Pular para conteúdo

Pular para sumário

Fé e razão são incompatíveis?

Fé e razão são incompatíveis?

 O Conceito da Bíblia

Fé e razão são incompatíveis?

“A FÉ é a negação da razão”, escreveu o filósofo britânico A. C. Grayling. Essas palavras resumem os sentimentos de inúmeros escritores e filósofos que, no decorrer dos séculos, afirmaram que a fé e a razão são incompatíveis.

Algumas crenças religiosas realmente negam toda razão. Mas pense nisto: ficou provado que muitas crenças científicas defendidas com veemência estavam erradas. No entanto, será que isso quer dizer que todas as crenças científicas estão erradas ou não se baseiam na razão? Então, por que achar que seria diferente com as crenças religiosas? A fé descrita na Bíblia não existe sem conhecimento. De fato, ela é firmemente baseada no conhecimento e na razão. Ao examinar as evidências, veja como a fé verdadeira e a razão são compatíveis.

Fé firmemente baseada na razão

Por exemplo, a Bíblia diz que, para nossa adoração ser “aceitável a Deus”, ela deve ser “um serviço sagrado” prestado com a “faculdade de raciocínio”. Em outras palavras, devemos adorar a Deus “de uma forma digna de seres racionais”. (Romanos 12:1; The Jerusalem Bible) Assim, a fé descrita na Bíblia não é cega e irracional, como se fosse um tiro no escuro. E não é credulidade. É algo que você analisou bastante — resultando em confiança em Deus e em sua Palavra, que é firmemente baseada na razão.

É claro que a razão exige informações exatas. Até mesmo os melhores programas de computador projetados com base em princípios sólidos de lógica apresentarão resultados muito estranhos se forem alimentados com dados incorretos. De modo similar, a qualidade de sua fé depende bastante do que você ouve ou da confiabilidade das informações com as quais você alimenta sua mente. Apropriadamente, a Bíblia diz que “a fé segue à coisa ouvida”. — Romanos 10:17.

Um requisito fundamental para a fé é “um conhecimento exato da verdade”. (1 Timóteo 2:4) Segundo a Bíblia, apenas “a verdade” liberta — isso inclui libertação de crenças enganosas, tanto científicas como religiosas. (João 8:32) A Bíblia nos alerta contra acreditar “em cada palavra”. (Provérbios 14:15) Ela diz que devemos ‘nos certificar de todas as coisas’ — ou questionar as coisas que ouvimos antes de acreditar nelas. (1 Tessalonicenses 5:21) Por que você deveria pesquisar e questionar suas crenças? Porque a fé baseada em falsidades não passa de uma ilusão. Algumas pessoas de ‘mentalidade nobre’ da antiga cidade de Bereia deixaram um excelente exemplo de desenvolver o tipo certo de fé. Embora realmente quisessem acreditar no que os missionários cristãos haviam ensinado, aquelas pessoas fizeram questão de examinar “cuidadosamente as Escrituras, cada dia, quanto a se estas coisas eram assim”. — Atos 17:11.

Como desenvolver fé na Bíblia

Mas e se você tem dúvidas sobre a confiabilidade da Bíblia? Como você pode ter confiança nela como fonte de conhecimento exato? Bem, o que leva você a confiar em alguém? Sem dúvida é por conhecê-lo — por observar como ele se comporta durante certo período e ver os resultados  de sua conduta. Que tal fazer o mesmo com a Bíblia? *

A Bíblia descreve a fé verdadeira como “a expectativa certa de coisas esperadas, a demonstração evidente de realidades, embora não observadas”. (Hebreus 11:1) Fica claro que alguém com fé real está longe de ser ingênuo, pois baseou suas crenças numa análise minuciosa de todas as informações disponíveis. Raciocinar sobre essas informações leva a pessoa a ter a convicção de que até mesmo coisas que não podem ser vistas são realidades.

Mas e se aquilo que você está aprendendo parece contradizer algumas de suas crenças mais importantes? Deveria simplesmente ignorá-lo? É claro que não. É provável que haja situações em que a coisa certa a fazer seja analisar fortes evidências que parecem contradizer suas crenças. Na Bíblia, Deus promete recompensar com conhecimento, discernimento e raciocínio as pessoas que sinceramente buscam a verdade. — Provérbios 2:1-12.

A fé fundamentada nos ensinamentos bíblicos é compatível com a razão. Qual é o tipo da sua fé? Muitas pessoas “herdaram” suas crenças religiosas e nunca pararam para analisá-las a fundo, à base da razão. Não pense que é um desrespeito examinar suas crenças a fim de ‘provar a si mesmo’ que seu modo de pensar está em harmonia com a Palavra de Deus. (Romanos 12:2) A Bíblia nos instrui a ‘provar as expressões inspiradas para ver se se originam de Deus’. (1 João 4:1) Se fizer isso, você estará — mesmo quando suas crenças são questionadas — ‘pronto para fazer uma defesa perante todo aquele que reclamar de você uma razão para a esperança que há em você’. — 1 Pedro 3:15.

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 10 Se precisar de ajuda para encontrar informações confiáveis sobre a Bíblia, escreva aos editores desta revista.

JÁ SE PERGUNTOU?

● A Bíblia desestimula o uso da razão? — Romanos 12:1, 2.

● Que tipo de conhecimento é essencial para desenvolver a fé verdadeira? — 1 Timóteo 2:4.

● O que aprendemos da definição bíblica de fé? — Hebreus 11:1.

[Destaque na página 29]

Deus recompensa a busca sincera pela verdade