Pular para conteúdo

Pular para sumário

 A BÍBLIA MUDA A VIDA DAS PESSOAS

Três perguntas mudaram a minha vida

Três perguntas mudaram a minha vida
  • ANO DE NASCIMENTO: 1949

  • PAÍS DE ORIGEM: ESTADOS UNIDOS

  • HISTÓRICO: QUERIA SABER O OBJETIVO DA VIDA

MEU PASSADO:

Fui criada em Ancram, uma pequena cidade no norte do Estado de Nova York, EUA. Ela ficava numa região produtora de laticínios. De fato, havia mais vacas do que pessoas na cidade.

Minha família frequentava a única igreja da cidade. Nas manhãs de domingo, meu avô engraxava meus sapatos, e eu ia para a escola dominical com a pequena Bíblia branca que minha avó tinha me dado. Eu e meus irmãos aprendemos a trabalhar muito, a respeitar e ajudar o próximo e a ser gratos pelas coisas que tínhamos.

Quando cresci, saí de casa e me tornei professora. Eu tinha muitas perguntas sobre Deus e a vida. Alguns dos meus alunos eram muito talentosos. Outros, nem tanto, mas se esforçavam bastante. Alguns tinham limitações físicas, ao passo que outros se destacavam nos esportes. Eu achava isso injusto. Às vezes, os pais dos alunos que tinham dificuldades diziam coisas do tipo: “Foi Deus que quis que meu filho fosse assim.” Eu me perguntava por que Deus permitia que bebês nascessem deficientes. Afinal, eles não tinham feito nada de errado.

Eu também me perguntava: ‘O que posso fazer para que minha vida tenha objetivo?’ Sentia que minha vida estava passando rápido demais. Eu tinha sido criada numa boa família, estudado em boas escolas e agora tinha um trabalho que eu amava. Mas, fora isso, minha vida parecia vazia. No máximo, eu poderia me casar, ter uma boa casa, filhos, continuar trabalhando até a aposentadoria e, por fim, morar numa casa de repouso. Eu desejava saber se a vida era só isso ou se havia algo mais.

COMO A BÍBLIA MUDOU MINHA VIDA:

Num verão, viajei pela Europa com outras professoras. Visitamos a Abadia de Westminster, a Catedral de Notre-Dame e o Vaticano, bem como muitas igrejas menores. Onde quer que eu fosse, fazia sempre as mesmas perguntas. Depois de voltar para casa em Sloatsburg, Nova York, visitei algumas igrejas.  Mas em nenhuma delas encontrei respostas que me satisfizessem.

Certo dia, uma aluna de 12 anos se aproximou e foi ela que me fez três perguntas. A primeira: se eu sabia que ela era Testemunha de Jeová. Eu disse que sim. A segunda: se eu gostaria de saber mais sobre as Testemunhas de Jeová. Novamente, eu disse que sim. A terceira: onde eu morava. Quando eu lhe dei o endereço, descobrimos que éramos vizinhas. Eu nem imaginava que aquelas três perguntas feitas por uma garotinha mudariam minha vida para sempre.

Não muito tempo depois, ela foi de bicicleta até a minha casa e começou a estudar a Bíblia comigo. Fiz a ela as mesmas perguntas que havia feito a muitos líderes religiosos. Mas, ao contrário deles, ela me deu respostas claras e convincentes usando minha própria Bíblia — respostas que eu nunca tinha ouvido!

O que eu aprendi da Bíblia me deu muita alegria e satisfação. Fiquei emocionada ao ler 1 João 5:19, que diz: “O mundo inteiro jaz no poder do iníquo.” Senti alívio por saber que não é Deus quem causa o sofrimento que vemos. O culpado é Satanás, mas Deus vai corrigir essa situação. (Revelação [Apocalipse] 21:3, 4) Descobri que a Bíblia faz sentido quando é explicada corretamente. Embora estudasse com uma Testemunha de Jeová de apenas 12 anos, cheguei à conclusão de que a verdade é a verdade, não importa quem a diga.

Mesmo assim, eu queria ver se as Testemunhas de Jeová praticavam o que ensinavam. Por exemplo, a menina dizia que os verdadeiros cristãos são pacientes e bondosos. (Gálatas 5:22, 23) Decidi testá-la para ver se ela mesma demonstraria essas qualidades. Um dia, eu me atrasei de propósito para o estudo. Fiquei pensando: ‘Será que ela vai me esperar? Será que vai ficar brava comigo?’ Assim que estacionei o carro, vi que ela estava esperando na escada da minha casa. Ela correu até o carro e disse: “Já estava indo para casa dizer a minha mãe que ligasse para os hospitais e a polícia para saber se a senhora estava bem. A senhora nunca se atrasa, fiquei preocupada!”

Em outra ocasião, fiz uma pergunta que achava complicada para alguém de 12 anos. Queria ver se ela inventaria uma resposta. Quando fiz a pergunta, ela olhou séria para mim e disse: “Essa é bem difícil. Vou anotar e perguntar a meus pais.” De fato, no estudo seguinte ela trouxe um artigo de A Sentinela que respondia minha pergunta. Isso me chamou atenção nas Testemunhas de Jeová — suas publicações davam respostas baseadas na Bíblia a todas as minhas perguntas. Continuei estudando com aquela garotinha e um ano depois fui batizada como Testemunha de Jeová. *

COMO FUI BENEFICIADA:

Agora que finalmente havia encontrado respostas às minhas perguntas, eu queria falar delas para todo mundo. (Mateus 12:35) A princípio, minha família foi contra as minhas novas crenças. Mas aos poucos eles foram mudando de atitude. Pouco antes de morrer, minha mãe começou a estudar a Bíblia. Ela não teve tempo de ser batizada, mas tenho certeza de que ela tinha decidido servir a Jeová.

Em 1978, me casei com Elias Kazan, que também era Testemunha de Jeová. Em 1981, fomos convidados a fazer parte da família do Betel dos Estados Unidos. * Infelizmente, depois de apenas quatro anos servindo ali, Elias faleceu. Mesmo viúva, permaneci em Betel, o que ajudou a manter minha mente ocupada e me consolou.

Em 2006, me casei com Richard Eldred, também da família de Betel. Temos o privilégio de servir em Betel até hoje. Por saber a verdade sobre Deus, realmente sinto que encontrei não só as respostas às minhas perguntas, mas também um verdadeiro objetivo na vida — e isso graças a três perguntas de uma garotinha.

^ parágrafo 16 Ao todo, essa menina e seus irmãos ajudaram cinco de seus professores a estudar a Bíblia e começar a adorar a Jeová.

^ parágrafo 18 “Betel”, que significa “Casa de Deus”, é o termo usado pelas Testemunhas de Jeová para se referir às suas sedes ao redor do mundo. (Gênesis 28:17, 19, nota) Os membros da família de Betel cumprem várias designações que apoiam a obra educacional das Testemunhas de Jeová.