Pular para conteúdo

Pular para sumário

 OBSERVANDO O MUNDO

Em foco: Europa

Em foco: Europa

A Europa já foi muito religiosa, mas hoje grande parte dos europeus não considera a religião importante. Você talvez se surpreenda ao saber que algumas notícias recentes da Europa têm a ver com o que a Bíblia diz.

Benefícios da voz materna

Pesquisadores em Milão, Itália, concluíram que a saúde de bebês prematuros melhorou muito quando foram expostos à voz da mãe por meio de um aparelho no pulso do bebê enquanto estavam no hospital. Esse método tenta reproduzir a voz da mãe assim como era ouvida pelo bebê enquanto estava no útero. A pesquisa concluiu: “Expor bem cedo um bebê prematuro à voz materna tem um efeito benéfico nele.”

O QUE A BÍBLIA DIZ: “Eu acalmei e tranquilizei a minha alma, como uma criança desmamada no colo da mãe.” — Salmo 131:2.

Filhos narcisistas

Segundo uma pesquisa com 565 crianças na Holanda, as crianças consideradas pelos pais como “mais especiais do que outras” e como crianças que merecem “tratamento especial” tiveram maior pontuação em testes de narcisismo do que seus colegas. Também demonstraram sentimentos de superioridade e um senso exagerado de merecimento. Um dos autores da pesquisa comentou: “As crianças acreditam quando os pais lhes dizem que elas são mais especiais do que outros. Talvez isso não seja bom nem para elas nem para a sociedade.”

O QUE A BÍBLIA DIZ: “Digo a cada um de vocês que não pense de si mesmo mais do que é necessário pensar, mas que cada um pense de um modo que revele bom senso.” — Romanos 12:3.

Centenários otimistas

De acordo com pesquisadores da Universidade de Heidelberg, Alemanha, as pessoas com mais de 100 anos, mesmo doentes e com limitações físicas, têm um desejo muito forte de viver. Em cada quatro centenários entrevistados, três queriam muito continuar a viver e tentavam aproveitar bem a vida. Eles eram otimistas, conseguiam alcançar seus objetivos, tinham esperança e uma vida significativa, e se apegavam a seus valores morais e religiosos.

PENSE NISTO: Conforme Eclesiastes 3:11, nosso desejo natural de continuar a viver indica o quê?