Pular para conteúdo

Pular para sumário

Quando “um coração quebrantado e esmagado” procura o perdão

Quando “um coração quebrantado e esmagado” procura o perdão

 Achegue-se a Deus

Quando “um coração quebrantado e esmagado” procura o perdão

2 SAMUEL 12:1-14

TODOS nós pecamos muitas vezes. Mas mesmo que estejamos muito arrependidos, talvez nos perguntemos: ‘Será que Deus ouve minhas orações sinceras de arrependimento? Ele vai me perdoar?’ A Bíblia ensina uma verdade consoladora. Ela mostra que, embora Jeová nunca feche os olhos ao pecado, ele está disposto a perdoar um pecador arrependido. Isso ficou bem evidente no caso do Rei Davi do Israel antigo, conforme lemos em 2 Samuel capítulo 12.

Pense na situação. Davi era culpado de pecados graves. Tinha cometido adultério com Bate-Seba, e quando seus esforços de encobrir o pecado falharam ele tramou o assassinato do marido dela. Davi guardou segredo desses pecados, mantendo uma aparência de inocência durante alguns meses. No entanto, Jeová estava observando. Ele viu os pecados de Davi. Mas também viu que o coração de Davi ainda podia se arrepender. (Provérbios 17:3) O que Jeová faria?

Jeová enviou o profeta Natã a Davi. (Versículo 1) Guiado pelo espírito santo, Natã usou de tato ao falar com o rei, sabendo que precisava escolher bem as palavras. Davi estava enganando a si mesmo. Mas como Natã poderia ajudar Davi a perceber a gravidade de seus pecados?

Para evitar que Davi ficasse defensivo, Natã contou uma história que sem dúvida tocaria o coração de alguém que havia sido pastor. Era sobre dois homens, um rico e um pobre. O rico tinha “muitíssimas ovelhas e gado”, mas o pobre tinha “uma só cordeira”. O rico recebeu um visitante e decidiu preparar uma refeição. Em vez de usar uma de suas ovelhas, tomou a única cordeira do homem pobre. Davi, pelo visto achando que se tratava de um caso real, ficou indignado e disse imediatamente: “O homem que fez isso merece morrer!” Por quê? “Por não ter tido compaixão”, disse Davi. * — Versículos 2-6.

A ilustração de Natã cumpriu o objetivo. Na verdade, o próprio Davi se condenou. Então, Natã disse com todas as letras: “Tu mesmo és o homem!” (Versículo 7) À medida que Natã falava em nome de Deus, ficava claro que Jeová tinha ficado ofendido com as ações de Davi. Ao violar as leis de Deus, Davi havia mostrado falta de respeito pelo grande Legislador. Deus disse: “[Tu] me desprezaste.” (Versículo 10) Com o coração dilacerado por causa daquelas palavras firmes, Davi admitiu: “Pequei contra Jeová.” Natã garantiu a Davi que Jeová o havia perdoado, mas que Davi teria de arcar com as consequências dos seus atos. — Versículos 13, 14.

Depois de seu pecado ter sido exposto, Davi escreveu o que hoje é conhecido como o Salmo 51. Ali, ele derramou seu coração, revelando a profundidade de seu arrependimento. Com seus pecados, Davi havia desprezado a Jeová. Mas depois de ver a beleza do perdão divino, aquele rei cheio de remorso podia dizer a Jeová: “Um coração quebrantado e esmagado não desprezarás, ó Deus.” (Salmo 51:17) Para um pecador arrependido que procura a misericórdia de Jeová, poucas palavras poderiam ser tão consoladoras como essas.

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 7 Preparar um cordeiro para um visitante era um gesto de hospitalidade. Mas roubar um cordeiro era um crime cuja pena obrigava o ladrão a pagar quatro vezes o valor do que tinha roubado. (Êxodo 22:1) Para Davi, o homem rico havia agido sem misericórdia ao pegar a cordeira, tirando assim do homem pobre um animal que daria leite e lã para a família, e seria usado para formar um rebanho.