Pular para conteúdo

Pular para sumário

Quem é o “Ouvinte de oração”?

Quem é o “Ouvinte de oração”?

 Quem é o “Ouvinte de oração”?

SE EXISTE alguém que ouve nossas orações, ele só pode ser o Criador. Quem além Daquele que criou o cérebro humano poderia ler nossos pensamentos? Quem mais poderia responder às orações e ajudar as pessoas no que elas precisam? Mas você talvez se pergunte: ‘Faz sentido acreditar num Criador?’

Muitos acham que, para acreditar num Criador, é preciso rejeitar as evidências da ciência moderna. Há quem diga que acreditar em Deus é incompatível com a ciência. Mas isso não é verdade. Considere o seguinte:

▪ Num estudo recente com 1.646 professores de ciência em 21 das mais renomadas universidades dos Estados Unidos, apenas um terço escolheu a opção “Não acredito em Deus”.

A verdade é que muitos cientistas acreditam em Deus.

Evidências de um Criador

Será que temos de aceitar sem nenhuma prova que existe alguém que ouve nossas orações? De forma alguma. A ideia de que ter fé significa acreditar sem evidências é equivocada. A Bíblia define a fé como “a demonstração evidente de realidades, embora não observadas”. (Hebreus 11:1) Outra tradução diz que a fé é “a prova das coisas não vistas”. (Versão Brasileira) Por exemplo, você não vê as ondas de rádio, mas seu celular demonstra claramente a realidade dessas ondas invisíveis que transmitem vozes; por isso, você acredita que essas ondas existem. De maneira similar, apesar de não vermos aquele que ouve nossas orações, podemos analisar as evidências disponíveis que nos convencem de que ele existe.

Onde podemos encontrar evidências de que Deus existe? É só olhar à nossa volta.  A Bíblia usa o seguinte raciocínio: “Cada casa, naturalmente, é construída por alguém, mas quem construiu todas as coisas é Deus.” (Hebreus 3:4) Não concorda com a lógica dessa declaração? Quando pensa na ordem do Universo, na origem da vida ou na mais complexa estrutura do mundo — o cérebro humano —, você talvez chegue à conclusão de que tem de existir algo superior ao homem. *

Mas há um limite quanto ao que a natureza pode nos ensinar sobre Deus. Observar a evidência de Deus na criação é como ouvir os passos de alguém do outro lado de uma porta. Você sabe que há alguém ali, mas quem é? Para descobrir, você precisa abrir a porta. Precisamos fazer algo similar para saber quem está por trás da criação.

A Bíblia é uma porta para o conhecimento sobre de Deus. Quando você abre essa porta e analisa suas profecias ricas em detalhes e o cumprimento delas, você encontra evidências de que Deus existe. * E, mais do que isso, o registro bíblico de como Deus lidou com as pessoas no passado revela a personalidade daquele que ouve nossas orações.

Como é o “Ouvinte de oração”?

O Salmo 65:2 diz: “Ó Ouvinte de oração, sim, a ti chegarão pessoas de toda carne.” Essas palavras são animadoras. O “Ouvinte de oração” é uma pessoa — alguém que você  pode conhecer. Só alguém real poderia nos ouvir e compreender. Deus ouve os que oram com fé. E ele tem nome. A Bíblia diz: “Jeová está longe dos iníquos, mas ouve a oração dos justos.” — Provérbios 15:29.

Jeová tem sentimentos. Ele é “o Deus de amor” e é chamado de “Deus feliz”. (2 Coríntios 13:11; 1 Timóteo 1:11) A Bíblia diz que, numa época em que a maldade predominava, ele “sentiu-se magoado no coração”. (Gênesis 6:5, 6) A ideia de que Deus causa o sofrimento para testar as pessoas é falsa. A Bíblia diz: “Longe está do verdadeiro Deus agir ele iniquamente.” (Jó 34:10) Mas você talvez se pergunte: ‘Se Deus é o Criador todo-poderoso, por que ele não acaba com o sofrimento?’

Jeová deu ao homem a capacidade de exercer o livre-arbítrio, e isso revela algo sobre o tipo de Deus que ele é. Não ficamos felizes de ter a liberdade de escolher como viver? Mas infelizmente muitas pessoas usam mal essa liberdade, causando assim sofrimento a si mesmas e a outros. Então, surge uma pergunta em que vale a pena pensar: Como Deus poderia acabar com o sofrimento sem tirar a liberdade do homem? Vamos analisar esse assunto no próximo artigo.

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 8 Para uma análise mais detalhada das evidências da existência de Deus, veja a brochura A Origem da Vida — Cinco Perguntas Que Merecem Resposta e o livro Existe um Criador Que Se Importa com Você?, publicados pelas Testemunhas de Jeová.

^ parágrafo 10 O livro A Bíblia — Palavra de Deus ou de Homem? é publicado pelas Testemunhas de Jeová para ajudar você a ver as evidências de que a Bíblia é inspirada por Deus.

[Quadro na página 5]

A religião faz você duvidar de Deus?

Infelizmente, é a própria religião que faz muitas pessoas duvidarem que existe um Deus compassivo que ouve orações. O envolvimento da religião em guerras e terrorismo, e o fato de ela tolerar a pedofilia, tem levado até pessoas que costumam orar a dizer: “Não acredito em Deus.”

Por que a religião muitas vezes é uma influência para o mal? Em poucas palavras: pessoas más têm feito coisas más em nome da religião. A Bíblia já predizia que o cristianismo seria deturpado e usado para o mal. O apóstolo Paulo disse a anciãos cristãos: “Dentre vós mesmos surgirão homens e falarão coisas deturpadas, para atrair a si os discípulos.” — Atos 20:29, 30.

Deus sente repugnância pela religião falsa. De fato, Sua Palavra, a Bíblia, considera a religião falsa responsável pelo “sangue . . . de todos os que foram mortos na terra”. (Revelação [Apocalipse] 18:24) Visto que a religião falsa não ensina as pessoas sobre o Deus verdadeiro, que na sua essência é amor, ela tem culpa de sangue perante ele. — 1 João 4:8.

O “Ouvinte de oração” tem empatia pelos que são oprimidos pela religião falsa. Em breve, por amor à humanidade, Deus julgará todos os religiosos hipócritas por meio de Jesus, que disse: “Muitos me dirão naquele dia: ‘Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome?’ . . . Contudo, eu lhes confessarei então: Nunca vos conheci! Afastai-vos de mim, vós obreiros do que é contra a lei.” — Mateus 7:22, 23.