Pular para conteúdo

AJUDA PARA A FAMÍLIA

Como falar com seu filho sobre bebidas alcoólicas

“Na primeira vez que falamos sobre bebidas alcoólicas com nossa filha, ela tinha 6 anos. Ficamos surpresos quando vimos que ela sabia mais do que a gente imaginava.” — Alexander

 O que você precisa saber

É importante conversar com as crianças sobre bebidas alcoólicas. Não espere seu filho virar adolescente para então falar sobre o assunto. Khamit, da Rússia, conta: “Eu devia ter falado com nosso filho sobre tomar bebidas alcoólicas quando ele era pequeno. Aprendi a importância disso do jeito mais difícil. Quando meu filho tinha 13 anos, descobri que ele já bebia.”

Por que você deve se preocupar?

  • Propagandas, colegas de escola e a TV podem influenciar o modo como seu filho vê o consumo de bebidas alcoólicas.

  • De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, dos Estados Unidos, 11% do consumo de bebidas alcoólicas naquele país é por pessoas que não têm idade para beber.

Não é à toa que autoridades de saúde recomendem que os pais ensinem para seus filhos pequenos os perigos das bebidas alcoólicas. Como fazer isso?

 O que você pode fazer

Prepare-se para as perguntas. Crianças pequenas são curiosas, e crianças um pouco mais velhas são mais curiosas ainda. Por isso, é bom você se preparar para responder às perguntas que vão surgir. Por exemplo:

  • Se seu filho quer saber qual o gosto de uma bebida alcoólica, você poderia dizer que o vinho se parece um pouco com um suco azedo e que a cerveja pode ser bem amarga.

  • Se seu filho quer experimentar uma bebida alcoólica, você pode dizer que o álcool é muito forte para o corpo de uma criança. Fale dos efeitos do álcool: pode fazer a pessoa relaxar, mas, se ela beber muito, pode dar tontura, fazer a pessoa agir sem juízo e falar coisas que não queria. — Provérbios 23:29-35.

Esteja informado. A Bíblia diz: “O homem prudente age com conhecimento.” (Provérbios 13:16) Entenda os efeitos do álcool e saiba quais são as leis sobre o consumo de bebidas alcoólicas no seu país. Assim você estará bem preparado para ajudar seu filho.

Tome a iniciativa em falar do assunto. Mark, um pai da Grã-Bretanha, diz: “O consumo de bebidas alcoólicas pode ser um assunto complicado para as crianças. Perguntei ao meu filho de 8 anos se ele achava que tomar bebidas alcoólicas era certo ou errado. Mantive o clima descontraído, e assim ele ficou à vontade para falar.”

Se você falar sobre bebidas alcoólicas em várias situações, o assunto vai ficar gravado na mente do seu filho. Dependendo da idade dele, falar sobre bebidas alcoólicas pode ser parte de outras conversas importantes, como segurança no trânsito e educação sexual.

Dê o exemplo. Crianças são como esponjas: elas absorvem o que está perto delas. E pesquisas indicam que os pais são as pessoas que mais influenciam os filhos. Isso quer dizer que, se a primeira coisa que você faz para se acalmar e aliviar o estresse é consumir bebida alcoólica, seu filho vai aprender que beber é a solução para as ansiedades da vida. Portanto, seja um bom exemplo. Você precisa ser responsável ao consumir bebidas alcoólicas.

O modo como você consome bebidas alcoólicas vai servir de exemplo para seu filho