meu próprio amo+ me enviou,+ dizendo: ‘Eis que agora mesmo vieram ter comigo dois moços da região montanhosa de Efraim, dos filhos dos profetas.+ Por favor, dá-lhes deveras um talento* de prata e duas mudas de roupa.’”+ 23  A isso Naamã disse: “Vamos! Toma dois talentos.” E continuou a instar+ com ele e por fim amarrou dois talentos de prata em duas bolsas, com duas mudas de roupa, e deu-os a dois ajudantes seus para que os carregassem na frente dele. 24  Quando chegou a Ofel,* tirou-os imediatamente da mão deles e os depositou na casa,+ e mandou os homens embora. Portanto, eles se foram. 25  E ele mesmo entrou e então ficou de pé junto ao seu amo.+ Eliseu disse-lhe então: “Donde [vieste], Geazi?” Mas ele disse: “Teu servo não foi a parte alguma.”+ 26  Então lhe disse ele: “Não foi o meu próprio coração contigo exatamente quando o homem se virou [para descer] do seu carro para ir ao teu encontro? É este o tempo de se aceitar prata, ou de se aceitar roupas, ou olivais, ou vinhedos, ou ovelhas, ou gado vacum, ou servos, ou servas?+ 27  De modo que a lepra+ de Naamã se apegará a ti e à tua descendência por tempo indefinido.”+ Saiu imediatamente de diante dele, leproso tão branco como a neve.+

Notas

“Seu senhor (amo).” Hebr.: ’adho·náv, pl. de ’a·dhóhn, para denotar excelência.
Lit.: “erguido de face”.
Ou “socorro; livramento”.
Ou “atacado duma doença da pele”. O termo bíblico para lepra inclui o que hoje é chamado clinicamente de mal de Hansen.
“Indo [para lá].” No hebr., este verbo está no infinitivo absoluto, indefinido quanto ao tempo e impessoal.
“Abana”, MLXXVg; MmargemTSy: “Amana”.
“E começou a mergulhar (imergir-se).” Hebr.: wai·yit·ból; gr.: e·ba·ptí·sa·to (de ba·ptí·zo, “batizar”).
Ou “a quem assisto”.
Ou “meu senhor”. Hebr.: ’a·dho·ní.
Um talento pesava 34,2 kg.
Significando “Protuberância; Inchação; Saliência; Elevação”. Situada em Samaria.