Pular para conteúdo

Pular para sumário

 O Conceito da Bíblia

O que é o Dia do Julgamento?

O que é o Dia do Julgamento?

A Bíblia diz que Deus “fixou um dia em que se propôs julgar . . . a terra habitada”. (Atos 17:31) A ideia de se submeter a qualquer tipo de julgamento não agrada a muitas pessoas. Você também pensa assim?

SE PENSA, pode se sentir tranquilo por saber que o Dia do Julgamento é uma provisão amorosa que resultará em muitas bênçãos à família humana — incluindo pessoas que já morreram. (Mateus 20:28; João 3:16) Por que o Dia do Julgamento é necessário? O que realmente acontecerá nesse “dia”?

O Dia do Julgamento — por que é necessário?

Quando colocou os humanos na Terra, Deus não tinha a intenção de que ela fosse apenas um campo de provas para uma vida futura num outro domínio. Ele os criou para viverem eternamente na Terra. Embora tivessem mentes e corpos perfeitos, o primeiro casal humano se rebelou contra Deus. Por isso, perderam a perspectiva de vida eterna e transmitiram o pecado e a morte a todos os seus descendentes. — Gênesis 2:15-17; Romanos 5:12.

O Dia do Julgamento será um período de mil anos no qual os humanos terão a oportunidade de recuperar o que Adão e Eva perderam. * Note que Atos 17:31, citado acima, diz que o Dia do Julgamento afetará “a terra habitada”. Aqueles que receberem julgamento favorável viverão para sempre na Terra sob condições perfeitas. (Revelação [Apocalipse] 21:3, 4) Assim, o Dia do Julgamento terá um papel importante na realização do propósito original de Deus para os humanos e a Terra.

O Juiz designado por Deus é Cristo Jesus. A Bíblia diz que Jesus ‘julgará os vivos e os mortos’. (2 Timóteo 4:1) Quem são “os vivos” que serão julgados? E como “os mortos” voltarão a viver na “terra habitada”?

Jesus julgará “os vivos”

Estamos agora nos aproximando do predito fim deste sistema, quando Deus destruirá  todos os elementos da sociedade humana corrupta e eliminará os maus. Os sobreviventes do fim deste sistema são “os vivos” que serão julgados. — Revelação 7:9-14; 19:11-16.

Durante esses mil anos de julgamento, Cristo Jesus e 144 mil homens e mulheres ressuscitados para a vida celestial reinarão sobre a Terra. Eles atuarão como reis e sacerdotes, aplicando os benefícios do sacrifício resgatador de Jesus e levando progressivamente os humanos fiéis à perfeição física e mental. — Revelação 5:10; 14:1-4; 20:4-6.

Durante o Dia do Julgamento, Satanás e seus demônios serão impedidos de influenciar a humanidade. (Revelação 20:1-3) No entanto, no fim do Dia do Julgamento, será permitido que Satanás teste a lealdade de cada pessoa na Terra. As que permanecerem leais a Deus terão passado no teste que Adão e Eva falharam. Serão consideradas dignas de receber vida eterna no Paraíso restaurado na Terra. Aquelas que se rebelarem contra Deus terão o mesmo fim de Satanás e seus demônios: destruição eterna. — Revelação 20:7-9.

O julgamento dos “mortos”

A Bíblia diz que os mortos “se levantarão” durante o Dia do Julgamento. (Mateus 12:41) Jesus disse: “Vem a hora em que todos os que estão nos túmulos memoriais ouvirão a sua voz e sairão, os que fizeram boas coisas, para uma ressurreição de vida, os que praticaram coisas ruins, para uma ressurreição de julgamento.” (João 5:28, 29) Isso não se refere a uma alma separada do corpo de alguém que morreu. Os mortos estão totalmente inconscientes e não têm uma alma que sobrevive à morte. Jesus trará os adormecidos na morte de volta à vida na Terra. — Eclesiastes 9:5; João 11:11-14, 23, 24.

Será que o julgamento dos ressuscitados se baseará no que eles fizeram antes de morrer? Não. A Bíblia ensina que “aquele que morreu foi absolvido do seu pecado”. (Romanos 6:7) Assim, iguais aos sobreviventes do fim deste sistema, os ressuscitados para a vida na Terra serão julgados “segundo as suas ações” durante o Dia do Julgamento. (Revelação 20:12, 13) Dependendo do resultado de suas ações, a ressurreição das pessoas resultará ou em vida eterna ou em destruição. Muitos dos ressuscitados aprenderão pela primeira vez sobre Jeová Deus e seus requisitos para a vida. Terão a oportunidade de viver em harmonia com a vontade de Deus e receber vida eterna na Terra.

Não há motivo para ter medo

O Dia do Julgamento não será apenas um período de instrução da parte de Deus, mas também um período para os vivos aplicarem o que aprenderam e desfrutarem das bênçãos resultantes disso. Imagine só a alegria de reencontrar parentes e amigos ressuscitados e caminhar com eles rumo à perfeição!

Imagine só a alegria de reencontrar parentes e amigos ressuscitados

Deus permitirá que Satanás teste a lealdade dos humanos no fim do Dia do Julgamento. Mas não é preciso ficar ansioso ou ter medo. Quando isso acontecer, todas as pessoas estarão plenamente preparadas para enfrentar esse teste final. Assim, o Dia do Julgamento faz parte da realização do propósito de Deus de desfazer todos os efeitos da rebelião contra Ele no jardim do Éden.

^ parágrafo 7 Na Bíblia, a palavra “dia” pode se referir a períodos de durações diferentes. Veja, por exemplo, Gênesis 2:4.