Pular para conteúdo

OS JOVENS PERGUNTAM

Como sobreviver à puberdade?

 “Para as garotas, a puberdade não é nada divertida. A gente sente dor, a vida fica um caos. É uma confusão. Tudo que tem a ver com a puberdade é ruim!” — Oksana.

 “Tinha hora que eu estava feliz, mas de repente ficava triste. Não sei se todos os rapazes passaram por isso, mas comigo foi assim.” — Brian.

 Passar pela puberdade pode ser como andar numa montanha-russa. Você talvez fique animado, mas pode ser que também sinta medo. Como você pode sobreviver aos altos e baixos dessa fase da vida?

 O que é a puberdade?

 De modo simples, a puberdade é uma fase de transição para a vida adulta. Nessa fase, ocorrem mudanças rápidas no seu corpo e nas suas emoções. A produção de hormônios aumenta muito e isso prepara você para ter filhos.

 É claro que isso não significa que você já está pronto para ser pai ou mãe. Mas a puberdade é um sinal de que sua infância está ficando para trás. E isso pode deixar você animado e triste ao mesmo tempo.

 Teste: Com que idade você acha que é normal uma pessoa entrar na puberdade?

  • 8

  • 9

  • 10

  • 11

  • 12

  • 13

  • 14

  • 15

  • 16

 Resposta: É normal uma pessoa entrar na puberdade em qualquer dessas idades.

 Então, se você já tem quase 16 anos e ainda não entrou na puberdade, não precisa ficar preocupado. Ou se você nem tem 10 anos ainda, mas já entrou na puberdade, não se preocupe: isso é normal! O começo e o desenvolvimento da puberdade variam de pessoa para pessoa. E ninguém controla isso.

Passar pela puberdade é como andar numa montanha-russa. Mas você pode sobreviver aos altos e baixos dessa fase da vida

 O que acontece com o seu corpo

 Talvez a mudança mais visível que a puberdade causa é um crescimento rápido. Parece que, de uma hora para outra, você dá uma esticada. O problema é que nem todas as partes do corpo crescem na mesma proporção. Então, não se assuste se você ficar um pouco desengonçado. Com o tempo, tudo vai se ajeitar.

 Veja outras mudanças físicas que ocorrem na puberdade.

 Nos garotos:

  •   Desenvolvimento dos órgãos sexuais

  •   Crescimento de pelos no corpo (por exemplo, no rosto, nas axilas e nos órgãos genitais)

  •   Mudança da voz

  •   Ereções involuntárias e ejaculações durante o sono

 Nas garotas:

  •   Desenvolvimento dos seios

  •   Crescimento de pelos no corpo (por exemplo, nas axilas e nos órgãos genitais)

  •   Início da menstruação

 Nos garotos e nas garotas:

  •   Odores corporais, que são causados pela combinação de suor e bactérias.

     Dica: Você pode controlar esses odores por tomar um bom banho todos os dias e por usar desodorante ou antitranspirante.

  •   Acne, que é causada por bactérias que se alojam nas glândulas sebáceas.

     Dica: Não é fácil controlar o surgimento de cravos e espinhas. Mas lavar o rosto com frequência e usar produtos de limpeza de pele pode ajudar.

 O que acontece no seu íntimo

 A explosão de hormônios que ocorre na puberdade não provoca apenas mudanças no corpo. Ela também pode afetar o seu íntimo. Por exemplo, pode ser que você passe por extremas alterações de humor.

 “Um dia você chora o tempo todo; no outro, está tudo bem. Tem hora que você está de mal com o mundo, mas logo depois você está enfiada no quarto, chorando as mágoas.” — Oksana.

 Durante a puberdade, é comum alguns jovens se sentirem muito inseguros. Nessa fase, a sua aparência muda muito rápido, e você pode ter a sensação de que está sendo observado e julgado o tempo todo.

 “De uma hora pra outra, eu comecei a crescer. Daí, passei a andar encurvada de propósito e a usar umas roupas largas. Eu sabia por que meu corpo estava mudando, mas ficava com vergonha. Era muito estranho.” — Janice.

 Outra mudança que você vai sentir no seu íntimo, talvez a mais drástica, é o seu modo de encarar pessoas do sexo oposto.

 “Antes, eu achava todos os garotos chatos. Mas, de repente, passei a achar alguns deles interessantes. Comecei até a gostar da ideia de me apaixonar. Na verdade, um dos assuntos mais comuns entre mim e as minhas amigas era quem gostava de quem.” — Alexandra.

 Durante a puberdade, alguns jovens talvez comecem a sentir atração por pessoas do mesmo sexo. Se isso acontecer com você, não quer dizer que você é gay. Na maioria dos casos, esses sentimentos vão desaparecendo com o tempo.

 “Teve uma época em que eu fiquei obcecado com meu corpo, ficava me comparando com outros rapazes. Daí, comecei a me sentir atraído a eles. Só depois de um tempo é que comecei a sentir atração por garotas. Agora, aqueles sentimentos são coisa do passado.” — Alan.

 O que você pode fazer

  •    Seja positivo. As transformações físicas e emocionais que a puberdade causa são necessárias. As palavras de Davi no Salmo 139:14 podem ajudar você a entender que essa fase da vida é importante. Ele disse: “Fui feito maravilhosamente, de um modo espantoso.”

  •   Não se compare com outras pessoas. Além disso, evite ficar obcecado com o seu próprio corpo. A Bíblia diz: “O homem vê a aparência, mas Jeová vê o coração.” — 1 Samuel 16:7.

  •   Faça exercícios físicos e descanse bem. Dormir o suficiente vai ajudar você a ficar menos irritado ou desanimado. Também vai ajudar a aliviar o estresse.

  •   Não seja crítico demais com você mesmo. Será que as pessoas estão mesmo observando você o tempo todo? É verdade que muita gente talvez comente sobre como você está crescendo. Mas não dê ouvidos a tudo o que as pessoas falam. A Bíblia diz: “Não dê atenção a todas as palavras que as pessoas dizem.” — Eclesiastes 7:21.

  •   Aprenda a controlar seus desejos sexuais. A Bíblia diz: “Fujam da imoralidade sexual! . . . Quem pratica a imoralidade sexual peca contra o seu próprio corpo.” — 1 Coríntios 6:18.

  •   Converse com seu pai, sua mãe ou com outro adulto de confiança. É verdade que no começo isso talvez seja um pouco esquisito. Mas vai valer a pena, porque eles vão ajudar você a lidar com os desafios da puberdade. — Provérbios 17:17.

 Não se esqueça: A puberdade é uma fase desafiadora da vida. Mas ela também dá a você a oportunidade de crescer, não apenas em sentido físico, mas também em sentido mental, emocional e espiritual. — 1 Samuel 2:26.