Pular para conteúdo

Pular para sumário

 CAPÍTULO 58

Ele multiplica pães e alerta contra o fermento

Ele multiplica pães e alerta contra o fermento

MATEUS 15:32–16:12 MARCOS 8:1-21

  • JESUS ALIMENTA 4 MIL HOMENS

  • ELE ALERTA CONTRA O FERMENTO DOS FARISEUS

Multidões se juntam em volta de Jesus na região de Decápolis, ao leste do mar da Galileia. Elas vêm para ouvi-lo e ser curadas, e trazem grandes cestos com alimentos.

Mas, algum tempo depois, Jesus diz a seus discípulos: “Tenho pena da multidão, porque já estão comigo há três dias, e eles não têm nada para comer. Se eu os mandar para casa com fome, desfalecerão na estrada, e alguns deles vieram de longe.” Os discípulos perguntam: “Onde alguém poderia encontrar neste lugar isolado pão suficiente para satisfazê-los?” — Marcos 8:2-4.

Jesus diz: “Quantos pães vocês têm?” Os discípulos respondem: “Sete, e alguns peixinhos.” (Mateus 15:34) Então Jesus pede que as pessoas se sentem no chão. Ele pega os pães e os peixes, faz uma oração a Deus e os entrega aos discípulos para que os distribuam. E todos comem até ficar satisfeitos! Os pedaços que sobram são recolhidos e enchem sete cestos grandes. Nessa ocasião, cerca de 4 mil homens, além de mulheres e crianças, comem.

Depois de dispensar as multidões, Jesus e os discípulos atravessam o mar de barco até Magadã, no litoral oeste do mar da Galileia. Nesse lugar, os fariseus e alguns da seita dos saduceus testam Jesus, pedindo que ele realize um sinal do céu.

Percebendo qual é a motivação deles, Jesus responde: “Ao cair a noite, vocês dizem: ‘Fará tempo bom, pois o céu está vermelho’, e, de manhã: ‘Hoje fará tempo frio e chuvoso, pois o céu está vermelho, mas sombrio.’ Vocês sabem interpretar a aparência do céu, mas não conseguem interpretar os sinais dos tempos.” (Mateus 16:2, 3) Depois Jesus diz aos fariseus e aos saduceus que nenhum sinal será dado a eles, exceto o sinal de Jonas.

Jesus e seus discípulos entram num barco e vão a Betsaida, no litoral nordeste do mar. No caminho, os discípulos percebem que se esqueceram de levar pães. Eles têm apenas um pão. Lembrando-se da última discussão com os fariseus e os saduceus que apoiam Herodes, Jesus alerta: “Mantenham os olhos abertos; cuidado com o fermento dos fariseus e com o fermento de Herodes.” Os discípulos acham que ele se refere aos pães que se esqueceram de levar. Jesus percebe que entenderam errado e diz: “Por que vocês estão discutindo sobre não terem pães?” — Marcos 8:15-17.

Não faz muito tempo que Jesus providenciou pães para milhares de pessoas. Por isso, os discípulos deviam saber que ele não está preocupado com a falta de pães. Jesus lhes pergunta: “Não se lembram de quantos cestos cheios de pedaços vocês recolheram, quando parti os cinco pães para os 5.000 homens?” Eles respondem: “Doze.” Jesus continua dizendo: “E quando parti os sete pães para os 4.000 homens, quantos cestos grandes, cheios de pedaços, vocês recolheram?” Eles respondem: “Sete.” — Marcos 8:18-20.

Jesus diz: “Como é que vocês não compreendem que não lhes falei de pão? Eu lhes disse que tomassem cuidado com o fermento dos fariseus e dos saduceus.” — Mateus 16:11.

Finalmente, os discípulos entendem o que Jesus quer dizer. O fermento é usado para fazer a massa crescer. Assim, Jesus está usando o fermento para simbolizar a corrupção. Ele está alertando os discípulos contra “os ensinamentos dos fariseus e dos saduceus”, que têm um efeito corrompedor. — Mateus 16:12.