Pular para conteúdo

Pular para sumário

 CAPÍTULO 76

Ele toma uma refeição com um fariseu

Ele toma uma refeição com um fariseu

LUCAS 11:37-54

  • JESUS CONDENA OS FARISEUS HIPÓCRITAS

Quando está na Judeia, Jesus aceita o convite para tomar uma refeição com um fariseu, provavelmente durante o dia. (Lucas 11:37, 38; veja Lucas 14:12.) Antes de comer, os fariseus seguem o ritual de lavar as mãos até os cotovelos. Mas Jesus não faz isso. (Mateus 15:1, 2) Lavar as mãos desse modo não é uma violação da Lei de Deus, mas não é algo que Deus exige.

Esse fariseu fica surpreso porque Jesus não segue essa tradição. Jesus percebe isso e diz: “Ora, vocês, fariseus, limpam por fora o copo e o prato, mas por dentro estão cheios de ganância e de maldade. Insensatos! Aquele que fez o exterior também fez o interior, não fez?” — Lucas 11:39, 40.

Mas lavar as mãos antes de comer não é o problema, e sim a hipocrisia religiosa. Os fariseus e outros que seguem o ritual de lavar as mãos não purificam seu coração da maldade. Por isso, Jesus os aconselha: “Deem aos pobres do que está no íntimo, e então tudo a respeito de vocês será limpo.” (Lucas 11:41) Assim, a ação de dar deve ser motivada por um coração amoroso, não pelo desejo de impressionar outros por fingir ser justo.

Jesus não quer dizer que esses homens não praticam o dar. Ele diz: “[Vocês] dão o décimo da hortelã, da arruda e de todas as outras ervas, mas desconsideram a justiça e o amor a Deus! Essas coisas vocês tinham a obrigação de fazer, mas sem desconsiderar as outras.” (Lucas 11:42) A Lei de Deus exige o pagamento do dízimo (a décima parte) da colheita. (Deuteronômio 14:22) Isso inclui a hortelã e a arruda, ervas ou plantas usadas como tempero. Os fariseus pagam rigorosamente o décimo dessas ervas. Mas e os requisitos mais importantes da Lei, como praticar a justiça e ser modestos perante Deus? — Miqueias 6:8.

Jesus continua: “Ai de vocês, fariseus, porque amam os primeiros assentos nas sinagogas e os cumprimentos nas praças públicas! Ai de vocês, porque são como aquelas sepulturas que não são facilmente vistas, e os homens andam sobre elas sem saber!” (Lucas 11:43, 44) As pessoas podem tropeçar nessas sepulturas e ficar cerimonialmente impuras. Jesus usa isso para deixar claro que a impureza dos fariseus não é evidente. — Mateus 23:27.

Um homem perito na Lei de Deus reclama: “Instrutor, dizendo essas coisas, o senhor também insulta a nós.” Mas eles precisam entender que não estão ajudando as pessoas. Jesus diz: “Ai de vocês também, peritos na Lei, porque põem sobre os homens cargas difíceis de levar, mas vocês mesmos não tocam nas cargas nem com um só dedo! Ai de vocês, porque constroem os túmulos dos profetas, mas os seus antepassados os mataram!” — Lucas 11:45-47.

As cargas sobre as quais Jesus está falando se referem às tradições orais e à interpretação da Lei pelos fariseus. Esses homens não facilitam a vida das pessoas. Insistem que todos sigam suas tradições, que se tornam cargas pesadas para o povo. Seus ancestrais mataram os profetas de Deus, desde Abel. Agora constroem sepulturas para os profetas, fazendo parecer que os honram quando, na verdade, imitam a atitude e as ações de seus antepassados. Querem até mesmo matar o principal Profeta de Deus. Jesus diz que Deus vai ajustar contas com essa geração. E isso acontece uns 38 anos depois, em 70 EC.

Então Jesus diz: “Ai de vocês, peritos na Lei, porque se apoderaram da chave do conhecimento. Vocês mesmos não entraram e tentam impedir os que estão entrando!” (Lucas 11:52) Esses homens, que deviam ensinar o significado da Palavra de Deus, tiram a oportunidade de as pessoas a conhecerem e entenderem.

Os fariseus e os escribas ficam furiosos. Enquanto Jesus está saindo, se opõem a ele e o enchem de perguntas. Mas não fazem isso porque querem aprender. Eles querem induzir Jesus a dizer algo que lhes dê motivo para prendê-lo.