Pular para conteúdo

Pular para sumário

Aquele que ama a justiça

Aquele que ama a justiça

 Achegue-se a Deus

Aquele que ama a justiça

Hebreus 10:26-31

VOCÊ já foi vítima de injustiça ou crueldade, talvez por parte de alguém que aparentemente não foi punido pelo que fez e não mostrou nenhum remorso? Poucas coisas podem ser mais difíceis de suportar do que a crassa injustiça, especialmente se a dor foi causada por alguém que esperávamos que nos amasse e cuidasse de nós. Talvez você se pergunte: ‘Por que Deus permite que essas coisas aconteçam?’ * A verdade é que Jeová Deus odeia todo tipo de injustiça. Sua Palavra, a Bíblia, nos garante que pecadores insensíveis não escaparão da punição divina. Vamos analisar as palavras do apóstolo Paulo registradas em Hebreus 10:26-31.

Paulo escreveu: “Se praticarmos o pecado deliberadamente, depois de termos recebido o conhecimento exato da verdade, não há mais nenhum sacrifício pelos pecados.” (Versículo 26) Os pecadores deliberados são os mais repreensíveis. Por quê? Primeiro, eles não cometem um pecado isolado num momento de fraqueza — o tipo de erro que todos nós cometemos de vez em quando por sermos imperfeitos. Eles fazem do pecado uma prática. Segundo, seus pecados são intencionais. Conforme diz a Bíblia Fácil de Ler, eles ‘pecam de propósito’. A maldade está profundamente arraigada no seu coração. Terceiro, não pecam por ser ignorantes. Eles têm “conhecimento exato da verdade” sobre a vontade e os caminhos de Deus.

Como Deus encara os pecadores impenitentes e cruéis? “Não há mais nenhum sacrifício pelos pecados”, disse Paulo. O sacrifício de Cristo — a dádiva de Deus para a humanidade — cobre os pecados que cometemos por causa de nossa imperfeição. (1 João 2:1, 2) Mas os que praticam o pecado sem se arrepender não mostram nenhuma consideração por essa preciosa dádiva. Aos olhos de Deus, eles ‘pisaram o Filho de Deus e consideraram de pouco valor o sangue’ de Jesus. (Versículo 29) Por seu modo de agir, eles mostram desprezo por Jesus e tratam seu sangue “como coisa sem valor”, como se ele tivesse a mesma importância que o sangue de qualquer humano imperfeito. (Bíblia na Linguagem de Hoje) Essas pessoas ingratas não vão se beneficiar do sacrifício de Cristo.

O que os ímpios podem esperar? O Deus da justiça prometeu: “Minha é a vingança; eu recompensarei.” (Versículo 30) Todos os que estão determinados a praticar o pecado em prejuízo dos outros devem tomar cuidado. Ninguém pode desconsiderar as leis justas de Deus e ficar impune. Muitas vezes, os que praticam atos ímpios sofrem as conseqüências de suas ações agora. (Gálatas 6:7) Ou, no mais tardar, eles prestarão contas no futuro próximo quando Deus eliminar toda a injustiça da Terra. (Provérbios 2:21, 22) Paulo avisa: “Coisa terrível é cair nas mãos do Deus vivente.” — Versículo 31.

Saber que Jeová Deus não ignora o pecado deliberado é muito consolador, em especial para os que foram prejudicados por alguém mau e insensível. Com confiança, podemos deixar a vingança inteiramente nas mãos de Deus, aquele que odeia toda a injustiça.

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 4 Para uma consideração sobre por que Deus permite o sofrimento, veja as páginas 106-114 do livro O Que a Bíblia Realmente Ensina?, publicado pelas Testemunhas de Jeová.