Pular para conteúdo

Pular para sumário

Cidade de Astana

 PAÍSES E POVOS

Uma visita ao Cazaquistão

Uma visita ao Cazaquistão

NO PASSADO, o povo do Cazaquistão, chamado cazaque, não morava num lugar fixo. Até hoje, alguns pastores do Cazaquistão levam seus animais para lugares diferentes de acordo com a época do ano. No verão, eles levam o rebanho para pastar nas montanhas. Daí, quando o inverno e a neve chegam, eles descem as montanhas em direção a lugares mais quentes.

Alguns cazaques moram em cidades bem desenvolvidas e modernas. Ainda assim, muitas das suas tradições, comidas e artesanatos lembram os costumes dos cazaques do passado. Os cazaques têm uma riqueza cultural muito grande, como poesias e músicas tocadas em instrumentos feitos na região.

 A iurta, que é um tipo de casa portátil bem comum entre os nômades, se tornou uma marca registrada de pessoas que respeitam a natureza. Os pastores preferem morar em iurtas, e os cazaques que moram nas cidades grandes geralmente usam as iurtas em ocasiões especiais. Os turistas gostam de ficar hospedados nelas. E muitas mulheres cazaques usam as iurtas para expor os belos tapetes que elas produzem e os produtos que elas bordam e tecem.

O interior de uma iurta

As famílias cazaques que moram no interior dão muito valor aos seus cavalos. No idioma cazaque, existem pelo menos 21 palavras para se referir aos cavalos, cada uma com um significado um pouco diferente. Além disso, existem mais de 30 palavras e expressões para descrever a cor do pelo dos cavalos. Até hoje, o cavalo é um presente bem caro e especial. No interior, os meninos aprendem a andar a cavalo desde pequenos.

No Cazaquistão, as refeições sempre incluem carne e geralmente são sem pimenta. Uma das bebidas preferidas dos cazaques é o koumiss, que é feito de leite de égua e que, segundo os cazaques, é muito bom para a saúde. Outra bebida bem comum é o shubat, feito de leite de camelo.

O que acha de visitar a sede das Testemunhas de Jeová no Cazaquistão, que fica na cidade de Almaty? Você será muito bem-vindo.

O leopardo-das-neves passa o verão no alto das montanhas do Cazaquistão