Pular para conteúdo

Pular para sumário

 MATÉRIA DE CAPA | COMO A VIDA SE ORIGINOU?

Uma resposta que vale a pena ser considerada

Uma resposta que vale a pena ser considerada

DEPOIS de considerarem as evidências, muitas pessoas concluem que a vida é produto de uma inteligência superior. Veja o exemplo de Antony Flew, um professor de filosofia que, por um tempo, foi um dos maiores defensores do ateísmo. Ele mudou de opinião quando compreendeu a fascinante complexidade da vida e das leis físicas do Universo. Citando um antigo método de raciocínio, ele escreveu: “Devemos seguir o argumento até onde ele nos levar.” Para o professor Antony Flew, as evidências indicavam a existência de um Criador.

Gerard, já mencionado nesta série de artigos, chegou a uma conclusão parecida. Apesar de seu nível elevado de instrução e de sua carreira como entomólogo, ele disse: “Não vejo nenhuma prova de que a vida tenha surgido de modo espontâneo a partir de matéria sem vida. A ordem e a complexidade dos seres vivos me convenceram de que tem de existir um Organizador e Projetista.”

Da mesma forma que alguém passa a conhecer melhor um artista por examinar seu trabalho, Gerard começou a perceber as qualidades do Criador por estudar a natureza. Gerard também tirou tempo para considerar um livro de autoria do Criador — a Bíblia. (2 Timóteo 3:16) Nesse livro, ele encontrou respostas satisfatórias a perguntas sobre o passado da humanidade e soluções práticas para os problemas que as pessoas enfrentam hoje. Daí, ele se convenceu de que a Bíblia também é produto de uma mente superior.

Assim como Gerard descobriu, as respostas da Bíblia merecem consideração. Incentivamos que você as considere também.