Pular para conteúdo

Pular para sumário

 CAPÍTULO 50

Preparados para pregar apesar de perseguição

Preparados para pregar apesar de perseguição

MATEUS 10:16–11:1 MARCOS 6:12, 13 LUCAS 9:6

  • JESUS TREINA E ENVIA OS APÓSTOLOS

Os apóstolos de Jesus saem em pares, e ele lhes dá boas instruções sobre como realizar a obra de pregação. Mas, de modo bondoso, também os alerta sobre os opositores: “Eu os envio como ovelhas no meio de lobos . . . Tenham cuidado com os homens, pois eles os entregarão aos tribunais locais e os açoitarão nas sinagogas deles. E vocês serão levados diante de governadores e reis, por minha causa.” — Mateus 10:16-18.

Os seguidores de Jesus podem enfrentar forte perseguição, mas ele lhes faz uma promessa consoladora: “Quando entregarem vocês, não fiquem preocupados com o que falar ou como falar, porque naquela hora lhes será dado o que falar. Pois quem fala não são apenas vocês, mas é o espírito do seu Pai que fala por meio de vocês.” Jesus continua: “Irmão entregará irmão à morte, e o pai ao seu filho, e os filhos se levantarão contra os pais e farão com que sejam mortos. E vocês serão odiados por todos, por causa do meu nome. Mas quem perseverar até o fim será salvo.” — Mateus 10:19-22.

Visto que a pregação é a atividade mais importante, Jesus destaca a necessidade de seus seguidores serem prudentes a fim de continuarem livres para realizar essa obra. Ele diz: “Quando os perseguirem numa cidade, fujam para outra; pois eu lhes digo a verdade: Vocês de modo algum percorrerão todas as cidades de Israel antes de chegar o Filho do Homem.” — Mateus 10:23.

Certamente, Jesus dá importantes instruções, avisos e encorajamento aos seus 12 apóstolos. Mas entendemos que essas palavras também são dirigidas aos que participarão na obra de pregação depois da morte e da ressurreição de Jesus. Isso fica claro por ele dizer que seus discípulos serão “odiados por todos”, não apenas por aqueles a quem os apóstolos estão sendo enviados para pregar. Além disso, não há relatos sobre os apóstolos serem levados perante governadores e reis durante essa breve campanha de pregação na Galileia nem de eles serem entregues à morte pela sua família.

Então fica claro que Jesus está pensando no futuro ao dizer aos apóstolos que seus seguidores não conseguirão pregar em todos os lugares “antes de chegar o Filho do Homem”. Com isso, Jesus quer dizer que seus discípulos não terminarão a obra de pregação sobre o Reino de Deus antes de o glorificado Rei Jesus Cristo vir como juiz enviado por Deus.

Os apóstolos não devem ficar surpresos se enfrentarem oposição enquanto realizam a obra de pregação, pois Jesus diz: “O discípulo não está acima do seu instrutor, nem o escravo acima do seu senhor.” Jesus está sendo bem claro. Eles serão maltratados e perseguidos por pregar o Reino de Deus assim como já acontece com Jesus. Mas ele os aconselha: “Não fiquem com medo dos que matam o corpo, mas não podem matar a alma; em vez disso, temam aquele que pode destruir na Geena tanto a alma como o corpo.” — Mateus 10:24, 28.

Jesus deu um bom exemplo nesse sentido. Em vez de ser desleal a Jeová, a fonte de todo o poder, ele enfrentou a morte com coragem. É o Deus Todo-Poderoso que pode destruir a “alma” de alguém (sua esperança de vida futura) ou ressuscitá-lo para a vida eterna. Isso deve ter sido consolador para os apóstolos!

Jesus ilustra o cuidado amoroso que Deus tem por seus seguidores: “Não se vendem dois pardais por uma moeda de pequeno valor? Contudo, nem mesmo um deles cairá no chão sem o conhecimento do Pai de vocês. . . . Portanto, não tenham medo; vocês valem mais do que muitos pardais.” — Mateus 10:29, 31.

A mensagem que os discípulos de Jesus pregam irá dividir famílias, alguns aceitarão, outros não. Jesus explica: “Não pensem que vim trazer paz à terra.” Então exige coragem para um membro da família aceitar a verdade da Bíblia. Mas ele continua: “Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim.” — Mateus 10:34, 37.

Mas alguns receberão bem seus discípulos. Ele diz: “Quem der a um destes pequenos ainda que seja um copo de água fria para beber, porque ele é discípulo, garanto a vocês que de modo algum perderá a sua recompensa.” — Mateus 10:42.

Bem preparados com as instruções, os avisos e o encorajamento dados por Jesus, os apóstolos saem e viajam pela região, “de aldeia em aldeia, declarando as boas novas e realizando curas em toda a parte”. — Lucas 9:6.