Pular para conteúdo

Pular para sumário

 O CONCEITO DA BÍBLIA

Evolução

Evolução

Alguns dizem que a vida evoluiu. Outros afirmam que Deus simplesmente deu início à criação e daí deixou que a evolução assumisse o controle. O que a Bíblia diz?

Será que o relato bíblico da criação descarta a possibilidade de que o Universo teve início no big bang?

A Bíblia simplesmente diz: “No princípio Deus criou os céus e a terra.” (Gênesis 1:1) Ela não fala exatamente como Deus criou todas as coisas. Assim, mesmo que uma explosão cósmica tenha produzido o Universo, isso não contradiz o que a Bíblia declara. Na verdade, Gênesis 1:1 explicaria quem causou o big bang (grande explosão).

Muitos cientistas acreditam que o big bang foi um evento espontâneo e aleatório que, com o tempo, fez com que partículas de matéria se organizassem e formassem estrelas e planetas. A Bíblia não apoia esse conceito, mas declara que a formação do Universo foi uma ação direta de Deus, quer ele tenha usado algum tipo de explosão cósmica, quer outro método de criação.

“No princípio Deus criou os céus e a terra.” — Gênesis 1:1.

Será que o relato bíblico dá margem à possibilidade de os seres vivos sofrerem mudanças com o tempo?

Sim. A Bíblia diz que Deus criou os seres vivos “segundo as suas espécies”. * (Gênesis 1:11, 12, 21, 24, 25) Será que pode haver certa medida de variação dentro de cada “espécie”, ou seja, dentro de cada categoria de planta ou animal? Sim. Mas será que as adaptações observadas dentro de uma categoria provam que novas categorias podem surgir pela evolução? Não.

Considere um exemplo. Nos anos 70, pesquisadores estudaram tentilhões das ilhas Galápagos. Eles notaram que mudanças climáticas fizeram com que os pássaros com bico um pouco maior tivessem mais chance de sobreviver do que os com bico menor. Segundo alguns, isso era prova da evolução. Mas era mesmo ou tinha acontecido apenas uma adaptação? Anos mais tarde, os pássaros com bico menor voltaram a ser a maioria da população de tentilhões. Isso levou Jeffrey Schwartz, professor de antropologia, a concluir que, embora a adaptação possa ajudar uma espécie a sobreviver às mudanças que acontecem, “ela não está criando nada novo”.

 A Bíblia e a teoria da evolução são compatíveis?

A Bíblia diz que Deus ‘criou todas as coisas’. (Apocalipse 4:11) Ele não ‘descansou’ até terminar sua obra criativa. (Gênesis 2:2) Isso quer dizer que Deus não criou um organismo simples e então ficou apenas observando enquanto esse organismo evoluía milhões de anos para produzir seres vivos diferentes, como peixes, macacos e humanos. * Essa ideia, chamada de macroevolução, não reconhece a existência de um Criador. Mas, segundo a Bíblia, alguém “fez os céus, a terra, o mar e tudo o que há neles”. — Êxodo 20:11; Apocalipse 10:6.

“Digno és, Jeová, nosso Deus, de receber a glória, a honra e o poder, porque criaste todas as coisas.” — Apocalipse 4:11.

Para saber mais: A Bíblia diz que as “qualidades invisíveis [de Deus] são claramente vistas desde a criação do mundo, porque são percebidas por meio das coisas feitas”. (Romanos 1:20) Aprender sobre Deus pode dar verdadeiro sentido à vida, pois ele tem um propósito amoroso que beneficiará a todos os que o buscam de modo sincero. (Eclesiastes 12:13; Hebreus 11:6) Para mais informações, visite o site www.jw.org ou entre em contato com as Testemunhas de Jeová. Acesse ENSINOS BÍBLICOS > PERGUNTAS BÍBLICAS RESPONDIDAS.

^ parágrafo 9 No idioma original, o termo bíblico “espécie” tem um significado mais abrangente. Por isso, não deve ser confundido com o que a ciência atualmente considera uma espécie.

^ parágrafo 12 Ao contrário do que os criacionistas afirmam, a Bíblia não apoia a ideia de que Deus criou a Terra em seis dias de 24 horas. Para mais informações, veja as páginas 24-27 da brochura A Vida — Teve um Criador?, publicada pelas Testemunhas de Jeová. Você pode baixá-la gratuitamente no site www.jw.org.