Pular para conteúdo

Pular para sumário

Perguntas dos Leitores

Perguntas dos Leitores

 Perguntas dos Leitores

Depois da prova final no fim do Milênio, será possível que humanos venham a pecar e a morrer?

Dois textos em Revelação (Apocalipse) ajudam a esclarecer esse assunto: “A morte e o Hades foram lançados no lago de fogo. Este significa a segunda morte, o lago de fogo.” (Revelação 20:14) “[Deus] enxugará dos seus olhos toda lágrima, e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem clamor, nem dor. As coisas anteriores já passaram.” — Revelação 21:4.

Note em que época ocorrerão as coisas mencionadas aqui. O lançamento ‘da morte e do Hades’ no lago de fogo ocorrerá depois que os sobreviventes do Armagedom, os ressuscitados e os que nascerem depois do Armagedom tiverem sido julgados à base das “coisas escritas nos rolos”, os detalhados requisitos de Jeová para a humanidade durante os mil anos. (Revelação 20:12, 13) O apóstolo João registrou outra visão, que se acha em Revelação, capítulo 21, que se cumprirá durante o Reinado Milenar de Jesus Cristo. O cumprimento completo dessa visão, porém, só se dará no fim do Dia do Julgamento, de mil anos. Jeová residirá então com a humanidade no pleno sentido, sem intercessores, pois naquele tempo Jesus já terá entregado o Reino a seu Pai. De modo figurado, Jeová residirá com “seus povos” de forma permanente e direta. “Não haverá mais morte” no sentido completo quando a humanidade tiver alcançado a perfeição como resultado da aplicação plena do mérito do sacrifício de Cristo. — Revelação 21:3, 4.

Portanto, a morte mencionada nos textos citados acima é a morte adâmica, que será cancelada pelo resgate de Cristo. (Romanos 5:12-21) Com o cancelamento da morte que a humanidade herdou do primeiro homem, os humanos estarão exatamente na mesma condição de Adão quando esse foi criado. Adão era perfeito, mas isso não significa que não havia possibilidade de ele morrer. Jeová disse a Adão que não comesse da “árvore do conhecimento do que é bom e do que é mau”, e acrescentou: “No dia em que dela comeres, positivamente morrerás.” (Gênesis 2:17) Essa seria uma morte resultante de pecado proposital. Depois da prova final no fim do Reinado Milenar, os humanos ainda terão a faculdade da livre escolha. (Revelação 20:7-10) Ainda poderão escolher, de livre e espontânea vontade, se continuarão, ou não, a servir a Jeová. Não se pode afirmar que nenhum humano jamais rejeitará a Deus, como no caso de Adão.

O que aconteceria com uma pessoa que escolhesse rebelar-se depois da prova final, quando a morte e o Hades não existirem mais? Naquele tempo, a morte adâmica não existirá mais. E o Hades, a sepultura comum da humanidade que tem a esperança de ressurreição, também não existirá mais. Mesmo assim, Jeová poderia aniquilar qualquer rebelde no lago de fogo, negando-lhe qualquer esperança de ressurreição. Essa morte seria semelhante à que sofreram Adão e Eva, não à morte que os humanos herdaram de Adão.

No entanto, não temos motivo para crer que tal coisa venha a acontecer. Aqueles que passarem pela prova final serão diferentes de Adão num sentido fundamental. Eles terão sido plenamente provados. Podemos confiar no caráter cabal da prova final porque Jeová sabe examinar as pessoas pelo que de fato são. Podemos estar certos de que a prova final eliminará qualquer pessoa que pudesse usar mal a sua liberdade de escolha. Portanto, embora seja possível que aqueles que passarem pela prova final se rebelem contra Deus e, assim, sejam destruídos, é muito improvável que isso aconteça.

[Foto na página 31]

Depois da prova final, em que sentido a humanidade será comparável a Adão?