Pular para conteúdo

TEVE UM PROJETO?

A posição em V da borboleta-da-couve

Para poder levantar voo, as borboletas usam o calor do sol para aquecer os músculos. Mas, em dias nublados, a borboleta-da-couve consegue voar antes das outras borboletas. Como ela consegue isso?

Analise o seguinte: Antes de voar, muitas espécies de borboletas tomam sol com as asas fechadas ou então abertas na horizontal. Mas a borboleta-da-couve fica parada com as asas em V. As pesquisas revelaram que, para se aquecer de forma mais eficiente, essa borboleta precisa manter as asas abertas em um ângulo de 17 graus uma da outra. Essa postura concentra a energia solar diretamente nos músculos de voo do tórax, aquecendo-os para voar.

Pesquisadores da Universidade de Exeter, na Inglaterra, investigaram se poderiam fazer painéis solares mais eficientes copiando a posição em V dessa borboleta. Ao fazer isso, descobriram que a quantidade de energia produzida aumentou em quase 50%.

Os pesquisadores também notaram que a superfície das asas da borboleta é altamente reflexiva. Imitando a posição em V e a estrutura reflexiva das asas, os pesquisadores produziram painéis solares mais leves e eficientes. Esses resultados levaram o Professor Richard ffrench-Constant, membro da equipe de pesquisa, a chamar a borboleta-da-couve de “especialista em captação de energia solar”.

O que você acha? Será que a posição em V das asas da borboleta-da-couve é resultado da evolução? Ou teve um projeto?