Pular para conteúdo

Pular para sumário

 A BÍBLIA MUDA A VIDA DAS PESSOAS

“Meu sonho era ser padre”

“Meu sonho era ser padre”
  • ANO DE NASCIMENTO: 1957

  • PAÍS DE ORIGEM: MÉXICO

  • HISTÓRICO: SEMINARISTA; TEMPERAMENTO VIOLENTO

MEU PASSADO:

Nasci na cidade de Texcoco. As ruas ali não tinham pavimentação e viviam cheias de pessoas de povoados vizinhos que vinham com seus animais carregados de coisas para vender. Sou o sétimo de nove filhos, e nossa família era bem pobre. Meu pai consertava guaraches (sandálias artesanais) para nos sustentar. Mas ele morreu quando eu tinha 7 anos. Minha mãe teve de trabalhar muito para conseguir o sustento.

Meu avô tocava violino e era maestro de uma orquestra de música sacra. Quase todos os meus parentes tocavam algum instrumento. Minha mãe cantava no coral da igreja, e meu tio era cantor de ópera e pianista. Éramos muito religiosos — eu era coroinha e sonhava em ser missionário católico. Ao mesmo tempo, gostava bastante de filmes de caratê. Quanto mais assistia a esses filmes, mais agressivo eu ficava.

Em Puebla, entrei para uma escola religiosa que funcionava como seminário. Meu objetivo era me tornar padre. Mas, no meu último ano nessa escola, fiquei desiludido com a Igreja Católica. Uma jovem freira começou a se insinuar para mim. Eu resisti à tentação, mas a situação despertou em mim o desejo de me casar. Além disso, percebi que alguns padres tinham um estilo de vida hipócrita. Por fim, desisti de ser padre.

Eu era coroinha e sonhava em ser missionário católico, mas também gostava muito de filmes de caratê e desenvolvi um temperamento violento

Resolvi estudar no Conservatório Nacional de Música, na Cidade do México. Depois de me formar, eu me casei,  e em pouco tempo já tínhamos quatro filhos. Para sustentar a família, eu cantava na missa.

Nosso casamento sempre teve muitos problemas. Eu e minha esposa éramos agressivos um com o outro, na maioria das vezes por ciúmes. De início, nos agredíamos com palavras, mas depois passamos a nos agredir fisicamente. Por fim, depois de 13 anos, decidimos nos separar.

COMO A BÍBLIA MUDOU MINHA VIDA:

Meu primeiro contato com as Testemunhas de Jeová ocorreu antes de eu me separar da minha esposa. Duas Testemunhas de Jeová bateram em nossa casa e ficaram de voltar para falar mais sobre a Bíblia. Como eu achava que sabia bastante sobre religião, tentei provar que estavam erradas. Eu fazia perguntas difíceis que achava que não tinham resposta. Mas, para minha surpresa, elas respondiam a todas com base na Bíblia. Comecei a perceber que na verdade eu não sabia quase nada. Mas as visitas não duraram muito, pois minha esposa tratava muito mal as Testemunhas de Jeová, e eu não parava em casa.

Cinco anos depois, entrei novamente em contato com as Testemunhas de Jeová. Eu já vivia com outra mulher, chamada Elvira. Visto que ela não era contra as Testemunhas de Jeová, foi mais fácil eu ter um estudo regular da Bíblia. Mesmo assim, levei alguns anos para conseguir mudar meu estilo de vida.

Percebi que, se quisesse adorar a Jeová de todo o coração, teria de fazer grandes mudanças. Primeiro, tive de parar de cantar na missa, o que significou encontrar outro meio de vida. (Revelação [Apocalipse] 18:4) Também precisei legalizar meu casamento com Elvira.

Uma das mudanças mais difíceis, porém, foi aprender a controlar meu gênio explosivo. Dois textos bíblicos foram de grande ajuda: Salmo 11:5, que mostra que Jeová odeia a violência, e 1 Pedro 3:7, que me ensinou que, para Jeová ouvir minhas orações, eu precisava honrar minha esposa. Por meditar nesses textos e orar pedindo a ajuda de Jeová, aprendi aos poucos a controlar meu temperamento.

A Bíblia me ensinou que, para Jeová ouvir minhas orações, eu precisava honrar minha esposa

COMO FUI BENEFICIADO:

Hoje tenho uma vida familiar feliz. Estou me esforçando para recuperar meu relacionamento com meus filhos do primeiro casamento e para ajudar minha família atual a continuar forte na fé.

Quando eu era criança, meu sonho era ser padre e ajudar as pessoas. Hoje sinto que minha vida tem verdadeiro objetivo. Para sustentar minha família, dou aulas de música. Sou muito grato por Jeová ter tido paciência comigo e me dado a oportunidade de me tornar uma pessoa melhor.