Pular para conteúdo

Pular para sumário

O flagelo bacteriano

O flagelo bacteriano

 Teve um Projeto?

O flagelo bacteriano

● Mesmo visto por meio de um microscópio potente, ele parece minúsculo e insignificante. Foi comparado a um potente motor de popa preso a um barco. O que é o flagelo bacteriano?

Há vários tipos de flagelos (do latim, “açoite”), mas é provável que o bacteriano seja o mais estudado. Preso à parede celular da bactéria, o flagelo gira, permitindo que o micro-organismo vá para frente, para trás, pare e mude de direção. Acredita-se que metade de todas as bactérias conhecidas possui variações de flagelos.

O DNA das bactérias ou de outros micro-organismos contém o “projeto” do flagelo e de sua unidade propulsora. O inteiro sistema é composto por cerca de 40 proteínas, que podem ser comparadas a peças de um motor. Surpreendentemente, ele se monta em apenas 20 minutos!

A publicação The Evolution Controversy diz: “O flagelo bacteriano possui um motor de rotor que gira a uma velocidade de 6 mil a 17 mil rpm. Ainda mais surpreendente é que ele pode mudar de direção com apenas um quarto de rotação e daí girar a 17 mil rpm na outra direção.” A revista New Scientist chama o flagelo bacteriano de “excelente exemplo de um complicado sistema molecular — uma nanomáquina complexa que está além da perícia de qualquer engenheiro humano”.

Os cientistas ficam perplexos com o fato de que o minúsculo flagelo bacteriano monta a si próprio na sequência exata necessária para que todas as 40 partes fiquem encaixadas e funcionem do modo correto.

O que você acha? Será que o flagelo bacteriano surgiu por acaso? Ou teve um projeto?

[Diagrama/Foto na página 24]

(Para o texto formatado, veja a publicação)

Rotor

Bucha

Junta universal

Hélice

Flagelos

[Foto]

Imagem ampliada de uma bactéria

[Créditos]

Bactéria em destaque: © Scientifica/Visuals Unlimited, Inc.; diagrama do flagelo: Fonte de arte, cortesia de www.arn.org