Pular para conteúdo

OS JOVENS PERGUNTAM

Por que eu sempre falo o que não devo?

“Às vezes eu consigo controlar o que falo, mas tem horas que parece que a minha boca funciona sozinha, sem a ajuda do meu cérebro.” — James.

“Quando estou nervosa, eu falo sem pensar. E, quando estou à vontade, acabo falando mais do que devia. Ou seja, eu sempre piso na bola.” — Marie.

A Bíblia diz: “A língua . . . é um fogo” e “basta uma chama muito pequena para incendiar uma grande floresta!” (Tiago 3:5, 6) Se você sempre se mete em problemas por causa do que fala, este artigo vai te ajudar.

 Por que eu falo o que não devo?

Imperfeição. A Bíblia diz: “Todos nós tropeçamos muitas vezes. Se alguém não tropeça em palavra, é homem perfeito.” (Tiago 3:2) Somos imperfeitos. Por isso é fácil tropeçar não só andando, mas também falando. Isso acontece quando falamos o que não devíamos.

“Eu tenho um cérebro imperfeito e uma língua imperfeita, então seria uma ilusão dizer que consigo controlar os dois perfeitamente.” — Anna.

Falar demais. A Bíblia diz: “Quando as palavras são muitas, a transgressão é inevitável.” (Provérbios 10:19) Gente que fala muito e ouve pouco tem mais chance de falar o que não deve e ofender outros.

“Falar bastante nem sempre é sinal de inteligência. Até Jesus, que foi a pessoa mais inteligente que já viveu na Terra, ficava em silêncio de vez em quando.” — Julia.

Sarcasmo. A Bíblia diz: “Palavras impensadas são como os golpes de uma espada.” (Provérbios 12:18) Um exemplo de “palavras impensadas” é o sarcasmo, palavras que machucam e humilham outros. Quem é sarcástico pode até dizer: “Era só brincadeira.” Mas humilhar outros não tem graça. A Bíblia nos diz para abandonarmos “palavras ofensivas, junto com toda a maldade”. — Efésios 4:31.

“Eu penso rápido e gosto de ser engraçada, daí acabo sendo sarcástica. Por isso, estou sempre me metendo em problemas.” — Oksana.

Tentar apagar o que você falou é como apertar o tubo da pasta de dente e tentar colocar a pasta de volta. Não tem como!

 Como controlar a língua

Aprender a controlar a língua pode ser um desafio, mas vamos ver alguns princípios, ou conselhos, da Bíblia que podem ajudar:

“Falem no seu coração, . . . e fiquem quietos.” — Salmo 4:4.

Às vezes a melhor resposta é não dar uma resposta. Uma jovem chamada Laura diz: “O que eu sinto quando estou com a cabeça quente pode ser bem diferente do que sinto depois que me acalmo. Quando tudo passa, eu geralmente fico feliz de não ter falado o que pensei na hora.” Parar e pensar, nem que seja por alguns segundos, pode te ajudar a não falar uma coisa que você vai se arrepender depois.

“Não prova o ouvido as palavras, assim como a língua saboreia a comida?” — Jó 12:11.

Você pode evitar muita dor de cabeça se “provar” suas palavras antes de falar. As perguntas a seguir podem ajudar você a fazer isso:

  • O que vou dizer é verdade? É amoroso? Preciso mesmo falar isso? — Romanos 14:19.

  • Como eu me sentiria se alguém falasse isso para mim? — Mateus 7:12.

  • O que vou dizer vai mostrar respeito pela opinião da outra pessoa? — Romanos 12:10.

  • É a hora certa de dizer isso? — Eclesiastes 3:7.

“Com humildade, considerem os outros superiores a vocês.” — Filipenses 2:3.

Ser humilde vai te ajudar a ser mais positivo em relação a outras pessoas. Isso vai te ajudar a controlar o que dizer. E mesmo que tenha machucado alguém com as suas palavras, a humildade vai te ajudar a pedir desculpas o mais rápido possível. (Mateus 5:23, 24) Daí, esteja decidido a controlar melhor a língua das próximas vezes.