Pular para conteúdo

Pular para sumário

A célula da levedura é incrivelmente complexa e tem um núcleo bem organizado com DNA. Ela é equipada com máquinas microscópicas que organizam, transportam e modificam moléculas. Cada um desses passos é fundamental para que esse organismo continue vivendo.

O que a vida nos diz

O que a vida nos diz

À nossa volta existem muitos seres vivos que crescem, se movem e se multiplicam. Eles fazem de nosso planeta um lugar bonito e único. E hoje o homem sabe mais sobre os seres vivos do que nunca antes. O que a vida nos diz sobre como ela começou? Pense no seguinte.

A complexidade dos seres vivos indica que eles foram projetados. Os seres vivos são formados de pequeníssimas partes chamadas células. Como minifábricas, as células realizam milhares de tarefas extremamente complexas para sustentar e reproduzir a vida. E isso acontece até mesmo nas formas de vida mais simples. Por exemplo, pense no fermento usado pelos padeiros. Ele é, na verdade, formado por levedura, um tipo de fungo que tem apenas uma célula. Comparada com a célula humana, a célula da levedura pode parecer bem simples. Mas ela é incrivelmente complexa. A célula da levedura tem um núcleo bem organizado com DNA. Ela é equipada com “máquinas” microscópicas que organizam, transportam e modificam moléculas. Cada um desses passos é fundamental para que esse organismo continue vivendo. Quando a célula da levedura fica sem alimento, ela diminui o seu ritmo e fica inativa, como se tivesse ido dormir. É por isso que o fermento pode ficar guardado por um bom tempo. Quando ele é usado para fazer pão, a célula da levedura volta a ficar ativa.

Os cientistas estão estudando a célula da levedura já por muitos anos para conseguir entender melhor como as células humanas funcionam. Mas eles ainda têm um longo caminho pela frente. Ross King, professor de inteligência artificial da Universidade de Tecnologia Chalmers, na Suécia, diz: “Infelizmente, não temos biólogos o suficiente nem mesmo para entender como uma célula tão simples como a da levedura funciona.”

 O que você acha? Será que a complexidade de uma célula tão minúscula como a da levedura não é um sinal de que existe um projeto? Ou será que essa célula poderia ter surgido sem um projetista?

Vida só pode surgir a partir de vida. O DNA é formado por moléculas chamadas nucleotídeos. Cada célula humana tem 3,2 bilhões de nucleotídeos. Eles criam um código específico que diz à célula como fabricar enzimas e proteínas.

A chance de o mais simples dos filamentos de nucleotídeos conseguir formar sozinho o código correto seria de 1 em 10150 (1 seguido de 150 zeros). Ou seja, a chance de isso acontecer é praticamente impossível.

A verdade é que nenhum experimento científico conseguiu provar que a vida pode surgir sozinha a partir de matéria não viva.

A vida humana é única. Nós, humanos, temos habilidades que nos permitem aproveitar a vida ao máximo — habilidades que nenhuma outra espécie tem. Nós temos a capacidade de criar, de socializar e de sentir. Nós temos a capacidade de perceber e de gostar de sabores, cheiros, sons, cores e paisagens. Nós fazemos planos para o nosso futuro e buscamos um objetivo na vida.

O que você acha? Será que essas características apenas evoluíram em nós porque precisávamos delas para sobreviver e nos reproduzir? Ou será que elas indicam que a vida é um presente de um Criador que nos ama?