Pular para conteúdo

Pular para sumário

Perguntas dos Leitores

Perguntas dos Leitores

O apóstolo Paulo escreveu que Jeová ‘não deixará que sejamos tentados além do que podemos suportar’. (1 Cor. 10:13) Será que isso significa que Jeová determina o que cada um pode aguentar e então escolhe os problemas que vamos enfrentar?

Para entender melhor o que está envolvido nessa pergunta, veja o seguinte exemplo: O filho de um irmão cometeu suicídio. Então o irmão se pergunta: ‘Será que Jeová decidiu que eu e minha esposa íamos conseguir suportar o suicídio do nosso filho e por isso permitiu que passássemos por essa situação?’ Será que temos motivos para acreditar que Deus controla tudo o que acontece na nossa vida?

A Bíblia não nos dá motivos para acreditar que Jeová determina quais dificuldades podemos suportar e que, a partir disso, ele escolhe o que vamos enfrentar. Uma consideração mais profunda de 1 Coríntios 10:13 nos ajuda a entender isso. Mas, antes, veja quatro motivos que nos levam a essa conclusão.

Primeiro, Jeová deu aos humanos a liberdade de escolha. Jeová quer que a gente escolha por contra própria o que vamos fazer da nossa vida. (Deut. 30:19, 20; Jos. 24:15) Se escolhemos fazer o que é certo, podemos esperar que Jeová oriente a nossa vida. (Pro. 16:9) Mas, se escolhemos fazer o que é errado, vamos ter que arcar com as consequências. (Gál. 6:7) Pense bem: se fosse Jeová quem escolhesse nossas dificuldades, será que poderíamos dizer que temos total liberdade de escolha?

Segundo, Jeová não nos livra do ‘tempo e do imprevisto’. (Ecl. 9:11) Graves acidentes — talvez com sérias consequências — podem acontecer simplesmente porque estamos no lugar errado, na hora errada. Jesus falou de uma tragédia que matou 18 pessoas quando uma torre caiu em cima delas. O que ele disse mostra que essas coisas não acontecem porque Deus quer. (Luc. 13:1-5) Então, não faz o menor sentido pensar que Deus determina com antecedência quem vai viver e quem vai morrer por causa de imprevistos.

Terceiro, cada um de nós está envolvido na questão da integridade. Lembre-se que Satanás duvidou da nossa integridade. Ele disse que nenhum servo de Jeová continuaria leal quando  passasse por dificuldades. (Jó 1:9-11; 2:4; Apo. 12:10) Agora imagine se Jeová nos impedisse de enfrentar algumas dificuldades porque ele acha que não podemos suportá-las. Se Jeová fizesse isso, ele estaria apoiando o que Satanás disse — que serviríamos a Deus apenas enquanto isso fosse fácil.

Quarto, Jeová não prevê tudo o que vai acontecer com a gente. Se Deus escolhesse nossas dificuldades, então ele teria que saber tudo sobre nosso futuro. Mas essa ideia não está na Bíblia. É verdade que Deus tem a capacidade de prever o futuro. (Isa. 46:10) Mas a Bíblia mostra que Deus escolhe quando vai fazer isso. (Gên. 18:20, 21; 22:12) Ele usa sua capacidade de prever o futuro sem desrespeitar nossa liberdade de escolha. E não é isso o que podemos esperar de um Deus que respeita nossa liberdade e mostra perfeito equilíbrio em tudo o que faz? — Deut. 32:4; 2 Cor. 3:17.

Então, como devemos entender as palavras de Paulo: “Deus . . . não deixará que vocês sejam tentados além do que podem suportar”? Nesse texto, Paulo descreve o que Jeová faz durante as dificuldades, * e não antes. As palavras de Paulo nos dão a certeza de que, não importa que dificuldades vamos enfrentar, Jeová sempre vai nos ajudar se confiarmos nele. (Sal. 55:22) Essas palavras animadoras se baseiam em duas verdades básicas.

Primeira, as dificuldades que enfrentamos são “comuns aos homens”. Isso significa que outras pessoas já enfrentaram as mesmas dificuldades que nós. Essas dificuldades não são impossíveis de suportar, mas para isso precisamos buscar a ajuda de Deus. (1 Ped. 5:8, 9) Um pouco antes de 1 Coríntios 10:13, Paulo fala sobre as dificuldades que o povo de Israel enfrentou no deserto. (1 Cor. 10:6-11) Aquelas dificuldades podiam ter acontecido com qualquer pessoa, e os israelitas podiam ter se mantido fiéis. Mas, como Paulo falou quatro vezes, “alguns deles” foram desobedientes. Eles se deixaram levar por seus desejos errados porque não confiaram na ajuda de Jeová.

Segunda, “Deus é fiel”. No decorrer da história, Deus sempre mostrou seu amor leal pelos que “o amam e guardam os seus mandamentos”. (Deut. 7:9) Além disso, a Bíblia mostra que ele sempre cumpre suas promessas. (Jos. 23:14) Assim, quando enfrentam dificuldades, os que amam a Jeová e são obedientes a ele podem confiar que ele vai cumprir as duas promessas a seguir: (1) ele não vai deixar que uma dificuldade fique tão ruim a ponto de não conseguirmos suportar, e (2) ele “providenciará a saída” para as dificuldades.

Jeová ‘nos consola durante todas as nossas provações’

Como Jeová providencia a saída para as nossas dificuldades? É claro que, se for da vontade de Jeová, ele pode simplesmente remover o problema. Mas lembre-se do que Paulo disse: “Ele [Jeová] também providenciará a saída, para que a possam suportar.” Assim, muitas vezes a ‘saída que Jeová providencia’ é nos dar a ajuda que precisamos para suportar as dificuldades. Veja de que maneiras Jeová faz isso:

  • Ele “nos consola em todas as nossas provações”. (2 Cor. 1:3, 4) Jeová pode acalmar nossa mente, nosso coração e nossas emoções por meio da sua Palavra, do seu espírito santo e da instrução bíblica que recebemos por meio do escravo fiel. — Mat. 24:45; João 14:16, nota; Rom. 15:4.

  • Ele pode nos orientar por meio do seu espírito santo. (João 14:26) Quando enfrentamos dificuldades, o espírito santo pode nos ajudar a lembrar de exemplos e princípios bíblicos que nos ajudarão a agir com sabedoria.

  • Ele pode usar anjos para nos ajudar. — Heb. 1:14.

  • Ele pode usar os irmãos para nos dar apoio. As palavras e ações deles podem ser uma “fonte de grande consolo”. — Col. 4:11.

Então, resumindo, como devemos entender as palavras de Paulo em 1 Coríntios 10:13? Jeová não escolhe as dificuldades que vamos enfrentar. Mas, quando elas surgirem, podemos ter certeza do seguinte: se confiarmos em Jeová, ele nunca vai deixar as dificuldades passarem do limite que o ser humano pode aguentar. E ele sempre vai mostrar uma saída para que possamos suportá-las. Como é bom saber disso!

^ parágrafo 2 A palavra grega traduzida como “tentação” pode significar “teste”, “provação”.