1 Reis 3:1-28

3  E Salomão passou a formar uma aliança matrimonial+ com Faraó, o rei do Egito, e a tomar a filha de Faraó+ e a trazê-la à Cidade de Davi,+ até que acabou de construir a sua própria casa+ e a casa de Jeová,+ bem como a muralha de Jerusalém, em toda a volta.+  Só que o povo oferecia sacrifícios nos altos,+ pois até aqueles dias não se construíra ainda uma casa ao nome de Jeová.+  E Salomão continuou a amar+ a Jeová, andando nos estatutos de Davi, seu pai.+ Só que era nos altos+ que oferecia regularmente sacrifícios e fazia fumegar as ofertas.  Conseqüentemente, o rei foi a Gibeão+ para oferecer ali sacrifícios, pois aquele era o grande alto.+ Mil sacrifícios queimados passou Salomão a oferecer naquele altar.+  Em Gibeão apareceu Jeová+ a Salomão num sonho,+ de noite; e Deus* passou a dizer: “Pede o que te devo dar.”+  Então disse Salomão: “Tu mesmo usaste de grande benevolência*+ para com o teu servo Davi, meu pai, conforme ele andou diante de ti em verdade, e em justiça,+ e em retidão de coração para contigo; e continuaste a ter para com ele esta grande benevolência, de modo que lhe deste um filho para sentar-se* no seu trono, como no dia de hoje.+  E agora, Jeová, meu Deus, tu mesmo fizeste teu servo rei em lugar de Davi, meu pai, e eu sou apenas um rapazinho.+ Não sei como sair e como entrar.+  E teu servo está no meio do teu povo que escolheste,+ um povo numeroso que não pode ser computado nem contado por sua multidão.+  E tens de dar ao teu servo um coração obediente* para julgar+ teu povo, para discernir entre o que é bom e o que é mau;+ pois, quem pode julgar+ este difícil* povo teu?”+ 10  E esta coisa agradou* aos olhos de Jeová,* por Salomão ter pedido tal coisa.+ 11  E Deus* prosseguiu, dizendo-lhe: “Visto que pediste tal coisa e não pediste para ti muitos dias, nem pediste para ti riquezas,+ nem pediste a alma* dos teus inimigos, e pediste para ti entendimento,* a fim de ouvir pleitos judiciais,*+ 12  eis que certamente farei segundo as tuas palavras.+ Eis que certamente te darei um coração sábio e entendido,*+ de modo que antes de ti não veio a haver ninguém igual a ti e depois de ti não se levantará quem te seja igual.+ 13  E também vou dar-te aquilo que não pediste,+ tanto riquezas+ como glória, de modo que não virá a haver entre os reis nenhum igual a ti, em todos os teus dias.+ 14  E se andares nos meus caminhos, guardando os meus regulamentos+ e os meus mandamentos, assim como andou Davi, teu pai,+ também vou prolongar os teus dias.”+ 15  Quando Salomão acordou,+ ora, eis que tinha sido um sonho. Ele veio então a Jerusalém e ficou de pé diante da arca+ do pacto de Jeová,* e ofereceu sacrifícios queimados e fez ofertas de participação em comum,+ e fez um banquete+ para todos os seus servos.+ 16  Naquele tempo, duas mulheres, prostitutas,+ chegaram a entrar até o rei e a ficar de pé diante dele.+ 17  Então disse uma mulher: “Perdão, meu senhor,+ eu e esta mulher moramos numa só casa, de modo que dei à luz perto dela na casa. 18  E sucedeu, no terceiro dia depois de eu ter dado à luz, que esta mulher também passou a dar à luz. E estávamos juntas. Não havia estranho conosco na casa, ninguém senão nós duas na casa. 19  Mais tarde, de noite, morreu o filho desta mulher, porque ela se deitara sobre ele. 20  Portanto, ela se levantou no meio da noite e tomou meu filho do meu lado, enquanto a tua escrava dormia, e deitou-o ao seu próprio seio, e seu filho morto ela deitou ao meu seio. 21  Quando me levantei de manhã para amamentar+ meu filho, ora, eis que estava morto. Portanto, examinei-o de perto, de manhã, e eis que não se mostrou ser meu filho que eu tinha dado à luz.” 22  Mas a outra mulher disse: “Não, mas o meu filho é o vivo e o teu filho é o morto!” Todo o tempo esta mulher estava dizendo: “Não, mas o teu filho é o morto e o meu filho é o vivo.” E continuaram a falar perante o rei.+ 23  Finalmente, o rei disse: “Esta diz: ‘Este é meu filho, o vivo, e teu filho é o morto!’, e aquela diz: ‘Não, mas o teu filho é o morto e o meu filho é o vivo!’” 24  E o rei prosseguiu, dizendo:+ “Trazei-me uma espada.” Assim, trouxeram a espada perante o rei. 25  E o rei passou a dizer: “Cortai o menino vivo em dois e dai uma metade a uma mulher e a outra metade à outra.” 26  Imediatamente, a mulher cujo filho era o vivo disse ao rei (pois as suas emoções íntimas+ estavam agitadas para com o seu filho,+ de modo que disse): “Perdão,+ meu senhor! Dai-lhe o menino vivo. De modo algum o entregueis à morte.” Enquanto isso, a outra mulher dizia: “Não se tornará nem meu nem teu. Fazei o corte!”+ 27  Então respondeu o rei e disse: “Dai-lhe o menino vivo e de modo algum o deveis entregar à morte. Ela é sua mãe.” 28  E todo o Israel chegou a ouvir a decisão judicial+ que o rei havia proferido; e ficaram temerosos por causa do rei,+ pois viram que havia nele a sabedoria+ de Deus para executar decisões judiciais.

Notas de rodapé

“Deus”, MSy; TLXX: “Jeová”.
Ou “amor leal”.
Lit.: “um filho sentado”.
Lit.: “um coração ouvinte”.
Ou “numeroso”. Lit.: “pesado”.
Ou “era boa”.
Uma das 134 mudanças de YHWH para ’Adho·naí feitas pelos escribas. Veja Ap. 1B.
“Deus”, MVg; LXXSyVgc: “Jeová”.
Ou “vida”. Hebr.: né·fesh; gr.: psy·khás, pl.; Vgc(lat.): á·ni·mas, pl.
Ou “discernimento”.
Ou “obedecer ao julgamento”.
Ou “discernidor”.
Veja v. 10 n.: “Jeová”.