Pular para conteúdo

Pular para sumário

 MATÉRIA DE CAPA | A INCRÍVEL HISTÓRIA DE SOBREVIVÊNCIA DA BÍBLIA

A Bíblia sobreviveu aos efeitos do tempo

A Bíblia sobreviveu aos efeitos do tempo

A AMEAÇA: Os principais materiais usados pelos escritores e copistas da Bíblia eram papiro e pergaminho. * (2 Timóteo 4:13) Por que esses materiais colocaram em risco a sobrevivência da Bíblia?

O papiro é um material frágil, que rasga e desbota facilmente. Richard Parkinson e Stephen Quirke, que estudam o Egito antigo, dizem: “Uma folha de papiro pode se deteriorar a ponto de restar apenas fibras ou pó. Quando fica guardado, o rolo pode criar mofo ou se decompor por causa da umidade. Também pode virar comida de roedores e insetos, principalmente cupins.” Alguns papiros que foram expostos a muita luz ou umidade acabaram se deteriorando mais rápido.

O pergaminho dura mais que o papiro, mas ele também se deteriora se for manuseado incorretamente ou exposto a luz, umidade e temperaturas extremas. * O pergaminho também é um prato cheio para os insetos. Por isso, o livro A Escrita do Dia a Dia no Leste Greco-Romano, * em inglês, diz sobre a preservação de escritos antigos: “A sobrevivência é a exceção, não a regra.” Se a Bíblia tivesse se deteriorado, sua mensagem jamais teria chegado até nós.

COMO A BÍBLIA SOBREVIVEU: A lei dos judeus obrigava todo rei a ‘escrever, num livro, uma cópia da Lei’, ou seja, os cinco primeiros livros da Bíblia. (Deuteronômio 17:18) Além disso, copistas profissionais fizeram muitas cópias da Bíblia. Tanto que, na época de Jesus, havia manuscritos em sinagogas de todo o Israel e até em lugares bem distantes, como a Macedônia. (Lucas 4:16, 17; Atos 17:11) Como alguns manuscritos conseguiram sobreviver até nossos dias?

Manuscritos conhecidos como Rolos do Mar Morto passaram séculos guardados em vasos de argila, em cavernas, numa região de clima seco

Philip W. Comfort, especialista no Novo Testamento, diz: “Os judeus costumavam guardar rolos da Bíblia em jarros ou vasos, para preservá-los.” Tudo indica que os cristãos também faziam isso. Alguns manuscritos da Bíblia foram descobertos em regiões muito secas, guardados em vasos de argila e em quartos escuros e cavernas.

RESULTADO: Até hoje existem milhares de pedaços de manuscritos da Bíblia — alguns com mais de 2 mil anos! Nenhuma outra obra do passado possui tantos manuscritos antigos assim.

^ parágrafo 3 O papiro é um material feito de uma planta aquática que também se chama papiro. O pergaminho é feito com a pele de animais.

^ parágrafo 5 Por exemplo, o documento oficial da Declaração de Independência dos Estados Unidos foi escrito em um pergaminho. Hoje, menos de 250 anos depois, ele está tão desbotado que é quase impossível ler o que está escrito.

^ parágrafo 5 Título original: Everyday Writing in the Graeco-Roman East.