Pular para conteúdo

Será que o Sudário de Turim é o pano que cobriu o corpo de Jesus?

A resposta da Bíblia

A Bíblia não menciona o Sudário de Turim. Muitos acreditam que esse tecido de linho foi enrolado no corpo de Jesus Cristo quando ele foi enterrado. Por causa disso, alguns consideram o sudário como um dos objetos religiosos mais sagrados das religiões que se dizem cristãs. Atualmente, o sudário fica protegido dentro de uma caixa de alta tecnologia numa catedral em Turim, na Itália.

Será que a Bíblia apoia a ideia de que o Sudário de Turim é verdadeiro? Não.

Veja três características do sudário que são diferentes do que a Bíblia diz.

  1. O sudário é uma única peça que mede 4,42 metros por 1,13 metro e tem uma faixa de 8 centímetros costurada no seu comprimento.

    O que a Bíblia diz: O corpo de Jesus foi enrolado em várias faixas de pano, e não em uma única peça de linho. A cabeça dele foi enrolada em outro pano. Depois que Jesus foi ressuscitado, um de seus apóstolos entrou no túmulo vazio e “viu os panos de linho deixados ali”. A Bíblia ainda diz: “O pano que tinha sido posto na cabeça dele não estava mais ali junto com as outras faixas, mas estava enrolado num lugar à parte.” — João 20:6, 7.

  2. O sudário tem marcas que parecem ser manchas de sangue de um corpo que não foi lavado.

    O que a Bíblia diz: Quando Jesus morreu, seus discípulos prepararam seu corpo “da maneira como os judeus costumam preparar o corpo para o sepultamento”. (João 19:39-42) Esse costume incluía lavar o corpo e aplicar óleos e aromas nele antes de ser sepultado. (Mateus 26:12; Atos 9:37) Assim, os discípulos de Jesus teriam lavado o corpo dele antes de enrolá-lo com panos.

  3. O sudário tem a imagem das costas e da frente de um homem. De acordo com a Enciclopédia Britânica, o homem teria sido “deitado sobre a metade do [pano], no sentido do comprimento, enquanto a outra metade do [pano] foi dobrada por cima da cabeça para cobrir toda a frente do corpo”.

    O que a Bíblia diz: Os discípulos de Jesus falaram sobre a sua morte e sobre seu túmulo vazio. Eles falaram também sobre algumas mulheres que tinham tido “uma visão sobrenatural de anjos, que disseram que ele está vivo”. (Lucas 24:15-24) Se o sudário estivesse no túmulo de Jesus, os discípulos com certeza teriam falado sobre ele e sobre as imagens nele. Mas a Bíblia não fala nada sobre isso.

Será que o sudário deve ser adorado?

Não. Mesmo se ele fosse verdadeiro, seria errado adorá-lo. Veja alguns princípios bíblicos que explicam por quê.

  1. Não é necessário. Jesus explicou: “Deus é espírito, e os que o adoram têm de adorá-lo com espírito e verdade.” (João 4:24) Quem adora a Deus da maneira certa não usa objetos religiosos ou imagens.

  2. É proibido. Os Dez Mandamentos proíbem adorar ídolos. (Deuteronômio 5:6-10) Da mesma forma, a Bíblia ordena aos cristãos: “Guardem-se dos ídolos.” (1 João 5:21) Alguns talvez digam que, para eles, o sudário não é um ídolo, mas apenas um objeto que simboliza a sua fé. Mas, quando uma pessoa dá honra especial a um objeto, ele acaba virando um ídolo. * Assim, uma pessoa que quer agradar a Deus não vai dar honra especial nem adorar nenhum símbolo, e isso inclui o sudário.

^ parágrafo 12 Um ídolo é uma imagem, uma representação de algo real ou imaginário, usada na adoração.