Pular para conteúdo

Pular para sumário

O que posso fazer para não ficar tão triste?

O que posso fazer para não ficar tão triste?

 Os Jovens Perguntam

O que posso fazer para não ficar tão triste?

“Sempre que meus amigos estão angustiados, eu os consolo e os ajudo a resolver seus problemas. Mas daí — e poucas pessoas sabem disto —, eu volto para casa, me tranco no quarto e começo a chorar.” — Kelly. *

“Quando estou triste, eu me isolo. Se alguém me convida para sair, invento uma desculpa para não ir. Consigo esconder muito bem minha tristeza de minha família. Eles acham que está tudo bem comigo.” — Henrique.

JÁ SE sentiu alguma vez como Kelly ou Henrique? Em caso afirmativo, não conclua logo que há algo errado com você. Na realidade, todo mundo fica triste de vez em quando. Até mesmo homens e mulheres fiéis da Bíblia se sentiram assim.

Às vezes, você sabe por que está triste; às vezes, não. “Você não precisa estar numa situação horrível para se sentir triste”, diz Anna, de 19 anos. “Esse sentimento pode chegar a qualquer hora, mesmo que não esteja passando por nenhum problema. É estranho, mas acontece!”

Não importa o motivo — ou até mesmo quando parece não haver nenhum —, o que você pode fazer quando se sentir dominado pela tristeza?

Dica 1: Converse com alguém. A Bíblia diz: “O verdadeiro companheiro está amando todo o tempo e é um irmão nascido para quando há aflição.” — Provérbios 17:17.

Kelly: “É incrível como me sinto aliviada depois de uma conversa. Finalmente, alguém sabe pelo que estou passando. É como se essa pessoa jogasse uma corda e me puxasse para fora do poço. Que alívio!”

Sugestão: Escreva abaixo o nome de um “verdadeiro companheiro” com quem você pode se abrir quando a tristeza parecer insuportável.

․․․․․

Dica 2: Coloque no papel. Quando a tristeza tomar conta de você, tente escrever sobre  seus sentimentos. Em seus salmos inspirados, Davi às vezes expressava profunda tristeza. (Salmo 6:6) Fazer isso pode ajudá-lo a ‘resguardar a sabedoria prática e o raciocínio’. — Provérbios 3:21.

Heloísa: “Quando estou triste, fico pensando em muitas coisas, e escrever me ajuda a organizar os pensamentos. Depois que você expressa seus sentimentos e passa a entendê-los melhor, a tristeza diminui.”

Sugestão: Alguns preferem fazer um diário. Se esse for o seu caso, sobre o que poderá escrever? Quando ficar triste, descreva como se sente e o que você acha ser o motivo da tristeza. Um mês depois, leia o que escreveu. Seus sentimentos sobre o assunto mudaram? Se a resposta for sim, escreva o que foi de ajuda.

Dica 3: Ore sobre o assunto. A Bíblia diz que, se você orar sobre suas preocupações, ‘a paz de Deus, que excede todo pensamento, guardará o seu coração’. — Filipenses 4:7.

Ester: “Tentei descobrir por que me sentia tão triste, mas não consegui. Pedi que Jeová me ajudasse a ser feliz. Estava cansada de ficar triste sem motivo. Finalmente, consegui quebrar o ciclo. Nunca subestime o poder da oração!”

Sugestão: Use o Salmo 139:23, 24 como modelo para sua oração. Abra seu coração a Jeová e peça que ele o ajude a identificar o motivo de sua tristeza.

Além dessas sugestões, você pode recorrer à valiosa ajuda da Palavra de Deus. (Salmo 119:105) Encher sua mente com pensamentos edificantes extraídos de relatos bíblicos pode ter um efeito positivo em seus pensamentos, sentimentos e ações. (Salmo 1:1-3) O livro bíblico de Atos contém relatos empolgantes. Mais sugestões de passagens bíblicas edificantes podem ser encontradas nas nove páginas intituladas “Exemplo a seguir”, no livro Os Jovens Perguntam — Respostas Práticas, Volume 2, publicado pelas Testemunhas de Jeová. Entre os personagens bíblicos considerados no livro estão José, Ezequias, Lídia e Davi. Na página 227, você até mesmo verá como o apóstolo Paulo venceu pensamentos negativos que às vezes surgiam por causa de suas imperfeições.

Mas o que fazer se, apesar de seu esforço, a tristeza não passar?

 Quando a tristeza não passa

“Às vezes, de manhã”, conta Ryan, “acho que seria mais fácil ficar na cama do que me levantar e ter mais um dia sem objetivo”. Ryan sofre de depressão clínica, e não é o único. Pesquisas indicam que um em cada quatro jovens sofre de algum tipo de depressão antes de se tornar adulto.

Como você pode descobrir se tem depressão? Alguns sintomas incluem: mudanças drásticas no humor e no comportamento; tendência de se isolar; diminuição do interesse em quase todas as atividades; mudança notável nos hábitos alimentares e no sono; e fortes sentimentos de inutilidade ou de culpa injustificável.

É claro que quase todo mundo tem um ou mais desses sintomas de vez em quando. Mas, se eles continuarem por mais de duas semanas, seria bom conversar com seus pais a respeito de procurar ajuda de um médico, pois ele talvez possa determinar se sua tristeza é causada por fatores clínicos. *

Se você tem depressão clínica, não há motivo para sentir vergonha. Muitos que fizeram um tratamento começaram a se sentir melhor — talvez pela primeira vez em muito tempo! Assim, não importa o motivo de sua tristeza, tenha em mente as palavras consoladoras do Salmo 34:18: “Perto está Jeová dos que têm coração quebrantado; e salva os que têm espírito esmagado.”

Outros artigos da série “Os Jovens Perguntam” estão disponíveis no site www.watchtower.org/ypt

[Nota(s) de rodapé]

^ parágrafo 3 Alguns nomes neste artigo foram mudados.

^ parágrafo 23 Quando a tristeza é prolongada, alguns jovens pensam em tirar a própria vida. Se você já pensou nisso, converse sem demora com um adulto de confiança. — Veja a Despertai! de maio de 2008, páginas 26-28.

PARA VOCÊ PENSAR

Será que é bom chorar?

“Nunca fui de chorar com facilidade, mas ultimamente tenho sentido necessidade de fazer isso em momentos de tristeza. Quando choro, é como se deixasse a tristeza para trás e começasse do zero. Passo a ser mais racional e otimista — consigo me ver feliz no futuro.” — Lilian.

● Como outros podem ajudá-lo a lidar com a tristeza?

“Quando estou triste, evito me isolar. É verdade que eu talvez tenha de ficar sozinha para colocar meus pensamentos em ordem e chorar. Mas, depois disso, sei que preciso da companhia de outros para não pensar mais no que está me deixando triste.” — Cristine.

[Quadro/Fotos na página 21]

O QUE OUTROS JOVENS DIZEM

“Costumo ficar triste quando penso demais em mim mesma. Então, sempre que posso, ajudo outras pessoas. Isso muda meu foco, e assim consigo recuperar minha alegria.”

“Quando sigo uma boa rotina de exercícios, minhas crises de tristeza são menos frequentes porque minha autoestima aumenta. E, visto que gasto muita energia nos exercícios, não sobra nenhuma para me preocupar com sentimentos de tristeza.”

[Fotos]

Drenelle

Rebekah

[Foto na página 22]

Com ajuda e esforço, você pode sair do poço da tristeza