Pular para conteúdo

Pular para sumário

Seja vigilante — Satanás quer devorar você!

Seja vigilante — Satanás quer devorar você!

‘Sejam vigilantes. Seu adversário, o Diabo, anda em volta como leão que ruge, procurando a quem devorar.’ — 1 PED. 5:8.

1. Explique como uma criatura espiritual se tornou Satanás.

HOUVE uma época em que ele tinha uma boa posição perante Jeová. Mas, em certo ponto, começou a desejar a adoração prestada pelos humanos. Em vez de rejeitar esse desejo errado, ele o alimentou e o deixou crescer até dar à luz o pecado. (Tia. 1:14, 15) Essa criatura espiritual é conhecida como Satanás, aquele que “não permaneceu firme na verdade”. Ele se rebelou contra Jeová e se tornou “o pai da mentira”. — João 8:44.

2, 3. O que as palavras “Satanás”, “Diabo”, “serpente” e “dragão” revelam sobre o maior inimigo de Jeová?

2 Desde sua rebelião, Satanás tem mostrado que é o maior inimigo de Jeová, e com certeza não é nem um pouco amigo da humanidade. Os títulos dados a Satanás revelam o quanto ele se corrompeu. Satanás significa “Opositor”, o que indica que essa criatura perversa não apoia a soberania de Deus; na verdade, ele a odeia e a ataca ferozmente. Mais do que qualquer outra coisa, Satanás quer ver o fim da soberania de Jeová.

3 Revelação 12:9 chama Satanás de Diabo, que significa “Caluniador”. Isso nos lembra que Satanás difamou a Jeová, chamando-o de mentiroso. As palavras “a serpente original” trazem à mente aquele dia trágico no Éden quando Satanás  usou uma serpente para enganar Eva. A expressão “o grande dragão” nos faz pensar num monstro assustador. Ela descreve bem o desejo animalesco de Satanás de impedir a realização do propósito de Jeová e de destruir o povo Dele.

4. O que vamos considerar neste artigo?

4 Fica claro que Satanás é a maior ameaça à nossa integridade. É com razão que a Bíblia aconselha: “Mantende os vossos sentidos, sede vigilantes. Vosso adversário, o Diabo, anda em volta como leão que ruge, procurando a quem devorar.” (1 Ped. 5:8) Em vista desse alerta, vamos considerar três características de Satanás. Isso nos ajudará a ver como é necessário nos proteger dessa criatura sem caráter, inimiga de Jeová e de Seu povo.

SATANÁS É PODEROSO

5, 6. (a) Dê exemplos que mostram que as criaturas espirituais são poderosas. (b) Em que sentido Satanás tem “os meios de causar a morte”?

5 As criaturas espirituais chamadas anjos são ‘poderosas em poder’. (Sal. 103:20) Elas são superiores aos humanos; assim, são mais inteligentes e fortes do que nós. Naturalmente, os anjos fiéis usam seu poder para o bem. Por exemplo, certa vez, um anjo de Jeová matou 185 mil assírios do exército inimigo — uma façanha que teria sido impossível para um humano e difícil até mesmo para um exército inteiro. (2 Reis 19:35) Em outra ocasião, um anjo usou seu poder e criatividade sobre-humanos para libertar os apóstolos de Jesus da prisão. Ele burlou a segurança da prisão, destrancou as portas, libertou os apóstolos e trancou as portas de novo — tudo isso enquanto os guardas estavam a postos! — Atos 5:18-23.

6 Ao passo que os anjos fiéis usam seu poder para o bem, Satanás usa seu poder para o mal. E que grande poder e influência ele tem! As Escrituras se referem a ele como “o governante deste mundo” e “o deus deste sistema de coisas”. (João 12:31; 2 Cor. 4:4) Satanás, o Diabo, tem até “os meios de causar a morte”. (Heb. 2:14) Isso não quer dizer que ele causa a morte de todas as pessoas. Mas sua influência assassina está presente no mundo todo. Além disso, visto que Eva acreditou na mentira de Satanás e Adão desobedeceu a Deus, o pecado e a morte se espalharam a toda a humanidade. (Rom. 5:12) Nesse sentido, o Diabo tem “os meios de causar a morte”. Ele é “um homicida”, ou assassino, como Jesus disse. (João 8:44) Sem dúvida, Satanás é um poderoso inimigo!

7. Como os demônios mostram que são poderosos?

7 Quando nos opomos a Satanás, não tomamos posição apenas contra ele, mas também contra todos os que estão do lado dele na questão da soberania universal. Entre eles está um grupo numeroso de espíritos rebeldes, ou demônios. (Rev. 12:3, 4) Vez após vez, os demônios têm demonstrado sua força sobre-humana atormentando pessoas e causando-lhes grande sofrimento. (Mat. 8:28-32; Mar. 5:1-5) Nunca subestime o poder desses anjos perversos ou do “governante dos demônios”. (Mat. 9:34) Sem a ajuda de Jeová, nunca conseguiríamos vencer nossa luta contra Satanás.

SATANÁS É CRUEL

8. (a) Qual é o objetivo de Satanás? (Veja a gravura no início do artigo.) (b) Pelo que você tem visto, como este mundo reflete a ferocidade de Satanás?

8 O apóstolo Pedro comparou Satanás  a um “leão que ruge”. Segundo uma obra de referência, a palavra grega traduzida “ruge” indica “o bramido de uma fera que está com muita fome”. Isso descreve muito bem a ferocidade de Satanás. Embora o mundo inteiro já esteja no poder dele, sua fome por mais vítimas está longe de ser saciada. (1 João 5:19) Para o Diabo, o mundo não passa de um “petisco”. Na verdade, ele tem se concentrado no “prato principal”: o restante ungido, acompanhado das “outras ovelhas”. (João 10:16; Rev. 12:17) Satanás está decidido a devorar o povo de Jeová. As ondas de perseguição lançadas contra os seguidores de Jesus desde o primeiro século mostram o grau de sua ferocidade.

9, 10. (a) Como Satanás tentou dificultar o propósito de Deus com respeito a Israel? (Dê exemplos.) (b) Por que Satanás tinha motivos especiais para se concentrar no Israel antigo? (c) Como você acha que o Diabo se sente quando um servo de Jeová comete um pecado grave?

9 Em suas tentativas de dificultar a realização do propósito de Deus, Satanás é cruel ainda de outra maneira. Um leão faminto não tem dó de sua presa. Não sente compaixão antes de matar e nenhum remorso depois. De modo similar, Satanás não tem nenhuma pena de quem ele tenta devorar. Por exemplo, pense nas ocasiões em que os israelitas foram enlaçados por pecados como a imoralidade sexual e a ganância. Nesses casos, o Diabo certamente estava à espreita. Quando você lê sobre as trágicas consequências da conduta do imoral Zinri e do ganancioso Geazi, consegue “ver” Satanás, o leão que ruge, comemorando sua vitória? — Núm. 25:6-8, 14, 15; 2 Reis 5:20-27.

Satanás se alegra quando um servo de Jeová comete um pecado (Veja o parágrafo 10.)

10 Satanás tinha motivos especiais para se concentrar no Israel antigo. Afinal, daquela nação viria o Messias — a pessoa que o esmagaria e vindicaria a soberania de Jeová. (Gên. 3:15) Satanás não queria que os israelitas prosperassem, e era cruel em suas tentativas de contaminá-los com o pecado. Não pense que ele sentiu pena quando Davi cometeu adultério ou quando Moisés foi impedido de entrar na Terra Prometida.  Pelo contrário, Satanás sem dúvida se alegra quando um servo de Deus fica manchado por um pecado grave. Essas vitórias podem até estar entre as coisas que o Diabo usa para zombar de Jeová. — Pro. 27:11.

11. Qual provavelmente era a intenção de Satanás ao tentar prejudicar Sara?

11 Satanás tinha grande ódio pelas gerações que produziriam o Messias. Por exemplo, pense no que aconteceu pouco depois que Abraão foi informado de que se tornaria “uma grande nação”. (Gên. 12:1-3) Enquanto Abraão e Sara estavam no Egito, Faraó mandou levar Sara para a casa dele — certamente para que ela se tornasse sua esposa. Mas Jeová interveio e salvou Sara dessa ameaça moral. (Leia Gênesis 12:14-20.) Pouco antes de Isaque nascer, algo parecido aconteceu em Gerar. (Gên. 20:1-7) Será que Satanás estava por trás dessas situações? Lembre-se de que Sara havia deixado a próspera Ur para morar em tendas. Então, será que ele esperava que ela fosse seduzida pelos palácios luxuosos de Faraó e de Abimeleque? Será que achava que Sara trairia seu marido — e Jeová — entrando num casamento adúltero? A Bíblia não diz, mas temos bons motivos para crer que o Diabo teria ficado muito feliz em tornar Sara indigna de fazer parte da linhagem do descendente prometido. Satanás não teria sentido nenhum remorso por estragar o casamento de uma mulher fiel, bem como a reputação e a boa posição dela perante Jeová. Satanás é sem dúvida muito cruel!

12, 13. (a) Como a crueldade de Satanás ficou clara após o nascimento de Jesus? (b) O que você acha que Satanás sente pelos jovens que amam a Jeová e se esforçam para servir a Ele?

12 Jesus nasceu séculos depois de Abraão. Não pense que Satanás achava aquele bebezinho gracioso. Ele sabia que aquela criança recém-nascida se tornaria o prometido Messias. De fato, Jesus era a parte principal da descendência de Abraão; era aquele que mais tarde ‘desfaria as obras do Diabo’. (1 João 3:8) Você acha que, para Satanás, tirar a vida de um bebê era passar dos limites? Satanás não tem nenhum código de ética. Ele agiu sem demora. O que ele fez?

13 O Rei Herodes ficou muito perturbado quando alguns astrólogos perguntaram sobre “aquele que nasceu rei dos judeus”, e decidiu matá-lo. (Mat. 2:1-3, 13) Para garantir que o bebê fosse morto, ele ordenou a execução de todos os meninos, em Belém e nos arredores, que tinham 2 anos de idade ou menos. (Leia Mateus 2:13-18.) Jesus escapou dessa matança absurda, mas o que isso nos ensina sobre nosso inimigo, Satanás? Fica claro que ele não dá nenhum valor à vida humana. Ele certamente não tem compaixão nem de crianças. Satanás é sem dúvida um “leão que ruge”. Nunca subestime o grau da crueldade dele!

SATANÁS É ENGANADOR

14, 15. Como Satanás tem “cegado as mentes dos incrédulos”?

14 A única forma de Satanás colocar as pessoas contra Jeová, o Deus de amor, é enganando-as. (1 João 4:8) Por meio do engano, Satanás as impede de ter consciência “de sua necessidade espiritual”. (Mat. 5:3) Desse modo, ele “tem cegado as mentes dos incrédulos, para que não penetre o brilho da iluminação das gloriosas boas novas a respeito do Cristo, que é a imagem de Deus”. — 2 Cor. 4:4.

15 Um dos meios mais usados por Satanás para enganar as pessoas é a religião falsa. Como ele deve ficar contente  ao ver pessoas adorando antepassados, animais ou a natureza — qualquer coisa ou pessoa que não seja Jeová, aquele que “exige devoção exclusiva”! (Êxo. 20:5) Até mesmo muitos que acham estar adorando a Deus da maneira correta estão presos a crenças falsas e rituais inúteis. Essas pessoas são dignas de pena. Jeová fez o seguinte apelo a pessoas nessa situação: “Por que continuais a pagar dinheiro por aquilo que não é pão e por que é a vossa labuta por aquilo que não resulta em saciedade? Escutai-me atentamente e comei o que é bom, e deleite-se a vossa alma com a própria gordura.” — Isa. 55:2.

16, 17. (a) Por que Jesus disse a Pedro: “Para trás de mim, Satanás”? (b) Como Satanás pode nos enganar com respeito à urgência dos tempos?

16 Satanás pode desencaminhar até servos zelosos de Jeová. Por exemplo, pense no que aconteceu quando Jesus disse a seus discípulos que estava prestes a ser morto. Com boa intenção, o apóstolo Pedro o levou à parte e disse: “Sê benigno contigo mesmo, Senhor; não terás absolutamente tal destino.” A resposta de Jesus foi firme: “Para trás de mim, Satanás!” (Mat. 16:22, 23) Por que Jesus chamou Pedro de “Satanás”? Porque Jesus compreendia o que estava para acontecer. Estava chegando o momento em que ele morreria como sacrifício de resgate e provaria que o Diabo é um mentiroso. Nesse ponto decisivo da história humana, não era hora para Jesus ser “benigno” consigo mesmo. Baixar a guarda era exatamente o que Satanás queria que ele fizesse.

17 Visto que o fim deste sistema se aproxima, nós também vivemos em tempos decisivos. Satanás quer que baixemos a guarda e sejamos ‘benignos’ conosco por buscarmos uma vida confortável neste mundo. Isso nos levaria a perder o senso de urgência. Não deixe que isso aconteça com você! ‘Mantenha-se vigilante’. (Mat. 24:42) Nunca acredite na propaganda enganosa de que o fim está muito longe — ou que ele nem virá.

18, 19. (a) Como Satanás tenta nos enganar com respeito ao conceito que temos de nós mesmos? (b) Como Jeová nos ajuda a manter os sentidos e continuar vigilantes?

18 Satanás tenta nos enganar ainda de outra maneira. Ele quer que acreditemos que, aos olhos de Deus, não merecemos ser amados e nossos pecados são imperdoáveis. Isso não passa de uma mentira. Afinal, quem é que realmente não merece ser amado por Jeová? É Satanás. Quem realmente é imperdoável? Mais uma vez, é Satanás. No nosso caso, porém, a Bíblia garante: “Deus não é injusto, para se esquecer de vossa obra e do amor que mostrastes ao seu nome.” (Heb. 6:10) Jeová valoriza nossos esforços para agradá-lo, e nosso serviço não é em vão. (Leia 1 Coríntios 15:58.) Então, que não sejamos enganados pelas mentiras do Diabo.

19 Como vimos, Satanás é poderoso, cruel e enganador. Como podemos vencer nossa luta contra esse inimigo tão ameaçador? Jeová não nos deixa desprotegidos. Sua Palavra nos mostra quais são os métodos de Satanás, e por isso “não desconhecemos os seus desígnios”. (2 Cor. 2:11) Conhecer as táticas de Satanás nos deixa em melhores condições de manter os sentidos e continuar vigilantes. Mas não basta conhecer as suas táticas. A Bíblia diz: “Oponde-vos ao Diabo, e ele fugirá de vós.” (Tia. 4:7) O próximo artigo vai considerar três áreas em que podemos lutar contra Satanás e vencer.