Pular para conteúdo

Pular para sumário

Ouça a voz de Jeová onde você estiver

Ouça a voz de Jeová onde você estiver

“Teus próprios ouvidos ouvirão atrás de ti uma palavra, dizendo: ‘Este é o caminho’.” — ISA. 30:21.

1, 2. Como Jeová se comunica com seus servos?

EM TODA a história bíblica, pessoas receberam orientações de Jeová de várias maneiras. Por meio de anjos, visões e sonhos, Deus revelou a alguns o que aconteceria no futuro. Também os comissionou a realizar tarefas específicas. (Núm. 7:89; Eze. 1:1; Dan. 2:19) Outros receberam orientações por meio de representantes humanos de Jeová que serviam na parte terrestre de sua organização. Independentemente do modo como o povo de Jeová tenha recebido suas instruções, os que as seguiram foram abençoados.

2 Hoje, Jeová orienta seu povo por meio da Bíblia, do seu espírito santo e da congregação. (Atos 9:31; 15:28; 2 Tim. 3:16, 17) As orientações que recebemos dele são tão claras que é como se ‘nossos ouvidos ouvissem atrás de nós uma palavra dizendo: “Este é o caminho. Andem nele.”’ (Isa. 30:21) Jesus também transmite a voz de Jeová para nós à medida que orienta a congregação por meio do “escravo fiel e discreto”. (Mat. 24:45) Precisamos levar a sério essa orientação porque nossa vida eterna depende de nossa obediência. — Heb. 5:9.

3. O que pode nos impedir de seguir plenamente as instruções de Jeová? (Veja a gravura no início do artigo.)

3 O que Satanás, o Diabo, mais quer é fazer com que nós não demos ouvidos às orientações de Jeová, que salvam vidas.  Além disso, nosso ‘coração traiçoeiro’ pode nos impedir de seguir plenamente as instruções de Jeová. (Jer. 17:9) Por isso, analisaremos como podemos vencer obstáculos que tornam difícil escutar a voz de Deus. Também veremos como a boa comunicação com Jeová protege nossa amizade com ele, não importam as nossas circunstâncias.

COMO VENCER AS TÁTICAS DE SATANÁS

4. Como Satanás tenta influenciar o modo de pensar das pessoas?

4 Satanás tenta influenciar o modo de pensar das pessoas com informações falsas e ideias enganosas. (Leia 1 João 5:19.) Além das informações na forma impressa, as transmissões via rádio, TV e internet alcançam toda a Terra — inclusive os lugares mais remotos. Embora essas fontes talvez destaquem assuntos de interesse, elas em geral promovem conduta e padrões contrários aos de Jeová. (Jer. 2:13) Por exemplo, a mídia e a indústria do entretenimento costumam apresentar o casamento de pessoas do mesmo sexo como algo aceitável. Além disso, muitos acham que a Bíblia é extremista quando fala do homossexualismo. — 1 Cor. 6:9, 10.

5. Como podemos evitar ser influenciados pelas ideias satânicas?

5 De que forma os que amam os corretos princípios de Deus evitam ser influenciados pelas ideias satânicas que inundam o mundo de hoje? Como eles podem distinguir o bem do mal? ‘Por estarem vigilantes segundo a palavra [de Deus].’ (Sal. 119:9) A Palavra escrita de Deus contém orientações vitais que nos ajudam a distinguir as informações verdadeiras das falsas. (Pro. 23:23) Citando as Escrituras, Jesus disse que “o homem tem de viver . . . de cada pronunciação procedente da boca de Jeová”. (Mat. 4:4) Precisamos aprender a aplicar os princípios bíblicos em nossa vida. Por exemplo, bem antes de Moisés ter registrado a lei de Jeová contra o adultério, o jovem José considerava tal ato um pecado contra Deus. Ele nem sequer pensou em desobedecer a Jeová quando a esposa de Potifar tentou induzi-lo a fazer o que era errado. (Leia Gênesis 39:7-9.) Mesmo sendo pressionado por ela durante um tempo, José não permitiu que a voz dela falasse mais alto do que a de Deus. Para distinguir o certo do errado, é essencial ouvir a voz de Jeová e abafar o ruído constante das ideias satânicas.

6, 7. O que precisamos fazer para evitar os conselhos perversos de Satanás?

6 O mundo está tão saturado de doutrinas e ensinos religiosos contraditórios que, para muitas pessoas, não vale a pena tentar encontrar a religião verdadeira. Mas as orientações de Jeová são bem claras para os que desejam se beneficiar delas. Cabe a nós decidir a quem escutaremos. Visto que é praticamente impossível se concentrar em duas vozes ao mesmo tempo, precisamos ‘conhecer a voz’ de Jesus e escutá-lo. Ele é o designado por Jeová para cuidar das Suas ovelhas. — Leia João 10:3-5.

 7 “Prestai atenção ao que estais ouvindo”, disse Jesus. (Mar. 4:24) Os conselhos de Jeová são claros e corretos, mas precisamos preparar o coração a fim de prestar atenção a eles. Se não tomarmos cuidado, poderemos dar ouvidos aos conselhos perversos de Satanás em vez de às orientações amorosas de Deus. Nunca permita que o mundo controle sua vida por meio de músicas, vídeos, programas de TV, livros, colegas, educadores ou pessoas consideradas esclarecidas. — Col. 2:8.

8. (a) Como nosso coração pode nos deixar vulneráveis às táticas de Satanás? (b) O que pode acontecer se ignorarmos sinais de alerta?

8 Satanás sabe que temos tendências pecaminosas e tenta nos levar a ceder a elas. Quando ele quer nos enlaçar dessa maneira, manter a integridade se torna um enorme desafio. (João 8:44-47) Será que é possível vencermos esse desafio? Pense no caso de alguém que fica tão envolvido no prazer do momento que acaba fazendo algo errado que nunca imaginou que faria. (Rom. 7:15) O que levou essa pessoa a essa triste situação? É provável que ela tenha aos poucos se tornado insensível à voz de Jeová. Pode ser que ela não tenha percebido os sinais de alerta sobre o que estava acontecendo com seu coração ou preferiu ignorá-los. Por exemplo, talvez tenha parado de orar, diminuído o passo no ministério ou começado a perder reuniões. Ela por fim cedeu ao seu desejo e fez o que sabia ser errado. Podemos evitar um erro desastroso assim por permanecermos atentos a quaisquer sinais de alerta e agirmos imediatamente para corrigir a situação. E se estivermos escutando a voz de Jeová não alimentaremos ideias apóstatas. — Pro. 11:9.

9. Por que é muito importante detectarmos logo no início tendências pecaminosas?

9 O diagnóstico precoce de uma doença pode salvar a vida de alguém. De modo similar, podemos evitar uma situação desastrosa se rapidamente identificarmos tendências que poderiam nos levar à tentação. Assim que percebemos tais tendências, é sábio tomar uma ação imediata — antes de sermos “apanhados vivos por [Satanás] para a vontade deste”. (2 Tim. 2:26) E se notarmos que nossos pensamentos e desejos nos desviaram do que Jeová requer de nós? O que devemos fazer? Sem demora, devemos humildemente voltar para Jeová, ser receptivos aos seus conselhos e escutá-lo de todo o coração. (Isa. 44:22) Precisamos nos dar conta de que uma decisão ruim pode deixar cicatrizes tão profundas que talvez tenhamos de carregá-las enquanto este  sistema durar. É muito melhor não nos deixar desviar, agindo sem demora para que isso não aconteça!

Como uma boa rotina espiritual pode protegê-lo das táticas de Satanás? (Veja os parágrafos 4-9.)

COMO VENCER O ORGULHO E A GANÂNCIA

10, 11. (a) Como o orgulho pode se manifestar? (b) Que lição aprendemos do mau proceder de Corá, Datã e Abirão?

10 Precisamos reconhecer que nosso coração pode nos desviar. Nossas tendências pecaminosas exercem forte influência em nós. Pense, por exemplo, no orgulho e na ganância. Considere como essas tendências podem fazer com que deixemos de ouvir a voz de Jeová e nos levar a um proceder desastroso. Uma pessoa orgulhosa tem um conceito exagerado sobre si mesma. Ela talvez ache que tem o direito de fazer o que bem entende e que ninguém pode lhe dizer o que fazer. Por isso, pode ser que ela ache que está acima das orientações e dos conselhos de outros cristãos, dos anciãos e até mesmo da organização de Deus. Para alguém assim, a voz de Jeová fica quase inaudível.

11 Durante a jornada de Israel pelo deserto, Corá, Datã e Abirão se rebelaram contra a autoridade de Moisés e Arão. Por causa do orgulho, aqueles rebeldes quiseram adorar a Jeová de modo independente. Qual foi a reação de Jeová? Ele os executou. (Núm. 26:8-10) Podemos aprender uma lição vital desse relato histórico. Rebelar-se contra Jeová tem um fim desastroso. Além disso, devemos nos lembrar de que “o orgulho vem antes da derrocada”. — Pro. 16:18; Isa. 13:11.

12, 13. (a) Cite um exemplo de como a ganância pode levar a um fim desastroso. (b) Explique como a ganância pode se intensificar rapidamente se não for contida.

12 Considere também a ganância. Uma pessoa gananciosa costuma tomar liberdades e passar dos limites do que é considerado comportamento aceitável. Depois que Naamã, chefe do exército sírio, foi curado de sua lepra, ele ofereceu presentes ao profeta Eliseu, que os recusou. Mas o ajudante de Eliseu, Geazi, cobiçou aqueles presentes. Geazi disse a si mesmo: “Por Jeová que vive, correrei atrás [de Naamã] e tomarei algo dele.” Sem Eliseu saber, Geazi foi atrás de Naamã e usou mentiras descaradas para pedir “um talento de prata e duas mudas de roupa”. O que aconteceu com o ganancioso Geazi por ter feito isso e ter mentido para o profeta de Jeová? A lepra de Naamã passou para ele. — 2 Reis 5:20-27.

13 A ganância pode começar com pequenas coisas, mas se não for contida pode se intensificar rapidamente e dominar alguém. O relato bíblico de Acã mostra como a ganância é poderosa. Note a rapidez com que a ganância de Acã se agravou. Ele disse: “Quando cheguei a ver no meio do despojo um manto oficial de Sinear, de bom aspecto, e duzentos siclos de prata e um lingote de ouro, cujo peso era de cinquenta siclos, então os desejei e os tomei.” Em vez de rejeitar o desejo errado, Acã, motivado por ganância, roubou aqueles objetos e os escondeu em sua tenda. Quando a transgressão de Acã veio à tona, Josué lhe disse que Jeová traria calamidade sobre ele. Acã e sua família foram apedrejados até a morte naquele mesmo dia. (Jos. 7:11, 21, 24, 25) A ganância é um perigo constante que pode nos enlaçar. Assim, que ‘nos guardemos de toda sorte de cobiça’, ou ganância. (Luc. 12:15) Embora vez por outra tenhamos algum pensamento errado ou imaginemos coisas imorais, é vital controlarmos a mente e não deixarmos que nossos desejos ganhem força a ponto de cometermos um pecado. — Leia Tiago 1:14, 15.

14. O que devemos fazer se notarmos em nós tendências para o orgulho e a ganância?

14 Tanto o orgulho como a ganância podem  nos levar ao desastre. Pensar nas possíveis consequências de seguir um proceder ruim nos ajudará a não permitir que essas tendências abafem a voz de Jeová. (Deut. 32:29) Na Bíblia, o Deus verdadeiro não apenas nos diz qual é o modo certo de agir, mas também explica os benefícios desse proceder e as consequências de fazer o contrário. Quando nosso coração nos induz a querer fazer alguma coisa por orgulho ou ganância, é muito sábio refletir nas consequências. Devemos considerar como o proceder errado afetaria a nós, nossa família, nossos amigos e principalmente nossa relação com Jeová.

MANTENHA BOA COMUNICAÇÃO COM JEOVÁ

15. O que aprendemos do exemplo de Jesus sobre ter uma boa comunicação com Deus?

15 Jeová deseja o melhor para nós. (Sal. 1:1-3) Ele dá toda a orientação que precisamos no momento certo. (Leia Hebreus 4:16.) Embora fosse perfeito, Jesus dependia da comunicação regular com Jeová. Ele orava incessantemente. Jeová apoiou e orientou Jesus de maneiras maravilhosas. Ele enviou anjos para fortalecer seu Filho, lhe forneceu seu espírito santo para ajudá-lo e o orientou ao escolher os 12 apóstolos. Do céu, Jeová disse que apoiava e aprovava Jesus. (Mat. 3:17; 17:5; Mar. 1:12, 13; Luc. 6:12, 13; João 12:28) Assim como Jesus, precisamos abrir nosso coração a Deus em oração. (Sal. 62:7, 8; Heb. 5:7) Por meio da oração, podemos manter boa comunicação com Jeová e viver de uma forma que traga honra a ele.

16. Como podemos receber a ajuda de Jeová para conseguir escutar sua voz?

16 É verdade que Jeová deixa suas orientações à disposição de todos, mas ele não obriga ninguém a segui-las. Precisamos pedir seu espírito santo, o que ele nos dá em abundância. (Leia Lucas 11:10-13.) No entanto, é essencial que ‘prestemos atenção a como escutamos’. (Luc. 8:18) Por exemplo, seria hipocrisia pedirmos a ajuda de Jeová para vencer uma inclinação para a imoralidade e ao mesmo tempo continuarmos vendo pornografia ou filmes imorais. Para recebermos a ajuda de Jeová, precisamos estar nos lugares ou situações em que esse espírito está presente. Sabemos que seu espírito está nas reuniões congregacionais. Muitos servos de Jeová evitaram consequências desastrosas por terem escutado a Jeová em nossas reuniões. Em resultado disso, eles perceberam tendências erradas se desenvolvendo em seu coração e corrigiram a situação. — Sal. 73:12-17; 143:10.

CONTINUE ATENTO À VOZ DE JEOVÁ

17. Por que é perigoso confiarmos em nós mesmos?

17 Pense em Davi, rei do Israel antigo. Quando era jovem, ele derrotou o gigante filisteu Golias. Davi foi um soldado e um rei para a nação, protegendo-a e tomando decisões por ela. Mas, quando confiou em si mesmo, seu coração o enganou e ele acabou cometendo um pecado grave com Bate-Seba, chegando até mesmo a fazer com que o marido dela, Urias, fosse morto. Quando foi disciplinado, Davi humildemente admitiu seu erro e restaurou sua relação com Jeová. — Sal. 51:4, 6, 10, 11.

18. O que pode nos ajudar a continuar escutando a voz de Jeová?

18 Devemos acatar o conselho encontrado em 1 Coríntios 10:12 e não confiar demais em nós mesmos. Visto que não somos capazes de ‘dirigir o nosso passo’, acabaremos escutando ou a voz de Jeová ou a de seu Adversário. (Jer. 10:23) É vital orarmos com constância, seguirmos a orientação do espírito santo e sempre escutarmos atentamente a voz de Jeová.