Pular para conteúdo

Pular para sumário

Por que o “Ouvinte de oração” permite o sofrimento?

Por que o “Ouvinte de oração” permite o sofrimento?

 Por que o “Ouvinte de oração” permite o sofrimento?

EMBORA façam orações, alguns duvidam que Deus existe. Por quê? Talvez por verem tanto sofrimento no mundo. Você já se perguntou por que Deus permite o sofrimento?

Será que Deus realmente fez os humanos como eles são hoje — imperfeitos e sujeitos ao sofrimento? Dificilmente nós respeitaríamos um deus que tivesse feito os humanos assim. Mas imagine esta situação: Você está admirando um carro novo e vê que um dos lados está danificado. Você pensaria que o fabricante o fez desse jeito? É claro que não! Você concluiria que ele fez o carro “perfeito” e que alguém, ou algo, o danificou.

De maneira similar, quando admiramos a maravilhosa ordem da natureza e seu projeto surpreendente, mas vemos o caos e a corrupção que assolam a humanidade, a que conclusão chegamos? A Bíblia ensina que Deus fez o primeiro casal humano perfeito, mas que depois eles causaram danos a si mesmos. (Deuteronômio 32:4, 5) A boa notícia é que Deus prometeu reparar o estrago — ele vai restaurar os humanos obedientes à perfeição. Mas por que ele está esperando tanto tempo?

Por que tanto tempo?

O motivo tem a ver com uma questão: Quem deve governar a humanidade? Jeová Deus não criou os humanos para governarem a si mesmos. Ele é que seria o Governante deles. A própria Bíblia diz: “Não compete ao homem dirigir os seus passos.” (Jeremias 10:23, Nova Versão Internacional) Infelizmente, os primeiros humanos escolheram se rebelar contra o governo de Deus. Por violarem a lei divina, tornaram-se pecadores. (1 João 3:4) Em resultado disso, perderam a perfeição e causaram danos a si mesmos e a seus descendentes.

 Por milhares de anos, Jeová tem permitido que os humanos governem a si mesmos, e a História tem provado que eles não conseguem fazer isso com sucesso. Ela mostra que todos os governos humanos causam sofrimento. Nem sequer um deles conseguiu acabar com a guerra, o crime, a injustiça ou as doenças.

Como Deus vai reparar os danos?

A Bíblia promete que Deus em breve trará um novo mundo justo. (2 Pedro 3:13) Só viverá nesse novo mundo quem escolhe de livre e espontânea vontade mostrar amor ao próximo e a Deus. — Deuteronômio 30:15, 16, 19, 20.

A Bíblia também diz que, no iminente “dia do julgamento”, Deus eliminará o sofrimento e os que o causam. (2 Pedro 3:7) Depois, Jesus Cristo, o Governante escolhido por Deus, governará os humanos obedientes. (Daniel 7:13, 14) O que o governo de Jesus realizará? A Bíblia diz: “Os próprios mansos possuirão a terra e deveras se deleitarão na abundância de paz.” — Salmo 37:11.

Como Rei celestial, Jesus vai reparar os danos — incluindo as doenças, a velhice e a morte — resultantes da rebelião dos homens contra Jeová, “a fonte da vida”. (Salmo 36:9) Jesus curará todos os que aceitam seu governo amoroso. Sob esse governo, as seguintes promessas da Bíblia se tornarão realidade:

▪ “Nenhum residente dirá: ‘Estou doente.’” — Isaías 33:24.

▪ “[Deus] enxugará dos seus olhos toda lágrima, e não haverá mais morte, nem haverá  mais pranto, nem clamor, nem dor. As coisas anteriores já passaram.” — Revelação (Apocalipse) 21:4.

Não é animador saber que em breve Deus cumprirá sua promessa de acabar com todo o sofrimento? Enquanto isso não acontece, podemos confiar que ele ouve nossas orações, apesar de ainda permitir o sofrimento.

Deus existe. Ele pode ouvir suas orações, incluindo suas expressões de dor e tristeza. E deseja muito que você viva para ver o tempo em que todas as incertezas e o sofrimento serão coisa do passado.