Pular para conteúdo

Pular para menu secundário

Testemunhas de Jeová

Português

21 DE JANEIRO DE 2014
RÚSSIA

ATUALIZAÇÃO: Tentativa de banir o jw.org na Rússia não dá certo

ATUALIZAÇÃO: Tentativa de banir o jw.org na Rússia não dá certo

SÃO PETERSBURGO, Rússia — Em 7 de agosto de 2013, a Corte Distrital de Tsentralniy da cidade de Tver, localizada a uns 160 quilômetros ao norte de Moscou, decidiu que o site educativo bíblico jw.org deve ser banido em toda a Federação Russa.

Embora centenas de milhares de pessoas em todo o mundo consultem frequentemente o jw.org, e o site seja muito elogiado por profissionais, a corte favoreceu os oficiais russos que desejavam bani-lo. A corte emitiu sua decisão sem sequer notificar ou ouvir o depoimento dos editores do site, a Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados de Nova York. As Testemunhas de Jeová já apelaram da decisão da Corte Regional de Tver, e a apelação está agendada para 22 de janeiro de 2014.

Se a apelação for negada, o jw.org não estará mais disponível para as mais de 160 mil Testemunhas de Jeová na Rússia que o acessam com regularidade para atividades religiosas e para o estudo da Bíblia individual ou em família. Promover o site se tornará então uma atividade criminosa na Rússia. Além disso, mais de 142 milhões de pessoas que vivem na Rússia serão impedidas de acessar informações bíblicas gratuitas disponíveis no jw.org. Comentando a respeito do site, Yekaterina Elbakyan, doutora em Filosofia e perita em estudos sobre religião, e que também é professora na Academia de Relações Sociais e do Trabalho em Moscou, disse que o jw.org é “um presente para todo aquele que se interessa por pesquisas religiosas. É possível encontrar material abrangente e fácil de entender. Assuntos morais e espirituais importantes são apresentados de modo simples. Quando você usa o site, é como se as Testemunhas de Jeová abrissem as portas da casa delas para recebê-lo.”

Em São Petersburgo, Grigory Martynov, porta-voz das Testemunhas de Jeová na Rússia, declarou: “O site jw.org é uma ferramenta fantástica para as pessoas em nosso país que procuram informações sobre a Bíblia. E ele não tem nenhuma ligação com política ou comércio. Esperamos que a Corte Regional de Tver garanta que essa fonte popular de educação continue disponível para todos os russos.”

J. R. Brown, um porta-voz da sede mundial das Testemunhas de Jeová em Nova York, comenta: “O site jw.org é uma ferramenta de pesquisa e uma fonte de informações muito valiosa para as famílias de todo o mundo. Tanto que uma média de 900 mil pessoas visitam o site todo dia para acessar informações disponíveis em uns 600 idiomas. Proibir esse material é, sem dúvida alguma, injustificado.”

Contatos para a mídia:

Internacional: J. R. Brown, Departamento de Informações ao Público, tel. +1 718 560 5000

Rússia: Grigory Martynov, tel. +7 812 702 2691