Pular para conteúdo

Pular para sumário

 CAPÍTULO 48

Apesar dos milagres, ele é rejeitado em Nazaré

Apesar dos milagres, ele é rejeitado em Nazaré

MATEUS 9:27-34; 13:54-58 MARCOS 6:1-6

  • JESUS CURA CEGOS E MUDOS

  • AS PESSOAS DE NAZARÉ O REJEITAM

Jesus está tendo um dia bem ocupado. Depois de voltar da região de Decápolis, ele curou a mulher com o fluxo de sangue e ressuscitou a filha de Jairo. Mas o dia ainda não acabou. Quando Jesus sai da casa de Jairo, dois cegos vão atrás dele, gritando: “Tenha misericórdia de nós, Filho de Davi.” — Mateus 9:27.

Ao chamar Jesus de “Filho de Davi”, esses homens indicam que acreditam que Jesus é o herdeiro do trono de Davi e, portanto, o Messias. Jesus parece ignorar o pedido deles, talvez para ver se são persistentes, e eles são mesmo. Quando Jesus entra em uma casa, os dois homens vão atrás e também entram. Jesus lhes pergunta: “Vocês têm fé em que eu posso fazer isso?” E eles respondem com confiança: “Sim, Senhor.” Então Jesus toca nos olhos deles e diz: “Que lhes aconteça segundo a sua fé.” — Mateus 9:28, 29.

E de repente eles começam a enxergar! Jesus pede que não contem a ninguém o que ele fez, assim como já pediu a outros. Mas, como eles estão muito felizes, mais tarde falam sobre ele em toda a parte.

Enquanto os dois homens estão indo embora, as pessoas trazem um homem que não consegue falar porque está endemoninhado. Jesus expulsa o demônio, e no mesmo instante o homem começa a falar. As multidões ficam maravilhadas e dizem: “Nunca se viu nada igual em Israel.” Mas os fariseus também estão presentes. Eles não podem negar os milagres de Jesus, assim voltam a acusá-lo, dizendo o seguinte sobre quem está por trás do seu poder: “É pelo governante dos demônios que ele expulsa os demônios.” — Mateus 9:33, 34.

Pouco depois, Jesus volta para Nazaré, sua cidade, agora com seus discípulos. Cerca de um ano antes, ele ensinou na sinagoga dessa cidade. No início, as pessoas ficaram maravilhadas com o que ele disse, mas depois ficaram ofendidas por causa dos seus ensinamentos e tentaram matá-lo. Agora ele tenta ajudar de novo seus anteriores vizinhos.

No sábado, ele volta à sinagoga para ensinar. Muitos estão maravilhados e perguntam: “Onde este homem obteve essa sabedoria e essa habilidade de realizar obras poderosas? Não é este o filho do carpinteiro? Sua mãe não se chama Maria e seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas? E não estão todas as suas irmãs conosco? Então, onde ele obteve tudo isso?” — Mateus 13:54-56.

Eles pensam que Jesus é um homem como eles: ‘Nós o vimos crescer, então como ele pode ser o Messias?’ Por isso, apesar de todas as evidências, incluindo a grande sabedoria de Jesus e suas obras poderosas, eles o rejeitam. Visto que os parentes de Jesus o conhecem desde pequeno, também tropeçam por causa disso. Assim, ele diz: “Um profeta não fica sem honra a não ser na sua própria terra e na sua própria casa.” — Mateus 13:57.

Jesus fica admirado com a falta de fé deles. Por isso, não realiza nenhum milagre ali, “a não ser pôr as mãos sobre alguns doentes e curá-los”. — Marcos 6:5, 6.