Pular para conteúdo

Pular para sumário

O amor verdadeiro é possível?

O amor verdadeiro é possível?

“[As] labaredas [do amor] são as labaredas de fogo, a chama de Jah.” — CÂN. 8:6.

1, 2. Quem pode se beneficiar de uma análise do Cântico de Salomão, e por quê? (Veja a gravura no início do artigo.)

OS NOIVOS trocam olhares apaixonados enquanto dançam em sua festa de casamento. ‘Dá para ver que eles se amam muito’, pensa o ancião que acabou de fazer o discurso do casamento deles. Mas ele também pensa: ‘Será que essa união vai resistir às pressões do dia a dia? Com o passar dos anos, o amor deles vai ficar mais forte ou vai acabar desaparecendo?’ O amor entre um homem e uma mulher é realmente belo quando é constante e não se apaga com o tempo. Mas, em vista de tantos casamentos desfeitos, não é de admirar que alguém se pergunte se é possível existir um amor que dure.

2 O amor verdadeiro era raro até mesmo nos dias do Rei Salomão do Israel antigo. Comentando o ambiente moral daquela época, Salomão escreveu: “Entre mil homens descobri apenas um que julgo digno, mas entre as mulheres não achei uma sequer. Assim, cheguei a esta conclusão: Deus fez os homens justos, mas eles foram em busca de muitas intrigas.” (Ecl. 7:26-29, Nova Versão Internacional) Entre os israelitas havia mulheres estrangeiras que praticavam a adoração a Baal, o que envolvia a imoralidade. Isso influenciou tanto os padrões morais da nação que Salomão achou difícil encontrar  um homem ou uma mulher que tivesse boa moral. * Mas o poema que ele escreveu uns 20 anos antes, O Cântico de Salomão, mostra que é possível haver amor verdadeiro entre um homem e uma mulher. Ele também descreve vividamente esse amor e como expressá-lo. Os adoradores de Jeová, tanto casados como solteiros, podem aprender muito sobre esse tipo de amor por analisar esse livro bíblico.

O AMOR VERDADEIRO É POSSÍVEL!

3. Como sabemos que o amor verdadeiro entre um homem e uma mulher é possível?

3 Leia O Cântico de Salomão 8:6. A expressão “a chama de Jah”, usada para descrever o amor, tem muito significado. O amor verdadeiro é “a chama de Jah” no sentido de que Jeová é o Originador desse tipo de amor. Ele criou o homem à sua imagem, com a capacidade de amar. (Gên. 1:26, 27) No momento em que Deus apresentou a primeira mulher, Eva, ao primeiro homem, Adão, o que Adão disse foi bem poético. Eva com certeza sentia uma ligação especial com Adão, de quem ‘havia sido tomada’. (Gên. 2:21-23) Visto que Jeová deu aos humanos a capacidade de mostrar amor, é realmente possível que um homem e uma mulher tenham amor constante e duradouro um pelo outro.

4, 5. Resuma a história do Cântico de Salomão.

4 Além de constante e duradouro, o amor verdadeiro entre um homem e uma mulher tem outras características que são belamente descritas no Cântico de Salomão. Esse livro foi escrito em forma de música, e seu texto lembra o de uma ópera. A história é sobre o amor entre uma moça da pequena cidade de Suném, ou Sulém, e um pastor. Enquanto ela toma conta dos vinhedos de seus irmãos, Salomão nota sua beleza. Ele manda que seus homens a tragam ao seu acampamento. Mas, desde o início, fica claro que ela está apaixonada pelo pastor. À medida que Salomão tenta conquistá-la, ela fala abertamente sobre seu desejo de estar com seu amado. (Cân. 1:4-14) O pastor consegue entrar no acampamento, e os dois falam de seu amor um pelo outro. — Cân. 1:15-17.

5 Salomão volta a Jerusalém, levando a moça junto; o pastor vai atrás deles. (Cân. 4:1-5, 8, 9) Nada que Salomão faz para conquistar o amor dela dá resultado. (Cân. 6:4-7; 7:1-10) Finalmente, o rei deixa que ela volte para casa. A história termina com a moça querendo que seu amado corra ao seu encontro tão rápido como uma “gazela”. — Cân. 8:14.

6. Por que é difícil identificar de quem são as falas nesse cântico?

6 Esse cântico é tão belo e cheio de significado que é chamado de “o cântico dos cânticos”. (Cân. 1:1, nota) Mas não é fácil identificar de quem são as falas nos diálogos, monólogos e sonhos descritos nesse livro. De acordo com a obra The New Interpreter’s Dictionary of the Bible (Novo Dicionário Bíblico do Intérprete), “coisas como enredo, história, desenvolvimento da narrativa e personagens não são de importância primária” para o escritor. Os nomes dos personagens talvez não tenham sido mencionados para evitar desviar a atenção da beleza musical e poética dessa obra. Ainda assim, é possível saber de quem são as falas com base no que está sendo dito. *

 “AS TUAS EXPRESSÕES DE AFETO SÃO MELHORES DO QUE O VINHO”

7, 8. Que “expressões de afeto” encontramos no Cântico de Salomão, e o que elas significam?

7 O Cântico de Salomão está repleto de “expressões de afeto” entre a moça e o pastor. Embora essas expressões reflitam a cultura oriental de uns 3 mil anos atrás e possam soar estranhas para o leitor atual, elas têm muito significado, e podemos nos identificar facilmente com os sentimentos por trás delas. Por exemplo, o pastor elogia o olhar meigo da moça, comparando os olhos dela aos “das pombas”. (Cân. 1:15) Ela compara os olhos dele, não aos de uma pomba, mas às próprias pombas. (Leia O Cântico de Salomão 5:12.) Para ela, a íris escura cercada pela cor branca é tão bela quanto pombas cinza-azuladas se banhando em leite.

8 Nem todas as expressões de afeto contidas nesse cântico se referem à beleza física. Veja o que o pastor diz sobre o jeito de falar bondoso da sulamita. (Leia O Cântico de Salomão 4:7, 11.) Seus lábios são descritos como “gotejando mel de favo”. Por quê? Porque o mel de favo é mais doce e mais saboroso do que o mel que foi exposto ao ar. “Mel e leite estão debaixo da [sua] língua”, continua ele, indicando que as palavras dela são agradáveis. Quando o pastor diz: “Tu és inteiramente bela, . . . não há defeito em ti”, ele não está se referindo apenas à beleza física dela.

9. (a) O que está envolvido no amor entre marido e esposa? (b) Por que as expressões de afeto são importantes no casamento?

9 O casamento não é um simples contrato ou acordo formal sem amor ou afeto. Na verdade, o amor é a principal característica de um casamento cristão. Mas que tipo de amor é esse? Será que é o amor guiado por princípios bíblicos? (1 João 4:8) Envolve afeição natural — o tipo de amor que existe na família? Refere-se ao afeto sincero entre verdadeiros amigos? (João 11:3) Ou é o amor romântico? (Pro. 5:15-20) Na realidade, o verdadeiro amor entre marido e esposa inclui tudo isso. Para que a outra pessoa se sinta amada, o amor precisa ser demonstrado. Sem dúvida, os casais não podem permitir que a rotina do dia a dia os impeça de trocar expressões de afeto. Essas expressões contribuem bastante para a segurança e a felicidade no casamento. Em culturas em que os casamentos costumam ser arranjados, alguns noivos mal se conhecem antes do casamento. Eles precisam expressar seu amor em palavras, pois isso ajuda o amor a crescer e o casamento a dar certo.

10. Como as expressões de afeto podem proteger o casamento?

10 As expressões de afeto no casamento têm ainda outro efeito positivo. O Rei Salomão tentou conquistar a sulamita por lhe oferecer “argolinhas de ouro, junto com botõezinhos de prata”. Ele também a cobriu de elogios, dizendo que ela era tão “bela como a lua cheia”, tão “pura como o sol brilhante”. (Cân. 1:9-11; 6:10) Mas a moça continuou fiel ao seu amado pastor. O que lhe deu forças e consolo durante o tempo em que os dois ficaram longe um do outro? Ela nos conta. (Leia O Cântico de Salomão 1:2, 3.) Foi a lembrança das “expressões de afeto” do pastor. Para ela, essas expressões eram “melhores do que o vinho” que alegra o coração, e o nome dele lhe dava uma sensação tão  boa “como um óleo [perfumado]” sobre a cabeça. (Sal. 23:5; 104:15) Realmente, o amor entre duas pessoas fica mais forte quando elas têm boas recordações de palavras de amor. Por isso, é muito importante que marido e esposa expressem seu afeto um pelo outro.

NÃO DESPERTE O AMOR ‘ATÉ QUE ELE ESTEJA DISPOSTO’

11. O que os cristãos solteiros podem aprender das palavras da sulamita às moças de Jerusalém?

11 O Cântico de Salomão também contém lições para os cristãos solteiros, em especial os que querem se casar. A sulamita não estava nem um pouco apaixonada por Salomão. Ela colocou as moças de Jerusalém sob juramento e disse: “Não tenteis despertar nem incitar em mim amor, até que este esteja disposto.” (Cân. 2:7; 3:5) Por quê? Porque simplesmente não é apropriado iniciar um relacionamento romântico com qualquer um que apareça em seu caminho. Assim, um cristão que tem o desejo de se casar faz bem em esperar com paciência por alguém que possa amar de verdade.

12. Por que a sulamita se apaixonou pelo pastor?

12 Por que a sulamita se apaixonou pelo pastor? É verdade que ele era bonito, conforme ela o descreveu. Ela também disse que as mãos dele eram fortes como “cilindros de ouro”, e as pernas tão belas e fortes como “colunas de mármore”. Mas ele era mais do que um homem forte e bonito. Ela sabia que o pastor amava a Jeová e tinha belas qualidades. É por isso que ele era especial para ela; “como a macieira entre as árvores da floresta” era o “querido [dela] entre os filhos”. — Cân. 2:3, 9; 5:14, 15.

13. Por que o pastor se apaixonou pela sulamita?

13 Que dizer da sulamita? A beleza dela era tanta a ponto de chamar a atenção de um rei que na época tinha “sessenta rainhas e oitenta concubinas, e donzelas sem número”. Apesar disso, ela se encarava como “apenas um açafrão da planície costeira” — uma flor comum. Ela era muito modesta e humilde e amava a Jeová. Não é de admirar que o pastor a visse como um “lírio entre as plantas espinhosas”, ou seja, alguém nada comum. — Cân. 2:1, 2; 6:8.

14. O que os cristãos solteiros que desejam se casar podem aprender do amor descrito no Cântico de Salomão?

 14 A Bíblia ordena os cristãos a se casar “somente no Senhor”. (1 Cor. 7:39) Um solteiro que deseja se casar deve evitar se envolver emocionalmente com alguém descrente; deve procurar um cônjuge apenas entre os adoradores leais de Jeová. Por que isso é importante? Porque quando o marido e a esposa amam muito a Jeová, eles conseguem enfrentar os desafios da vida sem perder a espiritualidade e a paz no casamento. O pastor e a sulamita deram um bom exemplo para os solteiros por procurar alguém que amava a Jeová.

Os cristãos não se permitem desenvolver sentimentos românticos por descrentes (Veja o parágrafo 14.)

MINHA NOIVA É COMO “UM JARDIM TRANCADO”

15. O que solteiros que amam a Deus podem aprender do exemplo da sulamita?

15 Leia O Cântico de Salomão 4:12. Por que o pastor descreve sua amada como “um jardim trancado”? Nem todos têm acesso a um jardim que tem o portão trancado. A sulamita é como esse jardim porque seu amor está reservado apenas para seu futuro marido — o pastor. Por não ceder às tentativas do rei de conquistá-la, ela mostrou que era como uma “muralha”, não como uma “porta” que é facilmente aberta. (Cân. 8:8-10) De modo similar, homens e mulheres que amam a Deus reservam seu amor e afeto apenas para o seu futuro cônjuge.

16. O que O Cântico de Salomão nos ensina sobre o namoro?

16 Quando o pastor convidou a sulamita para passear com ele num dia de primavera, os irmãos dela não deixaram. Em vez disso, eles mandaram que ela tomasse conta dos vinhedos. Por quê? Será que não confiavam nela? Será que achavam que ela tinha intenções imorais? Na realidade, eles estavam tomando precauções para que sua irmã não se colocasse numa situação tentadora. (Cân. 1:6; 2:10-15) Encontramos aqui uma lição para cristãos que estão namorando: tomem as medidas necessárias para manter seu namoro puro. Evitem ficar sozinhos longe da vista de outros. Embora algumas expressões puras de afeto sejam apropriadas, tomem cuidado para não se colocar em situações tentadoras.

17, 18. O que você aprendeu do Cântico de Salomão?

17 Geralmente, quando dois cristãos se casam, eles iniciam a vida de casados sentindo muito amor um pelo outro. Visto que Jeová fez o casamento para durar, os casais precisam se esforçar para manter a chama de seu amor acesa e cada vez mais forte. — Mar. 10:6-9.

18 Se você é solteiro e quer se casar, procure alguém que realmente possa amar. Quando encontrar essa pessoa, esforcem-se juntos para tornar esse amor forte e impossível de apagar, conforme descrito no Cântico de Salomão. Quer esteja procurando um cônjuge, quer já esteja casado, que você possa sentir o amor verdadeiro — “a chama de Jah”. — Cân. 8:6.

^ parágrafo 6 Veja o “Conteúdo do Livro” do Cântico de Salomão na Tradução do Novo Mundo revisada, se estiver disponível em seu idioma.