Pular para conteúdo

AJUDA PARA A FAMÍLIA | PARA OS PAIS

O que fazer quando seu filho decepciona você?

Alguns adolescentes não respeitam a hora de voltar para casa. Outros enganam os pais por contar mentiras ou por sair de casa escondido para ficar com os amigos. O que você pode fazer se seu filho fez alguma coisa que traiu sua confiança? *

 Será que meu filho é rebelde?

Não necessariamente. A Bíblia diz: “A tolice está ligada ao coração dos jovens.” (Provérbios 22:15, nota) Muitas vezes os jovens mostram que isso é verdade. O Dr. Laurence Steinberg escreveu: “Não se surpreenda quando seu filho faz algo errado . . . Os adolescentes costumam tomar decisões precipitadas e equivocadas.” *

 Meu filho mentiu pra mim. E agora?

Não vá logo pensando que seu filho fez isso só pra magoar você. Pesquisas mostram que os adolescentes realmente se importam com o que os pais pensam deles, mesmo que não demonstrem isso. Pode parecer que o seu filho não se importa, mas provavelmente ele está chateado com ele mesmo — por causa do que ele fez e por ter decepcionado você.

Um osso quebrado pode ser recuperado e ficar forte de novo. O mesmo pode acontecer com a confiança.

 De quem é a culpa?

  •  Será que meu filho está sendo influenciado? A Bíblia diz: “Más companhias estragam bons hábitos.” (1 Coríntios 15:33) Os amigos do seu filho têm uma grande influência sobre ele. Além disso, os jovens também são influenciados pela mídia e pelo que veem nas redes sociais. Para completar, os jovens não têm muita experiência de vida e por isso é mais fácil que eles tomem decisões erradas. Seja qual for o motivo, para serem adultos responsáveis no futuro, os filhos precisam aprender que toda decisão tem consequências.

  •  Será que a culpa é minha? Talvez você pense que foi muito rígido com seu filho e que por isso ele acabou fazendo algo errado. Ou talvez você ache que deu a ele muita liberdade. Em vez de ficar pensando no que você podia ou não ter feito, pense no que você pode fazer agora para ajudar seu filho.

 Como posso ajudar meu filho?

  • Não se desespere. Provavelmente seu filho imagina que você vai brigar com ele. Que tal reagir de forma diferente? Mantenha a calma e converse com seu filho para entender por que ele agiu assim. Será que ele estava curioso para experimentar algo novo? Estava entediado ou se sentindo sozinho? Será que ele quis agradar os colegas? Nada disso justifica o que ele fez de errado, mas conversar vai ajudar você e seu filho a entender por que ele fez aquilo.

    Princípio bíblico: “Todos devem ser prontos para ouvir, mas devem demorar para falar e demorar para ficar irados.” — Tiago 1:19.

  • Ajude seu filho a pensar sobre o que aconteceu. Você pode perguntar algo como: ‘O que você aprendeu com isso? O que você pode fazer para que isso não aconteça de novo?’ Essas perguntas vão ajudar seu filho a analisar cada situação e tomar melhores decisões.

    Princípio bíblico: “Repreenda, censure, exorte, com toda a paciência e arte de ensino.” — 2 Timóteo 4:2.

  • Discipline seu filho. É mais provável que seu filho aprenda a lição se o castigo estiver relacionado ao que ele fez de errado. Por exemplo, se seu filho passou a tarde jogando videogame em vez de estudar para a prova do dia seguinte, você poderia deixá-lo sem videogame por alguns dias.

    Princípio bíblico: “O que a pessoa semear, isso também colherá.” — Gálatas 6:7.

  • Dê uma nova chance para seu filho. É importante que seu filho saiba que, com o tempo, ele pode recuperar sua confiança. É claro que isso não vai acontecer da noite para o dia, mas ele precisa como que ver a luz no fim do túnel. Se ele achar que você nunca mais vai confiar nele, ele pode acabar desistindo.

    Princípio bíblico: “Não irritem os seus filhos, para que eles não desanimem.” — Colossenses 3:21.

^ parágrafo 3 Apesar de usarmos o gênero masculino, os princípios considerados aqui também se aplicam às filhas.

^ parágrafo 10 Do livro You and Your Adolescent (Você e Seu Filho Adolescente).