Pular para conteúdo

Pular para sumário

 DE NOSSOS ARQUIVOS

Ele viu que o amor reinava ali

Ele viu que o amor reinava ali

PESSOAS se alimentando juntas à mesa de Jeová sempre foi um aspecto marcante de eventos teocráticos. Quando o povo de Deus se reúne para um banquete espiritual, refeições materiais contribuem para sua alegria.

Em setembro de 1919, os Estudantes da Bíblia realizaram um congresso de oito dias em Cedar Point, Ohio, EUA. Os hotéis cuidariam da hospedagem e alimentação dos delegados, mas chegaram milhares além do esperado. Assustados com a multidão, garçons pediram demissão em massa. O gerente da cozinha, desesperado, pediu a ajuda dos delegados, e muitos se colocaram à disposição. Sadie Green estava entre eles. Ela recorda: “Eu nunca tinha trabalhado como garçonete, mas foi muito divertido.”

Serra Leoa, 1982

Nos anos seguintes, os congressos passaram a ter um setor de alimentação, e incontáveis voluntários puderam servir seus irmãos com alegria. Trabalhar ao lado de outros cristãos também ajudou muitos jovens a estabelecer alvos espirituais. Gladys Bolton, que serviu nesse setor em 1937, contou: “Conheci pessoas de outros lugares que me contaram como superavam seus problemas. Foi então que senti pela primeira vez o desejo de ser pioneira.”

O irmão Beulah Covey disse: “A dedicação dos trabalhadores faz que tudo pareça correr com a precisão dum relógio.” Mas o trabalho tinha seus desafios. Em 1969, por exemplo, Angelo Manera só soube que era o servo da alimentação quando chegou ao Estádio Dodger, em Los Angeles, Califórnia. Ele admitiu: “Foi um dos maiores sustos da minha vida!” Como preparativo para o congresso, foi preciso escavar uma vala de 400 metros para passar a tubulação de gás até a cozinha.

Frankfurt, Alemanha, 1951

Em Serra Leoa, em 1982, voluntários esforçados primeiro precisaram limpar os campos e daí construir a cozinha com os materiais disponíveis. Em Frankfurt, Alemanha, em 1951, irmãos criativos alugaram um trem para fornecer vapor a 40 caldeirões. Foram servidas 30 mil refeições por hora. Para aliviar o trabalho dos 576 irmãos que lavavam a  louça, os congressistas levaram seus próprios talheres. Num congresso internacional em Yangon, Mianmar, os cozinheiros mostraram consideração pelos delegados de outros países usando menos pimenta que o normal.

“ELES COMEM EM PÉ!”

Em 1950, num congresso nos EUA, Annie Poggensee teve de esperar muito tempo na fila para o almoço num dia de forte sol. Mas isso na realidade foi uma bênção. Ela disse: “Perto de mim havia duas irmãs que tinham vindo de navio da Europa. A conversa entre elas estava tão encorajadora que nem vi a hora passar.” Elas contaram como Jeová as havia ajudado a estar naquele congresso. “Aquelas irmãs eram as pessoas mais felizes ali”, disse Annie. “A espera na fila — e o calor — não as incomodou nem um pouco.”

Seul, Coreia, 1963

Em muitos dos grandes congressos, armavam-se coberturas que serviam de refeitórios, onde eram colocadas mesas altas para que as pessoas comessem em pé. Isso as incentivava a terminar logo e dar o lugar a outros. Do contrário, como é que milhares de pessoas se alimentariam na hora do almoço? Um homem que não era Testemunha de Jeová comentou: “Que religião estranha! Eles comem em pé!”

Autoridades militares e civis ficavam impressionadas com a eficiência e a organização que viam. Depois de inspecionar o setor de alimentação no Estádio Yankee, Nova York, membros do Exército dos EUA incentivaram o Major Faulkner, do Departamento de Guerra britânico, a fazer uma inspeção similar. Então, em 1955, ele e a esposa foram à Assembleia “Reino Triunfante” em Twickenham, Inglaterra. Ele disse que podia ver que o amor reinava ali.

Por décadas, voluntários dispostos amorosamente serviram refeições nutritivas e baratas aos congressistas. Mas, para dar conta de todo o trabalho, muitos voluntários precisavam trabalhar longas horas e até perdiam parte do programa, ou todo ele. Os serviços de alimentação foram simplificados em muitos lugares no fim da década de 70. Depois, a partir de 1995, os congressistas foram orientados a levar o próprio alimento. Isso permitiu que aqueles que antes preparavam e serviam alimentos tirassem proveito do programa espiritual e do companheirismo cristão. *

Sem dúvida, Jeová valoriza muito aqueles que se esforçaram tanto para servir seus irmãos! Alguns sentem saudades da época feliz em que serviam no setor de alimentação. Mas uma coisa é certa: o amor ainda é o ingrediente principal de nossos congressos. — João 13:34, 35.

^ parágrafo 12 É claro que ainda há muitas oportunidades para que voluntários ajudem em outros departamentos de congressos.