Pular para conteúdo

Pular para sumário

 MATÉRIA DE CAPA

Três perguntas que as pessoas gostariam de fazer a Deus

Três perguntas que as pessoas gostariam de fazer a Deus

SUSAN começou a fazer perguntas sobre Deus quando tinha 7 anos. Seu amigo Al, de 9 anos, tinha sido hospitalizado com pólio e confinado a um pulmão de aço. Anos mais tarde, ela escreveu sobre suas dúvidas no jornal The New York Times de 6 de janeiro de 2013.

Depois de visitar Al, Susan perguntou à mãe dela: “Por que Deus fez isso com um menininho?”

Sua mãe respondeu: “O padre diria que Deus deve ter seus motivos, mas eu não sei quais seriam.”

Dois anos depois, em 1954, a vacina contra pólio desenvolvida por Jonas Salk se tornou disponível. A mãe de Susan lhe disse que Deus talvez tivesse orientado essa pesquisa.

“Então Deus devia ter orientado os médicos muito tempo atrás para que o Al não ficasse num pulmão de aço”, respondeu Susan.

Susan concluiu essa história de sua infância, dizendo: “[Al] morreu apenas oito anos depois, e nessa época eu já tinha certeza de que Deus não existia.”

Assim como Susan, muitas pessoas que foram vítimas de tragédias ou que viram outros passar por isso não conseguem encontrar respostas às suas perguntas sobre Deus. Alguns se tornam ateus. Outros não rejeitam totalmente a existência de Deus, mas acabam se tornando céticos.

Isso não quer dizer que ateus e céticos não conheçam nada sobre a religião. Pelo contrário, muitas vezes foi sua experiência com a religião que os fez perder a fé em Deus. Talvez achem que as religiões falharam em responder suas perguntas sobre a vida. Que perguntas? Ironicamente, costumam ser as mesmas dos que afirmam ter fé em Deus. Considere três perguntas que muitas pessoas gostariam de fazer a Deus se tivessem chance, e as respostas que a Bíblia dá.

 1 “POR QUE O SENHOR PERMITE O SOFRIMENTO?”

Por que surge essa pergunta?

‘Um Deus amoroso não deixaria que acontecessem tragédias’, concluem muitos.

PENSE NISTO: Talvez achemos os hábitos e os costumes de outra cultura estranhos, ou até chocantes. Poderíamos facilmente interpretar mal o que fazem. Por exemplo, em algumas culturas, manter contato visual é considerado sinal de sinceridade; em outras, sinal de desrespeito. Mas ninguém poderia dizer que uma dessas culturas está errada. Na verdade, pode ser apenas o caso de conhecê-las melhor.

Será que pode acontecer algo parecido quando se trata de entender a Deus? Muitos acreditam que o fato de existir sofrimento prova que Deus não existe. Mas outros, que descobriram por que Deus permite o sofrimento, têm certeza de que Ele existe.

O QUE A BÍBLIA DIZ: Os pensamentos e o modo de agir de Deus são diferentes dos nossos. (Isaías 55:8, 9) Por causa disso, suas ações, bem como suas razões para esperar antes de agir, podem parecer, à primeira vista, estranhas para nós.

Mesmo assim, a Bíblia não pede que nós aceitemos expressões vagas como “os caminhos de Deus são misteriosos”. Em vez disso, ela nos incentiva a aprender mais sobre Deus e nos ajuda a entender quando e por que ele age de determinada maneira. * Nós até mesmo podemos nos achegar a ele. — Tiago 4:8.

 2 “POR QUE HÁ TANTA HIPOCRISIA NA RELIGIÃO?”

Por que surge essa pergunta?

Alguns talvez pensem: ‘Se Deus realmente valorizasse a sinceridade, não haveria tanto fingimento entre os que afirmam adorá-lo.’

PENSE NISTO: Imagine um filho que rejeitou a boa criação do pai e decidiu sair de casa para levar uma vida imoral e desonesta. Embora o pai não tenha aprovado, ele deixou o filho tomar essa decisão. Ao ver o comportamento do filho, seria justo afirmar que ele teve um pai ruim ou até que não teve pai? Não. Da mesma forma, a hipocrisia na religião não prova que Deus não existe, apenas prova que ele permite que as pessoas façam suas próprias escolhas.

O QUE A BÍBLIA DIZ: Deus odeia a hipocrisia na religião. (Jeremias 7:29-31; 32:35) Mas ele permite que as pessoas usem sua liberdade de escolha. Muitos que afirmam crer em Deus escolhem seguir seus próprios padrões de moral e os ensinos religiosos criados pelos homens. — Mateus 15:7-9.

No entanto, no tipo de religião que Deus aprova não existe hipocrisia. * Jesus disse: “Por meio disto todos saberão que vocês são meus discípulos: se tiverem amor entre si.” (João 13:35) Esse amor deve ser “sem hipocrisia”. (Romanos 12:9) A maioria das religiões não tem seguido esse padrão. Por exemplo, no genocídio ocorrido em Ruanda em 1994, dezenas de milhares de pessoas religiosas massacraram membros de sua própria religião, simplesmente porque eram de outra tribo. Mas as Testemunhas de Jeová não participaram desse massacre, e muitas delas protegeram seus irmãos de fé e outros, até arriscando a vida. Esses atos de amor ao próximo provam que é possível a religião ser livre de hipocrisia.

 3 “POR QUE ESTAMOS AQUI?”

Por que surge essa pergunta?

Algumas pessoas se perguntam: ‘Por que os humanos vivem apenas 80 ou 90 anos e depois morrem? Qual é o sentido de uma vida tão curta?’

PENSE NISTO: Muitos que não acreditam em Deus reconhecem mesmo assim que tem de haver uma explicação para a complexidade e a ordem na natureza e no Universo. Eles admitem que a Terra, a Lua e outros planetas estão na posição exata para sustentar a vida na Terra. Afirmam que as leis naturais que governam o Universo são reguladas com precisão, de modo que a mais simples alteração tornaria impossível a vida na Terra.

O QUE A BÍBLIA DIZ: Apesar de muitos acharem que nossa vida relativamente curta é prova de que Deus não existe, a natureza e o Universo dão ampla evidência de que há um Criador. (Romanos 1:20) Ele teve um propósito ao criar as coisas, e a razão de nossa existência está intimamente relacionada com esse propósito. Deus criou os humanos para que tivessem vida eterna na Terra. Ele não desistiu desse propósito. — Salmo 37:11, 29; Isaías 55:11.

Por observar a natureza e o Universo, conseguimos perceber que Deus existe e até conhecer suas qualidades. Mas Deus não revelou seu propósito por meio dessas coisas. Para sabermos qual é esse propósito e consequentemente qual é o sentido da vida, precisamos que Deus se comunique conosco. Ele faz isso por meio da Bíblia, usando termos simples e diretos. * As Testemunhas de Jeová convidam você a reavaliar as respostas que a Bíblia dá.

^ parágrafo 17 Para saber o motivo de Deus permitir o sofrimento, veja o capítulo 11 do livro O Que a Bíblia Realmente Ensina?, publicado pelas Testemunhas de Jeová. Também disponível no site www.jw.org.

^ parágrafo 23 Para mais informações, veja o capítulo 15 do livro O Que a Bíblia Realmente Ensina?, publicado pelas Testemunhas de Jeová. Também disponível no site www.jw.org.

^ parágrafo 29 Para mais informações, veja o capítulo 3 do livro O Que a Bíblia Realmente Ensina?, publicado pelas Testemunhas de Jeová. Também disponível no site www.jw.org.