Pular para conteúdo

Pular para sumário

A ciência imita os maravilhosos projetos da natureza

A ciência imita os maravilhosos projetos da natureza

 A ciência imita os maravilhosos projetos da natureza

Crianças que começam a andar freqüentemente tropeçam e batem a cabeça. Quando ficam mais velhas, caem de árvores e de bicicletas. Jogadores dão trombadas em campo. Motoristas sofrem inúmeros acidentes de trânsito. Mas apesar dessas quedas, batidas e choques, na maioria das vezes escapamos sem ferimentos graves. Em geral, não damos muita importância à resistência e à flexibilidade de nosso corpo. Mas como os cientistas estão começando a descobrir, todo o nosso corpo revela um projeto brilhante.

NA NATUREZA é comum esta combinação de força, resistência e peso relativamente baixo. Plantinhas surgem em fissuras de concreto e de rochas e abrem grandes fendas à medida que crescem e se tornam árvores viçosas. As árvores, por sua vez, podem resistir a ventos que derrubam postes de transmissão de energia elétrica e casas. Quando furam a madeira, os pica-paus submetem a cabeça a forças que transformariam o cérebro de outras criaturas em mingau. O couro dos crocodilos e dos aligatores pode desviar lanças, flechas e até balas. (Note Jó 41:1, 26.) Há milhares de anos essas coisas deixam os humanos admirados e perplexos.

Nos últimos 40 anos, grandes avanços na tecnologia forneceram aos cientistas novos instrumentos para estudar os segredos por trás desses projetos, muitos dos quais estão ocultos no interior das células vivas. Nessa escala microscópica, a qualidade do projeto é realmente impressionante e a complexidade, admirável. O objetivo da ciência, porém, não é apenas revelar os segredos por trás dos notáveis materiais da natureza, mas copiá-los, pelo menos em sua concepção. Esse campo de estudo é tão promissor que resultou na criação de uma nova ciência chamada biomimética (do grego, bíos, que significa “vida” e mímesis, que significa “imitação”).

A biomimética promete um mundo melhor

“Biomimética é o estudo das estruturas biológicas [e] suas funções”, explica o livro Biomimetics: Design and Processing of Materials (Biomimética: Projeto e Processamento de Materiais). O livro acrescenta que o objetivo desse estudo é ‘estimular novas idéias e desenvolvê-las em sistemas sintéticos similares aos encontrados nos sistemas biológicos’.

O cientista Stephen Wainwright diz que a “biomimética sobrepujará a biologia molecular e a substituirá como a mais desafiadora e importante ciência biológica do século 21”. O professor Mehmet Sarikaya afirma: “Estamos no limiar de uma revolução de materiais equivalente à que houve na Idade do Ferro e à Revolução Industrial. Estamos entrando rapidamente numa nova era de materiais. Acho que, dentro de um século, a biomimética modificará significativamente nosso modo de vida.”

De fato, como veremos, ela já começou a modificar o nosso mundo. Mas primeiro vamos dar uma olhada em algumas maravilhas ainda incompreendidas que os cientistas tentam desvendar. Analisaremos também as grandes implicações por trás da palavra “projeto” e veremos como isso nos ajuda a entender o impressionante mundo que nos rodeia.