Pular para conteúdo

Pular para sumário

O excedente deles contrabalançou uma deficiência

O excedente deles contrabalançou uma deficiência

ERA o ano de 49 EC. Pedro, Tiago e João — “que pareciam ser colunas” — encarregaram o apóstolo Paulo e seu companheiro de trabalho Barnabé de uma missão: não se esquecer dos cristãos pobres ao pregar às nações. (Gál. 2:9, 10) Como eles cuidaram dessa responsabilidade?

As cartas de Paulo revelam a atenção que ele deu a esse assunto. Por exemplo, aos cristãos em Corinto, ele escreveu: “Quanto à coleta que é para os santos, assim como dei ordens às congregações da Galácia, fazei do mesmo modo também vós. Todo primeiro dia da semana, cada um de vós, na sua própria casa, ponha algo de lado, em reserva, conforme tiver prosperado, para que, quando eu chegar, não se façam então as coletas. Mas, quando eu for aí, aos homens que vós aprovardes por cartas, a estes eu enviarei para levarem a vossa bondosa dádiva a Jerusalém.” — 1 Cor. 16:1-3.

Na sua segunda carta inspirada aos coríntios, Paulo reafirmou o objetivo da coleta. Era que ‘o excedente deles, por meio duma reciprocidade, contrabalançasse a deficiência [dos necessitados]’. — 2 Cor. 8:12-15.

Quando Paulo escreveu aos cristãos em Roma por volta de 56 EC, a coleta já estava quase terminada. Ele disse: “Estou para viajar a Jerusalém, para ministrar aos santos. Porque os da Macedônia e da Acaia agradaram-se em partilhar as suas coisas por meio duma contribuição para os pobres que são dos santos em Jerusalém.” (Rom. 15:25, 26) Pouco depois Paulo cumpriu sua missão, pois ao voltar a Jerusalém, onde foi preso, ele disse ao governador romano Félix: “Cheguei para trazer dádivas de misericórdia à minha nação, e ofertas.” — Atos 24:17.

O espírito que os cristãos do primeiro século demonstraram fica claro no que Paulo disse sobre os macedônios. Ele declarou que eles ‘rogavam, com muita súplica, pelo privilégio de dar bondosamente’. O apóstolo exortou os coríntios a seguir esse exemplo. Ele disse: “Faça cada um conforme tem resolvido no seu coração, não de modo ressentido, nem sob compulsão, pois Deus ama o dador animado.” O que moveu as congregações a serem tão generosas? A sua motivação não era apenas ‘suprir abundantemente a carência dos santos, mas também ser ricas com muitas expressões de agradecimentos a Deus’. (2 Cor. 8:4; 9:7, 12) A nossa generosidade pode ter objetivos similares. Jeová Deus certamente abençoará esse espírito excelente e altruísta — e sua bênção sem dúvida “enriquece” a pessoa. — Pro. 10:22.

COMO ALGUNS FAZEM DONATIVOS PARA A OBRA MUNDIAL

Muitos reservam no seu orçamento uma quantia para colocar nas caixas de donativos com a identificação “Donativos para a Obra Mundial das Testemunhas de Jeová — Mateus 24:14”. As congregações enviam mensalmente esses donativos para a sede das Testemunhas de Jeová no seu país.

DOAÇÕES

Os donativos podem ser enviados também diretamente à Associação das Testemunhas Cristãs de Jeová do Brasil ou à sede das Testemunhas de Jeová no seu país, por meio de transferência bancária ou depósito bancário. Para obter os dados bancários, veja a nota no final deste artigo. Podem-se doar também imóveis, ações, joias ou outros objetos de valor. Os que desejarem doar tais bens poderão primeiro tentar vendê-los localmente e daí remeter a importância à Associação. Caso não seja possível vender algum objeto de valor que deseje doar, entre em contato com a Associação.

DONATIVO ESPECIAL

Dinheiro que não tenha previsão de uso pode ser doado à Associação das Testemunhas Cristãs de Jeová, com a condição de que, em caso de necessidade pessoal ou do cônjuge (se for casado), esse seja devolvido ao doador.

SEGUROS

A Associação das Testemunhas Cristãs de Jeová pode ser nomeada beneficiária duma apólice de seguro de vida ou de um plano de previdência privada. Certifique-se antes se a empresa de seguros ou previdência de sua escolha oferece essa possibilidade, podendo contatar o Escritório para orientações caso tenha dificuldades nesse sentido.

DOAÇÕES COM RESERVA DE USUFRUTO

Dentro deste plano, podem-se doar à Associação bens móveis e/ou bens imóveis, como um imóvel residencial. O doador continuará a usufruir o bem doado enquanto viver. Somente após a morte do doador e do seu cônjuge, se for casado, os bens doados passarão para a Associação. Esse método evita as despesas e as incertezas do cumprimento do testamento, ao mesmo tempo assegurando à Associação o recebimento da propriedade em caso de falecimento.

TESTAMENTOS

Bens móveis e imóveis, aplicações financeiras, contas bancárias, ações ou dinheiro podem ser legados à Associação das Testemunhas Cristãs de Jeová por meio de um testamento público (devidamente registrado em cartório) ou particular.

NOTA: Em todos esses casos, pede-se que a Associação seja avisada por e-mail, anexando o comprovante bancário, para que possa acusar o recebimento de seu donativo.

Para mais informações sobre esses assuntos, escreva à Associação das Testemunhas Cristãs de Jeová ou à sede das Testemunhas de Jeová em seu país. *

^ parágrafo 21 No Brasil, os interessados poderão contatar a sede pelo e-mail donativos@br.jw.org